ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

domingo, 20 de maio de 2018

ALERGIA DE CERVEJA

Quais sintomas da alergia à levedura de cerveja? 

Muitas vezes usada na produção de vinho e de cerveja, a levedura de cerveja é um tipo de fungo que é feita a partir de lúpulo e grãos. Em particular, esse tipo de levedura é rico em crómio, proteínas e vitaminas, e se torna um aditivo nutricional muito saudável.
Infelizmente, há pessoas que são alérgicas a levedura de cerveja. A maioria acha que são alérgicos, por conta da ingestão de bebidas alcoólicas.
Levedura de cerveja

Sintomas da alergia à levedura de cerveja

Os sintomas da alergia à levedura de cerveja que são perceptíveis:

Enxaqueca

Contrária a dor de cabeça, que é causada pelo fluxo incorreto de sangue para o cérebro, as enxaquecas são causadas pelo alto fluxo sanguíneo. Como o álcool dilui o sangue, não é incomum o fluxo de sangue para o cérebro aumentar, causando uma enxaqueca.
Nem todos os que bebem álcool tem uma enxaqueca após um copo de cerveja ou vinho. As pessoas com alergia a levedura de cerveja quase sempre sentem uma enxaqueca após consumir álcool. Este é um dos mais comuns e graves sintomas de uma alergia a levedura de cerveja;

Irritação no Estômago

Muitas vezes, o consumo excessivo de álcool leva a uma irritação no estômago. O alérgico irá se sentir meio gasoso, meio inchado. Talvez até tenha náuseas, depois de beber muito pouco, quase nada, de álcool.
É normal que os alérgicos a levedura de cerveja tenham uma diarreia.

Fadiga

A levedura de cerveja pode causar ao alérgico uma queda no açúcar presente no sangue e um aumento do cromo mineral, causando um cansaço muito grande a pessoa que possui a alergia.
Se, de repente, uma pessoa começa a se sentir cansado após beber álcool, é preciso beber um copo de suco de laranja ou ainda participar de uma atividade física (um esporte, por exemplo), pois isso ajuda a re-energizar uma pessoa;

Pele

As pessoas que são alérgicas a levedura de cerveja podem começar a sentir coceira depois de ingerir alguma bebida alcoólica. Além disso, a pessoa pode ou não desenvolver manchas vermelhas ou uma urticária na superfície da pele, também.
Essa reação é muito comum entre os indivíduos que são alérgicos. Geralmente, as manchas ou urticárias vão embora por conta própria;

Sintomas Genéticos

Pessoas que são de origens asiáticas são bem mais propensas a ter uma alergia a levedura de cerveja do que qualquer outro tipo de etnia. Se você é descendente ou já teve uma experiência de aumento da frequência cardíaca ou ainda uma queda de pressão arterial após o consumo de álcool vindo da Ásia, você pode acabar desenvolvendo uma alergia a levedura da cerveja, por conta da genética;

Congestão nasal

O álcool faz com que o corpo acabe liberando histamínicos. Algumas bebidas alcoólicas fabricadas com a levedura de cerveja (o vinho, por exemplo), possuem um alto teor de histamina.
É comum para pessoas que bebem álcool tenham uma congestão nasal. Pessoas com alergia a levedura de cerveja, sempre tem uma grave congestão nasal, toda vez que ingerem poucas ou altas quantidades de álcool.
Você sabia que há dois tipos de alergia? A alergia tardia é conhecida como intolerância. Veja a diferença em “Você sabe a diferença entre alergia e intolerância alimentar“.

PMDF APRESENTA REDUÇÃO NOS ÍNDICES CRIMINAIS DE JANEIRO 2018

PMDF APRESENTA REDUÇÃO NOS ÍNDICES CRIMINAIS DE JANEIRO 2018

 Karina Linhares


A Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal divulgou, na tarde de hoje (1º), o balanço dos dados estatísticos do mês de janeiro de 2018. Todos os órgão ligados à segurança apresentaram sua produtividade à imprensa, dentre eles a Polícia Militar do Distrito Federal, representada pelo Comandante-geral, coronel Nunes, que mostrou resultados extremamente positivos em quase todos os tipos criminais abordados como Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) e Contra o Patrimônio (CP).


A PMDF e o empenho dos policiais militares são os grandes responsáveis por essa redução. Na contramão dos indicadores de outros Estados brasileiros, o Distrito Federal apresentou redução significativa no crime de homicídio, foram 32 casos, o que significa queda de 22% em relação a janeiro de 2017, quando ocorreram 41 crimes contra a vida. De acordo com o secretário de segurança, Edval Novaes, “é a menor quantidade de ocorrências desse crime em toda série histórica de janeiro, desde o início da compilação dos dados estatísticos, no ano de 2000”. Segundo o secretário, é uma diminuição de mais de 50% se comparado ao ano de 2014. Com relação ao crime de latrocínio, outro dado extremamente positivo é que não houve nenhuma ocorrência de roubo seguido de morte, contra quatro casos em janeiro de 2017. Neste janeiro, houve apenas uma ocorrência de lesão corporal seguida de morte contra nenhuma em janeiro do ano passado, totalizando 45 ocorrências em 2017 e 33 neste ano de 2018, uma redução de 26,7% somando todos os Crimes Violentos Letais e Intencionais.


Nos crimes contra o patrimônio, a redução permanece. Saldo positivo em quase todas as modalidades de crime, em alguns casos inclusive, queda bastante significativa como nas ocorrências do roubo em residência a qual reduziu em 46,5%. Em janeiro deste ano, houve 46 ocorrências contra 85 no ano passado. Outra redução significativa foi no crime de roubo a transporte coletivo, onde os dados apontaram 131 casos em janeiro deste ano contra 232 no ano anterior, queda de 43,5%.






A atuação estratégica da PMDF por meio de ações coordenadas com o serviço de inteligência, manchas criminais, operações de diversas unidades da corporação colaboraram definitivamente para os resultados positivos das taxa apresentadas hoje na Secretaria de Segurança Pública. A produtividade de janeiro de 2018 da PMDF apontou 130.189 ligações atendidas pelo 190, sendo 32.704 ocorrências atendidas. Foram 171 armas apreendidas, ou seja, uma média de 5,51 armas retiradas das ruas por dia, de acordo o Comandante-geral da PMDF, coronel Nunes, o fato resulta diretamente na redução da criminalidade. Ocorreu 2.248 pessoas detidas e 1.005 suspeitos presos no DF. Segundo o coronel Nunes, foram apreendidos 227 kg de drogas, somando mais 1 kg de maconha no Setor de Mansões do Lago Norte, 115 kg de maconha na DF 290, 13 kg de cocaína e 3 kg de crack em Ceilândia, “Apenas neste curto espaço foram 132 kg de drogas apreendidas, totalizando 359 kg".


Um dos focos do trabalho da PMDF é a recuperação de veículos, que neste mês somaram 373 carros devolvidos aos seus respectivos donos. O policiamento de trânsito também realizou um trabalho intenso salvando vidas e reduzindo o número de mortes e acidentes graves nas vias e rodovias do DF, somando 1.322 autuações por alcoolemia, ou seja, uma média de 42 pessoas notificadas por dia, número ainda alarmante quando se trata de vidas. Outro crime que o Comando de Policiamento de Trânsito da PMDF vem enfrentado é o transporte pirata que culmina em outros crimes, foram 139 autuações.
FONTE PMDF


Piloto preso suspeito de participar de morte de chefes do tráfico tem fazenda em Catalão, GO Felipe foi ouvido pela Polícia Civil do Ceará e confirmou detalhes sobre o crime, mas afirmou que não sabia que seria uma emboscada. Ele segue preso em Aparecida de Goiânia.

Por Vanessa Martins, G1 GO


Piloto preso suspeito de participar de morte de chefes do tráfico tem fazenda em Catalão
O piloto Felipe Ramos Morais, de 31 anos, preso suspeito de participar da morte de chefes do tráfico, tem uma fazenda de corte de gado e produção de grãos em Catalão, no sudeste de Goiás, de acordo com apurações feitas pelo Jornal Nacional. A propriedade está arrendada e imagens msotram que há um tanque de combustível no local marcado com as siglas “GF”, assim como os animais da fazenda. A mesma sigla é o nome da empresa de aviação de Felipe, em Goiânia.

O homem está preso no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Ele foi detido pela Polícia Civil de Goiás em um condomínio de luxo em Caldas Novas. Ele é investigado por participar das mortes de Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca. O duplo homicídio ocorreu no Ceará em fevereiro deste ano.
O delegado Harley Filho, que conduz as investigações, afirmou que, em depoimento, o piloto disse não saber que estava levando os chefes do tráfico para uma emboscada.

“Ele disse que foi só o piloto e que não sabia de nada do que iria acontecer. Para ele era só mais um transporte de pessoas, como ele já fazia. Ele disse que foi mais uma testemunha. Essa versão dele é uma possibilidade que vamos analisar ainda”, contou.

Também conforme o delegado, o preso confirmou algumas informações sobre a ação e tirou dúvidas sobre a dinâmica da ação. O contato do preso, segundo Harley, era com Wagner Ferreira da Silva, conhecido como “Cabelo Duro”, que foi morto em fevereiro de 2018 em São Paulo.


Conforme apuração do Jornal Nacional, há investigações sobre ligação do piloto com um coronel da reserva da polícia de São Paulo. Ao JN, o policial disse que só conheceu o Felipe na adolescência. A assessoria da Segurança Pública de São Paulo disse ao Jornal Nacional que os fatos estão sendo apurados.


O piloto Felipe Ramos Morais foi preso na segunda-feira em Goiás (Foto: GloboNews/Reprodução)

Prisão
A corporação contou que procurava um piloto de Anápolis que estava desaparecido e era suspeito de trazer drogas do Paraguai para Goiás. No entanto, Felipe foi encontrado no lugar dele, usando um documento falso.

À Polícia Civil, o preso teria dito que usava o documento falso por ter feito serviços para organizações criminosas e ter medo de ser encontrado por esses grupos. Ele disse ainda que tem medo de morrer. O homem tem um mandado de prisão em aberto no Ceará, no entanto, a corporação informou à TV Anhanguera que o processo corre em sigilo e não pode informar por qual crime ele é procurado.
Felipe mantém em Goiânia (GO) uma empresa de aluguel de aeronaves. São quatro helicópteros modelo Robinson 44 no nome da empresa dele, sem intermediários.
Duas das aeronaves da empresa, porém, não podem voar: uma era usada por Felipe quando ele foi preso transportando pasta base de cocaína em 2012, e a outra quando ele foi preso novamente suspeito do mesmo crime em 2015.

Helicóptero usado em ataque a Gegê do Mangue foi achado em área de mata de Fernandópolis, no interior de SP (Foto: Divulgaçã)


A emboscada
Felipe era piloto do helicóptero usado na operação em que os chefes do tráfico foram assassinados. Na época, ele informou, por meio de seu advogado, que foi contratado por Wagner Ferreira da Silva, conhecido como Cabelo Duro, também da cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC) e executado a tiros na frente de um hotel em São Paulo dias depois.


O piloto afirmou que deveria levar passageiros do Ceará para São Paulo, mas foi obrigado a pousar pouco depois da decolagem. Felipe negou ter simulado uma pane na aeronave e disse que viu as execuções na reserva indígena de Aquiraz, a 30 quilômetros de Fortaleza.


Gegê do Mangue era foragido da Justiça e apontado como o segundo chefe na hierarquia da facção criminosa de São Paulo, abaixo apenas de Marcola. Os corpos dele e de Paca foram encontrados com marcas de tiros. Nove câmeras de segurança captaram os detalhes da emboscada.

 
Investigação


Segundo a investigação, o helicóptero saiu de São Paulo com sete ocupantes, incluindo Cabelo Duro. Depois de ser usado em uma emboscada no Ceará, pousou em uma área de mata no Rio Grande do Norte, onde os assassinos tentaram destruir provas do duplo homicídio.


A principal suspeita para o crime é que os assassinos são integrantes da própria facção e teriam agido a mando de Marcola. A motivação seria vingança.


Em dezembro, um ex-chefe da quadrilha, Edílson Nogueira, conhecido por Birosca, foi assassinado dentro da cadeia. A ordem teria partido de Gegê do Mangue, sem a permissão de Marcola.


Um bilhete encontrado em um presídio no interior de São Paulo sugere que Gegê e Paca foram mortos pelo próprio PCC porque teriam desviado dinheiro da facção. A mensagem citava Cabelo Duro.

  G1 Goiás.

Dois membros de associação criminosa que comandava homicídios em Goiânia são presos Suspeitos confessaram envolvimento em pelo menos três mortes e disseram agir sob ordens de integrantes do Comando Vermelho

Dois membros de associação criminosa que comandava homicídios em Goiânia são presos

Suspeitos confessaram envolvimento em pelo menos três mortes e disseram agir sob ordens de integrantes do Comando Vermelho

Do Mais Goiás
Dois membros de associação criminosa que comandava homicídios em Goiânia são presos
Armas apreendidas com os suspeitos. (Foto: Polícia Militar/ Reprodução)


Morre Iberê Monteiro, dono da Rádio Terra de Goiânia Empresário estava em casa e sofreu uma parada cardíaca, na madrugada deste domingo

‘Jesus’ é flagrado dirigindo ônibus rumo à Praça da Bíblia, em Goiânia

Jesus
REPRODUÇÃO

‘Jesus’ é flagrado dirigindo ônibus rumo à Praça da Bíblia, em Goiânia

 

Jesus assumiu o controle e levou em direção à Bíblia todos aqueles que o seguiam . Essa cena, que poderia perfeitamente ser uma frase bíblica, aconteceu de verdade em Goiânia. Um internauta flagrou um motorista de aparência física semelhante àquela que costuma ser atribuída ao Filho de Deus dirigindo um ônibus que seguia para o terminal Praça da Bíblia, na capital goiana.
O flagra foi compartilhado pelo goiano Matheus Junio nessa quinta-feira (17/5) e republicado pela página Goiânia M1L GR4U, onde já recebeu quase mil curtidas. “Tava tendo tanta enchente em Goiânia, que a Metrobus [empresa de transporte urbano] contratou Jesus”, diz a postagem.
A própria Metrobus entrou na brincadeira. “Mas é como diz a Bíblia, meus caros amigos: ‘Vocês estão procurando Jesus, o Nazareno, que foi crucificado. Ele ressuscitou… Vejam o lugar onde foi posto”, disse a empresa, que ainda respondeu um comentário de que deveriam ter contratado Moisés para atravessar as enchentes que castigam a capital goiana: “Passaremos a sugestão para o RH, com certeza”.
 http://blogs.correiobraziliense.com.br/nqv/jesus-onibus-goiania/

quarta-feira, 16 de maio de 2018

POLICIAL MILITAR MORRE EM ASSALTO A ONIBUS NA BR 040


O sargento da Polícia Militar do Distrito Federal, Hernandes José Rosa morreu, e duas pessoas ficaram feridas após uma tentativa de assalto a um ônibus da empresa Real Expresso em Luziânia, cidade do Entorno do Distrito Federal. O crime ocorreu por volta das 4h30 desta terça-feira (15/5), no km 61 da BR-040, na altura do povoado São Bartolomeu. Os criminosos morreram no local durante uma troca de tiros.
O ônibus seguia de São Paulo (SP) em direção a Brasília, com 22 passageiros. Há relatos de que os bandidos, que estavam armados e encapuzados, forçaram o motorista a parar, atirando contra o ônibus. O sargento da PM e um agente penitenciário, que seguiam no veículo, reagiram à abordagem, quando houve a troca de tiros. Os dois suspeitos morreram na hora.
O sargento acabou baleado no peito por um tiro de calibre .12. Ele chegou a ser socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luziânia, em estado grave, mas não resistiu. Uma passageira, baleada no ombro, foi levada para o Hospital de Luziânia e depois transferida para o Hospital de Base, em Brasília, segundo a Real Expresso. O estado de saúde dela é gravíssimo e ela está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Um homem também foi baleado na mão, mas não corre risco de morte. Os assaltantes ainda não foram identificados pela polícia. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os corpos foram recolhidos e levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia.
Imagens feitas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostraram as marcas dos momentos de pânico vividos pelos passageiros e motorista do ônibus. Manchas de sangue ficaram espalhadas pelo piso do veículo. É possível ver ainda dezenas de marcas de tiros nos bancos.
Os bandidos fugiram da cadeia Municipal de Cristalina em 20 de março. Eles tinham passagem pela polícia por roubo.
Por meio de nota, a Real Expresso informou que está prestando assistência imediata aos passageiros. “Assim como oficializará um pedido junto às autoridades estaduais e federais para
a melhoria da segurança das empresas operadoras de transporte que atuam no trecho”, escreveu a empresa.
No site da PMDF, a coorporação lamentou a morte do 3º sargento, que ficava lotado no 25º Batalhão da Polícia Militar, no Núcleo Bandeirante. "O policial, que transbordava amizade, profissionalismo, ética e humanidade, partiu e deixará imensa saudades àqueles que ficaram", diz a nota.
Crime que tem se tornado recorrente nas rodovias que cortam o DF, um assalto a ônibus também foi registrado pela PM em Samambaia. Um homem foi preso na noite dessa segunda-feira (14/5) após roubar o coletivo da linha 367.2, da empresa Urbi. Rodoviários acionaram a PM logo após o crime. Segundo a PMDF, os dois assaltantes envolvidos usaram uma faca para roubar o caixa do cobrador.
Dinheiro apreendido após assalto em Samambaia(foto: PMDF/Divulgação)
Dinheiro apreendido após assalto em Samambaia
(foto: PMDF/Divulgação)
 Segundo a corporação, o patrulhamento foi intensificado na área e, duas horas depois, conseguiram localizar um rapaz, com as mesmas características repassadas pelas vítimas do roubo, que estava em uma quadra de esportes da Quadra 225. O suspeito foi conduzido à 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte), onde foi reconhecido pelo motorista da empresa de ônibus.
Na delegacia, os policiais apreenderam R$ 60 em espécie do total de R$ 238,50 que foi roubado do rodoviário.
O sargento Hernandes José Rosa estava na Polícia Militar há 20 anos. Ele foi morto a tiros por criminosos durante uma tentativa de assalto a um ônibus em Luziânia, no Entorno do DF. PMDF destacou "amizade, profissionalismo, ética e humanidade"
O corpo do terceiro sargento da Polícia Militar do Distrito Federal, Hernandes José Rosa, 42 anos, será velado e enterrado nesta quarta-feira (16/5), no Cemitério de Catalão (Goiás). Segundo informações da corporação, a previsão é de que o velório ocorra ao longo da manhã e início da tarde, e o sepultamento, às 15h. O policial, morto em uma tentativa de assalto a um ônibus em Luziânia, estava na corporação há 20 anos. Ao lamentar o falecimento, a PMDF destacou que ele “transbordava amizade, profissionalismo, ética e humanidade.”

Hernandes José Rosa morava com a família em Catalão, a cerca de 308km de Brasília.  No DF, ele trabalhava no 25º Batalhão, no Núcleo Bandeirante. O sargento era um dos 22 passageiros do ônibus da empresa Real Expresso, e viajava a trabalho, por isso estava fardado. Ele foi baleado no peito por uma arma calibre .12. Na tentativa de assalto, outras duas pessoas foram baleadas. Os criminosos foram mortos no local.

Segundo a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o ônibus da Real Expresso seguia de São Paulo para Brasília pela BR-040. Por volta das 4h, na altura do km 61, próximo a Luziânia, cidade do Entorno do DF, dois criminosos atiraram no pára-brisas do veículo, forçando o motorista a parar. Armados com uma espingarda calibre .12 e uma pistola .40, a dupla entrou e anunciou o assalto.
De acordo com a PRF, os assaltantes identificaram que Hernandes era policial e um deles teria dado ordem para que ele fosse morto. O sargento chegou a reagir e houve uma troca de tiros entre os criminosos, o policial militar e um agente penitenciário, que não conhecia o sargento, mas que também era passageiro do ônibus.
Os dois suspeitos morreram na hora. Os corpos caíram na escada. Imagens feitas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), após a perícia, mostraram as marcas dos momentos de pânico vividos pelos passageiros e motorista do ônibus. Manchas de sangue ficaram espalhadas pelo piso do veículo. É possível ver ainda dezenas de marcas de tiros nos bancos.
Sargento morto e duas pessoas feridas
O sargento Hernandes José Rosa chegou a ser socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luziânia, mas não resistiu aos ferimentos. Outra passageira, identificada como Sarah Cristina Bueno, de 21 anos, foi baleada nas costas e está internada  na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base. O estado de saúde dela é gravíssimo.

Segundo boletim médico da Secretaria de Saúde, Sarah Cristina respira com a ajuda de aparelhos, foi submetida a uma drenagem torácica e é acompanhada pela neurocirurgia do hospital. Há riscos de que ela tenha sofrido uma lesão na coluna. Um homem também foi baleado na mão, mas não corre risco de morte.

Os dois assaltantes, identificados como Agnaldo Pereira da Rocha e Ronaldo Pereira da Rocha, haviam fugido da Cadeia Municipal de Cristalina em 20 de março, segundo a PRF, e eram considerados foragidos.

Em nota, a Real Expresso afirmou que presta assistência aos passageiros que necessitarem de atendimento e que oficializou um pedido junto às autoridades estaduais e federais para melhoria da segurança das empresas operadoras de transporte que atuam no referido trecho.
Homenagens da corporação
Ainda nesta noite, policiais militares e bombeiros farão uma carreata que deve partir da frente do 25° Batalhão da Polícia Militar, no Park Way, até o posto da PRF, depois do Catetinho. O ato é em homenagem ao militar morto e a previsão é de quem um grupo siga para a cidade de Catalão, onde irá acompanhar o sepultamento do colega.
Com pesar, a PMDF comunica o falecimento do 3º sargento Hernandes José Rosa. O policial, que transbordava amizade, profissionalismo, ética e humanidade, partiu e deixará imensa saudade àqueles que ficaram.
As pessoas são insubstituíveis em sua existência e, quando especiais, além da falta que fazem àqueles que as amam, deixam o mundo mais pobre. Sem o nosso amigo, o mundo perde um pouco do seu brilho, alegria e cor.
Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor, que dê ao nosso amigo o merecido repouso eterno. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames.

Polícia Militar do Distrito Federal"

Depois de tantos anos na rua combatendo o crime, o subtenente Batista Sousa, conhecido como “Linha Dura”, vai sair da ativa

Depois de tantos anos na rua combatendo o crime, o subtenente Batista Sousa, conhecido como “Linha Dura”, vai sair da ativa

 TV Jangadeiro em Vem que tem



Subtenente da Polícia Militar, o “Linha Dura” vai sair da ativa
Subtenente da Polícia Militar, o “Linha Dura” vai sair da ativa (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)
A vida profissional na ativa do subtenente da Polícia Militar Batista Sousa, mais conhecido como “Linha Dura”, está no fim. Depois de tantos anos na rua combatendo o crime, ele finalmente recebeu uma promoção. Agora, passa a ser o secretário de Segurança em Forquilha.
Durante todo esse tempo trabalhando em busca da disciplina, ele conseguiu um reconhecimento muito grande da população. O subtenente Batista Sousa fez sucesso pela forma de atuar nas ruas. Seus vídeos têm milhões de visualizações na internet, mostrando a forma como ele combate o crime.
programa Vem que Tem, da TV Jangadeiro/SBT, ficou sabendo que o famoso policial “Linha Dura”
vai se aposentar e decidiu acompanhar de perto uma das últimas operações policiais desse militar que tem amor pela profissão.
Em entrevista o subtenente fala da sua aposentadoria e dá conselhos aos novos guerreiros de profissão. “É um momento que passa um filme na minha cabeça. Eu espero que outros guerreiros que estão vindo aí que honre essa farda e que tenha amor e exerça o seu trabalho e sua profissão, de honrar o trabalho com postura e que defenda a sociedade (sic)”.
Veja todos os detalhes no vídeo do Vem que Tem da TV Jangadeiro/SBT:

fontehttp://tribunadoceara.uol.com.br/videos/vem-que-tem/pm-que-faz-sucesso-na-internet-por-ser-linha-dura-assume-secretaria-de-seguranca-de-forquilha/

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Rotam encontra dupla que assaltou casa e levou carro, em Aparecida de Goiânia Um foi preso e outro, menor, apreendido; vítima reconheceu criminosos e detalhou ação: coronhadas, ameaças e tiros contra a vizinhança


Rotam encontra dupla que assaltou casa e levou carro, em Aparecida de Goiânia

Um foi preso e outro, menor, apreendido; vítima reconheceu criminosos e detalhou ação: coronhadas, ameaças e tiros contra a vizinhança

Do Mais Goiás |



(Reprodução: PM-GO)

Kaio de Lisboa Teles, de 20 anos, foi preso, e um menor apreendido. Com eles a Rotam encontrou um carro levado em um assalto a residência no dia 25 de abril. Os criminosos estavam no Parque das Nações (Kaio) e Jardim Florença, em Aparecida de Goiânia, quando foram abordados e assumiram a autoria do crime. Na ação criminosa os bandidos deram coronhadas nas vítimas, inclusive um menino de sete anos.


Kaio de Lisboa Teles, preso no Parque das Nações, reconhecido por uma das vítimas: emprego de violência e ameaça (Foto: PM-GO)

Após as prisões dos autores, a vítima, uma mulher, disse que os bandidos entraram na casa com muita violência, e deram coronhadas no cunhado e filho, com apenas sete anos de idade. A ação criminosa, na noite do dia 25 de abril, não foi registrada por câmeras dentro da casa, mas a saída dos bandidos foi gravada por uma das câmeras de um vizinho.

No vídeo é possível ver a agitação dos ladrões. Eles chegam a atirar em direção à rua. A vítima disse aos policiais que os criminosos atiraram contra um vizinho dela, que estava na rua em busca de entender o que estava acontecendo.
Tocador de vídeo



00:00

00:30


O flagrante foi feito no 4º DP, no Setor Garavelo, em Aparecida. Com os criminosos, a PM encontrou duas armas de fogo.


FONTE É MAIS GOIÁS

Incêndio atinge ônibus e caminhão em mecânica no Itapoã O CBMDF conseguiu controlar o fogo e impedir que as chamas se alastrassem



Incêndio atinge ônibus e caminhão em mecânica no Itapoã
O CBMDF conseguiu controlar o fogo e impedir que as chamas se alastrassem

CB Correio Braziliense


(foto: CBMDF/DIvulgação)

Um incêndio atingiu dois veículos em uma mecânica próxima ao Balão do Itapoã. Um ônibus Wolkswagen e um caminhão Mercedes Benz foram atingidos pela chama na área externa do estabelecimento.

O Corpo de Bombeiros impediu que as chamas se alastrassem e atingissem a edificação. Quatro viaturas e 15 militares participaram da ação.

Segundo a corporação, não houve vítimas e a perícia do CBMDF foi acionada. O local ficou aos cuidados do proprietário.

Juíza livra Galli de pagar R$ 500 mil devido a declarações homofóbicas


Juíza livra Galli de pagar R$ 500 mil devido a declarações homofóbicas

Eduarda Fernandes



Gilberto Leite

Deputado Victório Galli obtém vitória na Justiça e deixará de pagar R$ 500 mil para defensor

A juíza da Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular Célia Regina Vidotti negou o pedido liminar do defensor público estadual Willian Zuqueti, que propôs uma ação civil pública contra o deputado federal Victório Galli (PSD) pedindo indenização de R$ 500 mil, por conta de declarações homofóbicassobre a comunidade LGBT.

“O pedido do requerente, em suma, implica em impor norma ou limite ao pensamento humano, contudo, ainda não são conhecidos meios para atingir esta pretensão.

A Constituição de 1988, apelidada de “Constituição Cidadã”, assegura a liberdade de pensamento e a sua manifestação”, diz a magistrada no despacho proferido na última quinta (20).

Vidotti esclarece que a exteriorização do pensamento é livre e garantida pela Constituição, assim como também são garantidas a liberdade de consciência e de expressão, de crença e de ensino. Neste sentido, pontua que a crítica é livre e não pode sofrer prévia censura em relação à opinião, pensamento e ideologia.

“Em síntese, não há amparo legal para atender a pretensão liminar do requerente e proibir que o requerido exteriorize seus pensamentos e ideias e se manifeste sobre a comunidade GLBT. Faço consignar, porém, que a liberdade de expressão está indissociavelmente ligada à responsabilidade daquele que excede no exercício de suas liberdades”, decide. Ao final do da decisão, a juíza deixa de designar a audiência conciliatória entre as partes, mas determina a citação de Galli.

Relembre

Em entrevista à Radio Capital, de Cuiabá, Galli alegou ter feito estudos profundos para concluir que a Disney e o Mickey fazem apologia ao homossexualismo. “Inclusive o Mickey, ele é homossexual, há uma mensagm subliminar para enganar as crianças..Ao ser indagado sobre o relacionamento afetivo do personagem com a Minnie, o parlamentar disse que é para enganar as pessoas. Ainda de acordo com o deputado, “o Rei Leão é outro filme que faz apologia ao gayzismo, pois o leão deveria ser um animal feroz e não um animalzinho frágil, para transmitir respeito aos outros animais”.

Galli alertou que esses personagens estão acabando com a família tradicional brasileira, e ao ser questionado sobre qual seria o problema se os personagens fossem realmente homossexuais, respondeu “para quem defende a família tradicional, é fator negativo”. “Não bastassem as declarações discriminatórias, o requerido, em companhia do senador Cidinho Santos (PR), gravou um vídeo em um aeroporto, que por mais de um minuto ambos fizeram piadas homofóbicas e perturbadoras acerca da suposta homossexualidade dos personagens da Disney."

Se eles querem dar, eu posso dar

Galli considerou um exagero a ação e afirmou ter direito a emitir opinião. “Se é direito deles dar o que eles querem dar, por que eu não posso dar opinião?”, indagou à imprensa durante passagem do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) por Cuiabá.
FONTEhttp://www.rdnews.com.br/judiciario/juiza-livra-galli-de-pagar-r-500-mil-devido-a-declaracoes-homofobicas/84084

HOMICIDIO EM NOVO GAMA


Resultado de imagem para homicidio com arma de fogo pistolaPor volta das 22 horas do dia 03 na Q 485 l 15 Pedregal Novo Gama,Mais um homicídio aconteceu.
Segundo relato de testemunhas um individuo desconhecido teria adentrado o bar “PARADA OBRIGATÓRIA” ido em direção as vitimas que estavam sentados em uma das mesas do estabelecimento. Quando o autor, sem falar nada puxou uma pistola e desferiu vários disparos contra as vitimas. As vitimas seriam 03 amigos e estariam juntos no estabelecimento, foram alvejados por vários disparos sendo que um deles veio a óbito no local, outros 02 foram encaminhados em estado grave para o HRS(HOSPITAL REGIONAL DE SANTA MARIA)SANTA MARIA/DF.

O autor evadiu-se em uma motocicleta tomando rumo ignorado, segundo informações e não foram localizados. FLÁVIO MENDES DOS SANTOS (OBITO), filho de Maria de Jesus Mendes. Não foram localizados antecedentes criminais em desfavor da vitima.
VITIMA: 02 JEFFERSOM DE TAL
VITIMA: 03 BRENNO PEREIRA MATOS MARTINS; DN 22/02/1999 Genitora: Edvânia Pereira Martins. Individuo com passagem pelo Art. 157

sábado, 5 de maio de 2018

GUSTAVO LIMA EM LUZIANIA

Casal é preso suspeito de assassinar homem e sacar R$19 mil de sua conta


Casal é preso suspeito de assassinar homem e sacar R$19 mil de sua conta

Jorge Roberto de Souza, de 62 anos, foi morto a facadas pelo casal. Logo em seguida a dupla levou a carteira da vítima e realiza saques da conta até o cartão ser bloqueado

Kayque Juliano
Do Mais Goiás, Goiânia



Com o dinheiro subtraído, o suspeito chegou a comprar uma motocicleta que foi apreendida pela Polícia Civil. (Foto: Polícia Civil)
O Grupo de Investigação de Homicídios de Aparecida prendeu um casal suspeito de ter assassinado Jorge Roberto de Souza, de 62 anos, no dia 23 de março deste ano, no Jardim Boa Esperança, em Aparecida de Goiânia. De acordo com a Polícia Civil (PC), no início o caso foi tratado como homicídio, mas logo após a prisão dos autores, foi verificado de que se tratava de um latrocínio.

Segundo a PC, Gabriel de Jesus Apolônio, de 19 anos e Mirian de Jesus Silva, de 35, estavam bebendo num “espetinho” e perceberam que a vítima, que também estava no local, manuseava um extrato bancário que indicava uma grande quantia em dinheiro e decidiram roubá-lo.

O delegado Klayter Camilo, responsável pelo caso, disse que o casal arquitetou um plano, onde Mirian iria seduzir Jorge para praticar o roubo, mas a vítima não teria caiu na isca do casal. “Nesse momento aconteceu um desentendimento entre Jorge e o suspeito, Gabriel. Durante a discussão, Gabriel agrediu a vítima com um tapa. Logo após a agressão, a vítima saiu do local e foi para a sua casa, mas foi seguido pelos autores”, disse o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, os dois suspeitos seguiram a vítima que foi atacada por Gabriel que estava armado com uma faca. Jorge Roberto de Souza foi esfaqueada por três vezes, sendo duas no lado esquerdo do peito e uma nas costas. Após cometer o crime, o suspeito pegou a carteira de Jorge, onde estava o cartão com a senha, e fugiu
Saques

Após cometerem o crime, Gabriel e Mirian passaram a efetuar saques diários da conta da vítima até que o cartão fosse bloqueado. Eles chegaram a sacar em torno de R$19 mil .

Imagens de circuito interno das agências bancárias, mostram o momento em que Gabriel chega de blusa branca e com um capacete nos braços e realiza um dos saques da conta da vítima. Com o valor, Gabriel chegou a comprar uma motocicleta que foi apreendida pela Polícia Civil.
Prisão

Dias antes da prisão, o casal se desentendeu após a informação de que Mirian estaria grávida, e Gabriel passou a morar com a filha da suspeita, de apenas 14 anos, no Setor Colina Azul. Mirian foi presa na quinta-feira (3), no Jardim Tiradentes, e Gabriel, na sexta-feira (4), na casa onde estava com a filha da suspeita, em Aparecida de Goiânia.

Mirian está presa no14º Delegacia de Polícia de Aparecida de Goiânia e Gabriel no 1º DP. Segundo o delegado, eles vão cumprir prisão temporária podendo ser convertida em preventiva. O casal irá aguardar o julgamento preso.
fonte É MAIS GOIAS

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM