ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Viatura descaracterizada da polícia é encontrada queimada na EstruturalO diretor-geral da Polícia Civil, Jorge Xavier, acredita que a intenção dos ladrões era levar o veículo para desmanche, mas ao perceberem que o carro era equipado com rádio transmissor e equipamentos exclusivos da polícia, desistiram da ação





Viatura descaracterizada da polícia é encontrada queimada na Estrutural   O diretor-geral da Polícia Civil, Jorge Xavier, acredita que a intenção dos ladrões era levar o veículo para desmanche, mas ao perceberem que o carro era equipado com rádio transmissor e equipamentos exclusivos da polícia, desistiram da ação

Notícia
Vídeo
Polícia acredita que bandidos atearam fogo no veículo para não deixar provas depois que descobriram que era uma viatura (Reprodução/TV Brasília)




Saulo Araújo

Publicação: 19/12/2013 20:44 Atualização: 19/12/2013 22:09


Uma viatura da Polícia Civil foi furtada na manhã de quarta-feira (18/12), em uma área comercial do Cruzeiro Novo. O carro descaracterizado pertencia à 8ª Delegacia de Polícia (Setor de Indústria e Abastecimento). Os autores do crime queimaram a Blazer em uma região de mata da Cidade Estrutural. Por enquanto, ninguém foi preso. O diretor-geral da corporação, Jorge Xavier, disse que uma tomada de contas especial será aberta para investigar o que aconteceu. Trata-se de um procedimento padrão quando o patrimônio público é alvo de dano.

Se no decorrer do processo surgir indícios de negligência por parte do agente responsável pela viatura, será aberta uma sindicância na Corregedoria. "Não sabemos até agora as circunstâncias desse furto. Vamos saber se algum servidor será responsabilizado e, se for o caso, determinar como vai se dar esse ressarcimento ao erário", explicou Jorge Xavier.

Xavier acredita que a intenção dos ladrões era levar o veículo para desmanches, mas ao perceberem que o carro era equipado com rádio transmissor e equipamentos exclusivos da polícia, desistiram da ação. O fato de colocar fogo no carro pode ter sido uma estratégia dos bandidos para apagar possíveis impressões digitas.



Não é a primeira vez que viaturas da instituição são alvos de criminosos. Em maio do ano passado, três adolescentes foram apreendidos, na Ceilândia, enquanto empurravam um Fiat Punto, carro descaracterizado da Polícia Civil. Eles não sabiam que o veículo era do Estado e, por conta do GPS instalado no carro, foram localizados com facilidade.




FONTE CORREIO BRAZILIENSE
Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM