ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

ARMA DE FOGO É APREENDIDA COM TRÊS INDIVÍDUOS EM VALPARAÍSO.



ARMA DE FOGO É APREENDIDA COM TRÊS INDIVÍDUOS EM VALPARAÍSO.

Em patrulhamento pelas imediações do Posto Ipiranga, que fica situado no Parque Marajó em Valparaíso, os Policiais Militares da viatura 5556, Sgt Uchoa e Sd Wilson suspeitaram de um carro, modelo GM Chevette de cor cinza.

Do lado de fora do veículo estavam dois indivíduos sendo um deles maior e outro menor e dentro do veículo mais um menor.

Os três perceberam a aproximação e chegada da viatura e ficaram bastante nervosos, porém a ação dos policiais foi tão rápida e eficaz que o menor tentou sacar a arma da cintura, e nem isso lhe deu tempo, pois foi dada a voz para que não reagisse e largasse a arma, e claro que ele obedeceu.

Foram detidos os seguintes indivíduos: Luciano Silva Soares, nascido em 26/02/1995 e dois menores, E.R.S.S de 15 anos e o J.A.S.S de 17 anos.

Trata-se de um revolver calibre 32” com seis munições intactas e mais uma chave “mixa”.

Ao que tudo leva a crer é que eles estavam ali para roubar o posto de gasolina e em seguida um veículo através da chave que eles tinham para dar fuga. No entanto, foram conduzidos para o Ciops do Céul Azul em flagrante pelo porte ilegal da arma de fogo.

São dois policiais que tem um tirocínio apuradíssimo, o que dificilmente este tipo de situação passaria despercebido.
Parabéns guerreiros.

Fonte: Copom/5º CRPM
Coordenador de equipe: SGT Gustavo
Disque-denúncia: (61) 3623-3477
WhatsApp: (61) 9916-7371
Skype: COPOM5CRPM
Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/COPOM_05CRPM

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

NO ESTADO DE GOIAS ***Liminar manda Estado desligar soldados temporários da Polícia Militar

Liminar manda Estado desligar soldados temporários da Polícia Militar


Em liminar assinada nesta sexta-feira (24), a juíza Suelenita Soares Correia, da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual Goiânia, determinou o desligamento imediato de todos os soldados do Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (SIMVE) da Polícia Militar. Ela também proibiu o Estado de Goiás de admitir novos temporários e de renovar os ajustes em vigor até a solução de ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público (MP) contra essas admissões.

Ainda pela decisão, o Estado deverá convocar e nomear todos os candidatos classificados em concurso para soldado e cadete, bem como os aprovados no concurso para soldado QPPM de 2ª Classe, inclusive os ocupantes de cadastro de reserva, até que se alcance a quantidade de soldados temporários admitidos ou o valor atualmente gasto com subsídios do SIMVE.
A medida foi requerida em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público (MP), segundo quem já foram nomeados 1,3 mil reservistas das Forças Armadas para exercerem as atribuições correspondentes às de soldado de 3ª classe da PM e haveria previsão para nomeação de outros 800. De acordo com Suelenita, as admissões são flagrantemente inconstitucionais. Ela rejeitou alegação do Estado, de que elas foram feitas em virtude da “necessidade temporária de excepcional interesse público”. Como destacou a juíza, a segurança pública “certamente não é necessidade temporária”.
A magistrada salientou ainda, na decisão, que como os soldados temporários do SIMVE não passaram pelo curso de formação – exigido aos aprovados em concurso público da PM – não poderiam estar exercendo as funções de polícia ostensiva de segurança e de preservação da ordem pública, “sobretudo munidos de arma de fogo”. Para ela, tal situação coloca em risco tanto a população goiana quanto eles.
O MP também havia pleiteado, liminarmente, que o Estado fosse obrigado a realizar novo concurso público para cadete e soldado e, ainda, que os candidatos recomendados na avaliação psicológica do certame realizado em 2012 fossem classificados em cadastro de reserva. De acordo com Suelenita, no entanto, tais pedidos devem ser examinados no mérito da ação, além de que são, aparentemente, atos discricionários do Poder Público. (Texto: Patrícia Papini  e Gizely Cândida- Centro de Comunicação Social do TJGO)

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

ATENÇÃO PAIS E RESPONSAVEIS POR CRIANÇAS***

domingo, 19 de janeiro de 2014

UMA HISTÓRIA PARA PESQUISAR Em livro, historiadora garante que Adolf Hitler viveu e morreu em MT Simone Dias é historiadora e mora em Chapada dos Guimarães; Para ela, Hitler morou, trabalhou e foi enterrado na cidade de Nossa Senhora do Livramento MAX AGUIAR

UMA HISTÓRIA PARA PESQUISAR
Em livro, historiadora garante que Adolf Hitler viveu e morreu em MT
Simone Dias é historiadora e mora em Chapada dos Guimarães; Para ela, Hitler morou, trabalhou e foi enterrado na cidade de Nossa Senhora do Livramento
MAX AGUIAR
Enquanto escrevia e pesquisava sobre outros assuntos, a historiadora Simone Dias descobriu algo que pode colocar Mato Grosso como a derradeira passagem do nazista Adolf Hitler. De acordo com o livro publicado por ela, o município de Nossa Senhora do Livramento pode ter sido a cidade em que o ditador alemão morreu.

“É de verdade um livro onde os leitores têm a chance de pesquisar a história da fase final da vida de um homem que é conhecido mundialmente. Pesquisei, demorei dois anos pra acreditar na história e agora entrei de cabeça. Eu acredito e sei que o homem em questão é o Hitler enterrado em Livramento”, disse a historiadora.

Simone Dias é moradora da região da Mata Fria, em Chapada dos Guimarães, local conhecido como Casa do Mel, onde há mais de 20 anos é um dos pontos mais visitados da Rodovia Emanuel Pinheiro. O mel vendido lá vem da cidade de Poconé, cidade distante 100km de Cuiabá, onde no meio do caminho se passa por Livramento, local onde a historiadora conhece bem.







Marcos Lopes/HiperNotícias




Tudo começou em 2007, quando a caminho de Poconé, alguém que a historiadora não diz o nome, soprou em seu ouvido que na década de 80 um alemão velho morou na cidade e que ele seria o militar político Adolf Hitler. “Fiquei dois anos pra acreditar na história, mas comecei a conectar as peças que eu tinha em mãos e comecei as buscas”, revelou.

Chegando a Livramento, Simone descobriu que Hitler supostamente era chamado de Adolf Leipzig, sobrenome que lembrava o nome da cidade de Sebastian Bach, músico que Hitler era muito fã. “Minhas dúvidas começavam a se desfazer e eu então decidi entrar de cabeça e comecei a pedir informação na cidade. Lá é pequeno, quem conhece Livramento sabe que todos sabem da vida de todos. Então descobri onde o ‘alemão velho’ morava e com ele vivia”.

Crendo que o suposto alemão seria Hitler, Simone descobriu que ele trabalhava de agricultor e em um certo dia, pelo idos de 1986, se acidentou e quebrou a perna em uma queda do trator. “Ele precisou de ajuda médica e veio para Cuiabá, onde foi atendido na Santa Casa. Lá ele se deparou com uma irmã de caridade que era polonesa, que ao perceber a presença de Hitler naquele lugar, gritou que ele jamais ia ser atendido ali, porque se tratava de um matador odiado pelo mundo. O acompanhante do alemão pediu pra a irmã se calar e que ele estava ali como paciente e eles tinham ordem do Papa para que ele fosse atendido”, afirma historiadora em um trecho do livro.

Na publicação aparece a imagem dos documentos que ela buscou nos arquivos da Santa Casa que comprova o atendimento ao Adolfo Leipzig. Segundo Simone, naquele dia, ele passou por uma cirurgia e teve que colocar um espiral na perna.







Marcos Lopes/HiperNotícias



Historiadora segurando as roupas que o alemão velho foi enterrado em Nossa Senhora do Livramento



Mas o que Hitler estaria fazendo em Mato Grosso, quando alguns relatos dizem que ele morreu após ser exilado para a Argentina? A historiadora responde. “Ele veio a Mato Grosso porque ficou sabendo, através de um mapa dado pelo papa Pio, que ele iria encontrar ouro. Ele conseguiu encontrar a tal mina, mas não desvendou o enigma para entrar e voltou sem êxito para Livramento, onde ficou com uma mulher morena até o fim dos anos 80 quando morreu e lá mesmo foi enterrado."

Depois de vir a Cuiabá colher algumas informações, a historiadora voltou à Nossa Senhora do Livramento e decidiu perguntar para o coveiro da cidade sobre informações do túmulo onde Hitler, até então alemão velho, estaria enterrado.

“Cidade pequena o coveiro sabe de tudo (risos). Dei um dinheiro pro rapaz e ele ligou pro pai dele que era o antigo coveiro de Livramento e fomos ao Cemitério junto com um médico legista da UFMT que me ajudou. Quando encontramos o túmulo, eu fui direto aos pedaços dos ossos e encontrei o espiral na perna operado que ele tinha acidentado em 1986. Trouxe tudo comigo, roupa, pedaços de ossos que estão sendo estudados e um pedaço de renda, que é uma tradição dos alemães ao ser enterrado”, disse a historiadora que tem todos os objetos, inclusive uma arma que foi utilizada pelo alemão velho antes de seu falecimento.







Marcos Lopes/HiperNotícias



Imagem da arma que, de acordo com a historiadora Simone Dias, teria sido usada por Hitler em Nossa Senhora do Livramento



Outros detalhes da presença de Hitler no Brasil, com passagens pelo Paraná, Rio Grande do Sul e Nobres, estão disponíveis no livro. Em sua dedicatória a historiadora usa os dizeres: “Uma história para se pesquisar”. Mas engana-se quem acredita que todo o esforço da historiadora é para conquistar fama ou fortuna.

"Se eu conseguir comprovar através de exames com os ossos, que eu tenho guardado, que o tal alemão velho era mesmo o Hitler, com certeza nosso estado será lembrado mundialmente como o local que morreu o chefe dos nazistas. Uma pessoa sem rumo que simplesmente desapareceu. Não quero nada além do reconhecimento do nosso estado”, revela Simone Dias.

Simone Dias já começou a escrever a segunda edição, e nem por um punhado de moedas, como ela mesmo diz, não revela o fator primórdio do livro. “Por enquanto o que posso adiantar é que nesse livro vou relatar o resultado do exame do DNA. Eu vou à Alemanha, onde já contatei pessoas que irão me ajudar com isso. A segunda parte será mais encantadora que a primeira, onde afirmo 99% que o alemão velho que passou por Livramento é Adolf Hitler”, finalizou a historiadora. Ela viaja no mês de março à Europa onde deve entregar os ossos para estudo. 

fonte hiper noticias

Abadiânia Velha permanece escondida entre matas e esquecida no tempo Surgido no século 19, distrito que já foi sede do município de Abadiânia conserva construções e costumes do período colonial. Habitantes cozinham em fogão de lenha e produzem artesanato original, enquanto produtores rurais mantêm criações de gado e cavalo



Abadiânia Velha permanece escondida entre matas e esquecida no tempo Surgido no século 19, distrito que já foi sede do município de Abadiânia conserva construções e costumes do período colonial. Habitantes cozinham em fogão de lenha e produzem artesanato original, enquanto produtores rurais mantêm criações de gado e cavalo


Renato Alves

Publicação: 19/01/2014 08:00 Atualização: Imagine um lugar no meio de um vale fértil, onde o clima frio leva os moradores a dormirem todas as noites sob cobertor, a maioria só come as hortaliças colhidas no fundo de casa e cozidas em fogão a lenha, os vizinhos trocam pratos de comida, ninguém lembra do último caso de roubo, nem se preocupa com o andar do relógio, os rumos da economia, os hits da internet. Nesse lugar, crianças vivem sem tablets, smartphones e videogames, adultos não sofrem estresse e os idosos são os mais respeitados. Também não há trânsito, nem poluição atmosférica, sonora ou visual. Acredite, esse lugar existe. E fica a 135km de Brasília, perto da BR-060, no caminho para a histórica e concorridíssima Pirenópolis (GO). Mas, escondido entre matas e esquecido no tempo, é desconhecido pela maioria dos brasilienses.
 ( Iano Andrade/CB/D.A Press)
Nascida no fim dos anos 1800, Abadiânia Velha, ou Posse D’Abadia, já foi cidade (veja Linha do Tempo). Perdeu o status em 1963, quando políticos goianos decidiram mudar a sede do município. Estavam entusiasmados com a mudança da capital do país do Rio de Janeiro para Brasília, e do estado da Cidade de Goiás para Goiânia. E, assim como ocorreu com a antiga capital estadual, mais conhecida como Goiás Velho, a nova sede municipal, transferida para a margem da BR-060, passou a ser chamada de Abadiânia Nova, enquanto Posse D’Abadia virou Abadiânia Velha. Sem as repartições da administração municipal, ela perdeu os serviços e a maior parte dos habitantes. Onde chegaram a morar 3 mil pessoas, hoje não há mais de 550. A maioria, crianças e idosos.

Sem investimentos, sem comércio, sem serviços, sem empregos, as crianças de Abadiânia Velha vão embora quando se tornam adolescentes, para estudar e trabalhar. Assim, a população só decresce e os antigos moradores mantêm os casarões em estilo colonial e os hábitos do fim do século 19 e início do século 20.

A farsa da abertura em Cuba


A farsa da abertura em Cuba
19 de janeiro de 2014 | 2h 09

Notícia

  O Estado de S.Paulo

Na palavra dos gerontocratas de Cuba, acredita quem quer. A expectativa dos incautos de que a "abertura econômica" promovida por Raúl Castro pudesse sinalizar uma mudança mais ampla na ilha - digamos, ao estilo chinês - não resiste aos fatos. O último golpe de propaganda do regime foi o anúncio do fim das restrições à venda de carros. Como Cuba, além das praias, dos charutos e da ditadura, é conhecida por seus imensos carros americanos dos anos 50 - os últimos que puderam entrar no país antes da revolução de 1959 -, a medida soou como um avanço e tanto. Na prática, tudo não passou de mais um escárnio da ditadura cubana.

Quem foi a alguma das lojas de carros autorizadas pelo Estado, na esperança de, enfim, conseguir trocar seu decrépito Buick por um automóvel mais moderno, deparou-se com preços sem paralelo em nenhum lugar do mundo. Um Peugeot 508, modelo 2013, custava nada menos que US$ 262 mil - seu equivalente em lojas capitalistas não passa de US$ 30 mil. A média salarial em Cuba é de US$ 20. Logo, a venda de carros pode até estar autorizada, mas não haverá ninguém em Cuba rico ou louco o bastante para comprá-los. "O que eles pensam que estão vendendo? Aviões?", disse à revista The Economist um dos frustrados clientes. "Eles não querem vender nenhum carro. É tudo um show", reclamou outro.

A Economist especula que, na verdade, a autorização para a venda de carros é apenas uma forma de acabar com o mercado paralelo de licenças para compra de automóveis novos. Essas licenças eram concedidas pelo governo como prêmio a esportistas, artistas e destacados militantes do Partido Comunista Cubano (PCC). Em vez de comprar o carro, porém, o laureado passava adiante a preciosa autorização, faturando cerca de US$ 12 mil, segundo a última cotação. Como agora, em tese, todos podem comprar um carro, a licença não vale mais nada.

Seja como for, está claro que a economia de Cuba não passa por nenhum processo de liberalização, nem mesmo simbólica. E o discurso de Raúl Castro no 55.º aniversário da revolução, em 1.º de janeiro passado, deixou claro que a intenção é, ao contrário, reforçar os controles estatais.

Ele não fez menção senão marginal aos ajustes do modelo econômico anunciados no 6.º Congresso do PCC, em 2011, e rechaçou "tentativas de introduzir sutilmente plataformas de pensamento neoliberal e de restauração do capitalismo neocolonial" em Cuba. Em lugar disso, cobrou a adesão incondicional aos compromissos ideológicos assumidos no 6.º Congresso, a respeito dos quais, disse ele, "não se avançou o necessário". Deve-se esperar, portanto, uma radicalização ainda mais acentuada do comunismo na ilha, a despeito do fato, notório, de que foi essa radicalização que condenou Cuba à paralisia econômica depois que a fonte soviética secou.

Mas o instinto de sobrevivência dos Castros manda que Cuba alivie um pouco a carga do depauperado Estado - e essa é a razão pela qual Raúl permitiu que os cubanos abrissem pequenos negócios e pudessem vender seus imóveis, pois dessa maneira deixarão de ser funcionários públicos, que são mais de 90% da força de trabalho no país.

Também é o que explica a aposta na chamada Zona Especial de Desenvolvimento, na qual, tal como em seu similar chinês, são permitidas experiências de perfil capitalista. Nas palavras do Granma, "nessa zona serão colocadas em prática políticas especiais, com o objetivo de fomentar o desenvolvimento econômico sustentável, estimulando o investimento estrangeiro e nacional, a inovação tecnológica e a concentração industrial". Essa zona engloba o Porto de Mariel - cuja construção, feita pela Odebrecht, contou com mais de US$ 600 milhões de crédito do BNDES. Como se nota, trata-se de uma boa oportunidade de negócios, tanto para investidores externos - o Brasil, em particular - quanto para a nomenklatura comunista cubana.

Já os cubanos comuns, sem condições de investir em nada que não seja a sua sobrevivência cotidiana, terão de continuar a se contentar com seus carros velhos e com os favores do Estado.

APOSTASIA - Um dos sinais da volta de Jesus Cristo***REFLEXÃO PALAVRA DA FÉ COM Adglan Freitas


Adglan Freitas .........................

VIA FACEBOOK

APOSTASIA - Um dos sinais da volta de Jesus Cristo (Talvez alguns lerão este alerta)
O Apóstolo Paulo escreveu em 2ª Ts. 2:3:
"Ninguém, de modo nenhum, vos engane, porque isto não acontecerá(volta de Jesus) sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniquidade, o filho da perdição".
Este filho da perdição também conhecido como " o anticristo" será o maior enganador de todos os tempos e o detalhe bíblico que chama a atenção é que sairá do meio da igreja. O Apóstolo João escreveu em sua 1ª carta no cap. 2: 18 e 19 que já é a hora e que já existem vários "anticristos" espalhando sua semente e (as heresias) preparando o caminho para a vinda do Iníquo.
Veja que frase escutei agora a pouco de um famoso líder de uma dessas igrejas Neo pentecostais:
"A moeda de troca com Deus é a fé. Você é dizimista e ofertante fiel? então junte sua fé com a nossa e vamos até a presença de Jesus COBRAR, EXIGIR as bençãos que Ele falou daria para aqueles que Nele crescem". Isto é uma heresia!!!
Quem disse que Deus é servo de homens para cumprir todos os seus caprichos? Alias a Bíblia nos mostra o contrário quando fala que Deus é o Oleiro e nós somos o barro (leia Romanos cap. 9) Muitos crentes estão entrando na "onda das promessas" como se Deus nos fizesse apenas para nos servir. É claro que Deus nos abençoa, mas isto não é o único propósito da criação do homem. Adorar servir a Deus pela obediência absoluta de Sua Palavra, isto sim é o alvo maior da existência humana (Eclesiastes 11:13)
Sabe por que os crentes de hoje ao ver tantos milagres e prodígios supostamente em nome de Jesus se escondem atrás da ideia de não julgar? Por que são analfabetos de Bíblia! Leem pouco (mas assistem muito a tv) A Bíblia nos adverte quanto aos falsos profetas; mas como como conhecê-los, como identificá-los? Pela a mensagem que pregam. Se elas não condizerem com o que as Sagradas Escrituras, então são heresias, mensagens mentirosas vindas de falsos mestres. E para identificá-las e não segui-las nelas é necessário ler e meditar nas Escrituras, pois satanás também faz prodígios (2ª Ts 2:9) É PELA A MENSAGEM QUE SE CONHECE UM PROFETA!!! não pelos os sinais por que se fosse assim me expliquem por que várias pessoas são curadas nos centros espiritas, no budismo, as graças recebidas na igreja católica?
O verbo que Jesus usa em Mt 28: 19 e 20 é: ENSINAI as nações. Os shows gospel estão cheios, mas os culto de ensino, a escola bíblica dominical com poucos gatos pingados, todavia Deus está a procura de Ouro e não de terra, a grama de ouro custa muito mais que uma caçamba de cascalho!
Acordemos do sono das virgens inércias e passemos a acender a nossa candeia com o Óleo que é a santidade do Espírito Santo. Um desabafo... Adglan César Silva Freitas.

sábado, 18 de janeiro de 2014

Com lágrimas nos olhos, mãe pede para família Moradora do Estrela Dalva, região noroeste de Goiânia, relata dificuldades e necessidades diárias. Faltam alimentos


Com lágrimas nos olhos, mãe pede para família


Moradora do Estrela Dalva, região noroeste de Goiânia, relata dificuldades e necessidades diárias. Faltam alimentos

sábado, 18 de janeiro de 2014 | Por: Editoria



Cristiane Lima


Thaynara Delmiro, 21, mãe solteira, tem três filhos para criar

Aos 21 anos, Thaynara Delmiro de Sousa vive um drama. Com três filhos para criar e separada do pai das crianças, a jovem perdeu a mãe há cinco meses. Desde agosto, ela tem cuidado sozinha da casa, onde moram mais três irmãos. Com lágrimas nos olhos, Thaynara pede ajuda. “Preciso de qualquer coisa. Tem dia que não temos o que comer, o que vestir. Não posso trabalhar, e meus irmãos são menores. É muito duro, mas tenho que levar a vida nessas condições.” Ela mora no Setor Estrela Dalva, na região noroeste de Goiânia.

Apesar da casa onde mora ser própria, ela não tem condições de pagar os impostos e algumas contas mensais, como água e energia. “Nem posso trabalhar porque as babás tem cobrado média de R$ 200 para olhar cada criança. Então, decidi eu cuidar, mas está muito difícil sem minha mãe”. A mulher, que tem cara de menina, diz que a saudade da mãe é muito grande. “O pior é pensar que ela morreu tão jovem, aos 37 anos, depois de um AVC. Não sei bem ainda como tenho levantado todos os dias sem ela pra me ajudar”.

Os filhos de Thaynara tem 7, 3 e 1 ano. A mais nova, tem apenas três meses. “Eu tinha um monte de sonho quando era menor. Hoje só quero dar comida para meus filhos e meus irmãos”. A menina, que é mãe e responsável por uma casa onde moram sete pessoas, mostrou o armário da casa, que estava vazio. Apenas um pacote de açúcar aberto e um pouco de arroz. “Temos sobrevivido pela solidariedade das pessoas. Temos contado com o apoio dos vizinhos e de algumas pessoas que podem nos ajudar. E peço do fundo do coração, qualquer ajuda é bem vinda”.

Com águas nos olhos, a jovem conta que dois irmãos menores até tentam ajudar. “Tem dia que eles vão vender bala e chiclete no sinal. Mas emprego mesmo, eles não arrumam”. Thaynara fala que, apesar de pouco o valor que eles arrecadam nesse trabalho, é o que tem sido usado para comprar alguns alimentos. “Não sou maluca de recusar qualquer ajuda deles. Sei que são menores, tem 15 e 16 anos, mas na nossa condição, somos nós por nós mesmos. Não temos ninguém pela gente.” O pai não mantém contato com a família.

A menina, apesar das dificuldades, agradece a Deus pela saúde dos filhos e dos irmãos. Entre as principais necessidades da casa, ela cita alimentos, materiais de higiene e limpeza e roupas, principalmente para as crianças. “Pra mim, não peço nada. Se eles estiverem bem, estou bem. Sei que minha mãe está olhando por nós e vejo nessa oportunidade, uma maneira de aliviar as faltas que meus filhos e irmãos passam”. Ela também precisa de creche para os filhos. “Só assim poderia arrumar um emprego e tentar melhorar nossa condição de vida. Acredito em Deus e ainda tenho fé no ser humano.”



AJUDE:
Endereço: Rua Hélio Ferreira, Qd 18, Lt 37, Setor Estrela Dalva
Contato: 9465-0854 

fonte jornal o hoje

Policial militar reage a assalto e mesmo baleado atira em suspeito Vítima foi atingida na perna. Um dos criminosos foi baleado, mas conseguiu fugir. A polícia localizou um homem morto dentro de um carro logo após o crime. A suspeita é de que o corpo seja do assaltante


Policial militar reage a assalto e mesmo baleado atira em suspeito


Vítima foi atingida na perna. Um dos criminosos foi baleado, mas conseguiu fugir. A polícia localizou um homem morto dentro de um carro logo após o crime. A suspeita é de que o corpo seja do assaltante

sábado, 18 de janeiro de 2014 | Por: Kamylla Rodrigues


Um policial militar foi baleado durante uma tentativa de assalto no Setor Cidade Vera Cruz, em Aparecida de Goiânia, na manhã deste sábado (18). Mesmo baleado ele atingiu o assaltante.

De acordo com a PM, o militar estava de folga e foi até um supermercado com a esposa para fazer compras. Um carro de cor prata parou ao lado da vítima, um homem desceu e deu voz de assalto, momento em que o policial reagiu.

Na troca de tiros, o agente foi atingido na perna e mesmo ferido baleou o assaltante, que conseguiu fugir. O policial teve um osso fraturado. Ele foi encaminhado a um hospital da capital e deve passar por cirurgia para retirar a bala.

Por volta das 9h, a PM localizou um carro prata abandonado no Setor Parque Anhanguera, em Goiânia, com as mesmas características do veículo usado no crime. Dentro, havia um homem morto a tiros. A suspeita é que ele seja um dos criminosos que participou da tentativa de assalto.

fonte jornal o hoje

ELOGIO DA BARBÁRIE


  • via Facebook
    EDEMUNDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
    Delegado de Polícia. Jurista. Pastor Evangélico.
    Secretário de Estado da Justiça
    NOSSO ARTIGO, HOJE, PUBLICADO NA COLUNA OPINIÃO DO JORNAL O POPULAR É, NA VERDADE, UMA PROVOCAÇÃO PARA UMA ANÁLISE SÉRIA SOBRE A GRAVE SITUAÇÃO DA QUESTÃO DA VIOLÊNCIA NO BRASIL; É UM CHAMAMENTO A UM PACTO NACIONAL PELA PAZ. AFINAL, PAZ É A GENTE QUE FAZ!

    ELOGIO DA BARBÁRIE

    “Mentiras eu não quero, não me turbes, vai-te! Arranca do meu peito as torpes unhas tuas e o corpo vil de cima dos umbrais! Mas disse o corvo: nunca, nunca mais!”. Edgar Allan Poe, em O Corvo

    Erasmo de Rotterdam, no século XVI publicou o seu "Elogio da Loucura" no intuito de evidenciar a hipocrisia de uma sociedade "bem formada" e dita digna do racionalismo iluminista da época; a loucura, então, naquele momento específico, ganha vivacidade, espiritualidade e amparo em contraposição a um modo de vida corrompido e camuflado pelas vestes da normalidade. Nessa mesma esteira, mais recentemente, Chico Buarque trouxe-nos o "Elogio da Traição" que, em tom crítico, atacava o período ditatorial por meio de outra memória: Calabar, um nativo brasileiro que traiu a corte portuguesa em tempos de colonização. A ironia mordaz presente nesses dois textos é tão sutil (e complexa) quanto aos contextos históricos-sociais-culturais criticados... Os autores inverteram as questões em pauta para exibi-las do ângulo oposto, como se o contrário do estabelecido reafirmasse que não há contrariedade rigorosa entre loucura e razão; entre traição e submissão... E, por que não dizer, entre sociedade e barbárie...
    Ora, toda sociedade brasileira espia (pelas telas da TV, antes e depois do Big Brother), em meio à excitação e à náusea, a violência que explode em todos os cantos e recantos desse imenso País. Agora, a pauta preferida é a crise em Pedrinhas, um presídio no Estado do Maranhão, enquanto a elite dominante segue asilada de uma avaliação mais aprofundada dessa crise que é cultural, histórica, estrutural, universal. Não se discute o fundamental, fragmenta-se o todo, não se examinam as causas, as consequências bastam... Ontem Carandiru, depois Urso Branco, hoje Pedrinhas, amanhã será qualquer masmorra que sirva de palco do coliseu contemporâneo.
    Nem a prisão dos mensaleiros — parte da cúpula do poder político da República — foi suficiente para que a questão seja tratada como deve. Não se consegue perceber que a crise nos presídios é apenas um reflexo da crise da Justiça Criminal, que vai desde o momento da prisão, passando pela legislação, e por toda a engrenagem de um ineficiente e predatório sistema penal.
    Com efeito, finge-se não perceber que além do manifesto déficit de vagas nos presídios e escasso número de agentes prisionais, faltam juízes, promotores, defensores públicos, advogados, pedagogos/educação... Falta uma Justiça mais eficaz. Finge-se não perceber que a explosão da população carcerária no Brasil não tem significado uma segurança melhor para o povo, pois a prisão segue o padrão de um sistema excludente e segregacionista, vetor do próprio círculo vicioso da aberração provocada.
    É nesse sentido, entre outros, que se poderia ver a intitulada "barbárie" no presídio maranhense. Pois talvez aquilo seja exatamente a maior representação da nossa charlatanice; tudo aquilo que queremos esconder nos fundos mais sombrios de nossa ignomínia, tudo aquilo que queremos disfarçar sob o nome de uma repulsa social é, na verdade, ferocidade dessa própria sociedade contra ela mesma. Aliás, todo mito de fundação humana é acompanhado pela força, pela violência, pela morte, manifestação última do poder de uma pessoa sobre a outra: de Caim e Abel a Rômulo e Remo; de Alcatraz a Guantánamo; da velha mãe África até a Oceania.
    Aqui, talvez a lúcida loucura de Nietzsche tenha razão quando afirma que quem dá o primeiro direito à violência, é a força... E quanto de sangue ainda será necessário para que aprendamos a viver em paz entre pares? Os marginais marginalizados do Brasil não representam apenas a barbárie, mas, antes, aquilo que o homem faz quando submetido à selvageria da própria comunidade que o julga. Procurar pela distinção entre humanidade e natureza é fugir do problema, pois não há tal distinção. Somos animais, bestas com pudor; e o pudor é criativo: consegue até fingir que a barbárie não lhe diz respeito... Oh! Quanta barbaridade!

    EDEMUNDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
    Delegado de Polícia. Jurista. Pastor Evangélico.
    Secretário de Estado da Justiça

Tiroteio em boate de Goiânia mata três e deixa outros três feridos Um dos autores dos disparos dentro da casa de shows foi morto durante troca de tiros com a polícia

Tiroteio em boate de Goiânia mata três e deixa outros três feridos

Um dos autores dos disparos dentro da casa de shows foi morto durante troca de tiros com a polícia
sábado, 18 de janeiro de 2014 | Por: Kamylla Rodrigues
Daltovani chefiava uma das quadrilhas
Daltovani chefiava uma das quadrilhas
Três pessoas morreram e outras três ficaram feridas durante tiroteio dentro de uma boate, localizada na Avenida Mato Grosso do Sul, no setor Perim, em Goiânia. No local acontecia uma festa. Em fuga, um dos atiradores foi morto durante confronto com a polícia. O crime teria sido motivado após briga de quadrilhas rivais. Quatro pessoas foram presas e um menor apreendido.
De acordo com a Polícia Militar (PM), três homens, entre eles Flávio Lacerda Viana, de 21 anos, que seria o chefe de uma das quadrilhas, entraram armados na boate por volta das 3h30. Eles foram ao encontro de uma das vítimas, Daltovani Dias Nunes Jr, de 18 anos, que seria o chefe da quadrilha rival. Ao encontrá-lo, Flávio teria disparado 12 vezes contra a vítima, que morreu na hora.
Outras duas pessoas que estavam próximas a Daltovani, identificadas como Lan Carlos Libânio Gomes, de 20 anos, e Aline Silva Campos, de 19 anos, foram atingidas pelos tiros e morreram no local. O tiroteio ainda baleou Obaldo Sérgio Carvalho e dois menores de 16 e 17 anos, que foram encaminhados com vida para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Segundo a unidade de saúde, nenhuma das vítimas corre risco de morte.
De acordo com um os delegados que investiga o caso, André Botezini, a polícia acredita que dentro da boate tenha ocorrido uma troca de tiros entre as duas quadrilhas. “Os amigos de Daltovani teriam atirado assim que Flávio sacou a arma. Por isso muitas pessoas foram atingidas”, disse. Mas ele ressalta que apenas a perícia poderá confirmar de onde partiram os tiros.
No local a polícia encontrou balas dos calibres 38, 765 e 380.
Prisão
De cima para baixo: Marlon, Francisco (de verde), Flávio, Ezer e o menor.
De cima para baixo: Marlon, Francisco (de verde), Flávio, Ezer e o menor.
A polícia foi acionada e prendeu ainda no local, Ezer de Melo Júnior, de 19 anos, Francisco Wellington de Santana, de 20 anos, e apreendeu um menor de 17 anos. Outros três suspeitos fugiram em um veículo WV Gol de cor branca. Duas equipes da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), localizaram Flávio Lacerda no setor Cândida de Moares.
Ao ser questionado sobre a localização do restante do grupo, Flávio  informou à polícia que Murilo Silva Sales Moraes, de 22 anos e Marlon Ferreira Borba, de 20, estariam escondidos em uma residência no setor Jardim Colorado.
De acordo com Tenente Gustavo Macedo Fregonezi, da Rotam, ao chegarem ao local, foi dada voz de prisão a dupla, mas Murilo resistiu e reagiu. Na troca de tiros com a polícia, ele foi morto. O tenente disse que a dupla teria invadido o local enquanto os moradores estavam dormindo. “Quando pedimos para todos saírem com as mãos na cabeça, um casal de idosos e um jovem de 14 anos também saíram. Eles nos informaram que os criminosos permaneceram no local na tentativa de se esconderem da polícia”, explicou.
Marlon foi detido e levado junto com os outros quatro suspeitos para a Delegacia de Homicídios. Segundo o delegado André, eles confessaram o crime. Marlon, Flávio, Ezer, Francisco e um menor serão autuados por tripla tentativa de homicídio e triplo homicídio qualificado. Todos já teriam passagens pela polícia.
O computador que grava as imagens das câmeras de segurança do local foi apreendido pela polícia. Caso as imagens tenham sido gravadas, poderão ajudar nas investigações. Seis armas de fogo, entre elas um revólver de calibre 38 e duas pistolas de calibre 380 e 765, foram apreendidas com o grupo.
De acordo com a PM, no momento do crime, cerca de 400 pessoas estavam no local.
fonte jornal Hoje

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Morre soldado japonês que levou 29 anos para admitir derrota na guerra ROBERT D. MCFADDEN DO "NEW YORK TIMES"


Onoda, um oficial de inteligência e treinado em táticas de guerrilha, e três soldados que estavam com ele encontraram panfletos que proclamavam o fim da guerra, mas acreditavam que se tratasse de um truque de propaganda. Construíram cabanas de bambu; comiam bananas, coco e arroz roubado de uma aldeia; e matavam vacas para obter carne.

Morreu quinta-feira em um hospital de Tóquio, aos 91 anos, Hiroo Onoda, oficial do Exército imperial japonês.

Ele permaneceu em seu posto na selva, em uma ilha das Filipinas, por 29 anos, se recusando a acreditar que a Segunda Guerra tinha acabado, e voltou ao praticamente irreconhecível Japão em 1974, sendo recebido como herói.
Tudo começou com um simples comando. A última ordem recebida por Onoda no começo de 1945 foi a de permanecer em seu posto e lutar. Fiel a um código militar que ensinava que a morte é preferível à rendição, Onoda, segundo-tenente no exército, ficou para trás na ilha de Lubang, 150 quilômetros a sudoeste da capital filipina Manilha, quando as forças japonesas se retiraram, no momento da invasão norte-americana.
Depois da rendição do Japão, em agosto daquele ano, havia milhares de soldados japoneses espalhados pela China, Sudeste Asiático e Pacífico Ocidental. Muitos desses homens foram capturados ou voltaram para casa, enquanto centenas optaram por se esconder, em lugar de se render ou cometer suicídio. Muitos morreram de fome ou vítimas de doenças. Alguns poucos sobreviventes se recusaram a acreditar nos panfletos lançados de aviões e nos anúncios de rádio que os informavam da derrota japonesa na guerra.
Atormentados pelo calor dos trópicos, pelos ratos e mosquitos, eles remendavam seus uniformes e mantinham seus fuzis em condição de operar.
Considerando-se ainda em guerra, eles escapavam às patrulhas de busca norte-americanas e filipinas, e atacavam ilhéus que consideravam ser guerrilheiros inimigos; cerca de 30 moradores da ilha morreram em escaramuças com os japoneses, ao longo dos anos. Um dos soldados da unidade de Onoda se rendeu às forças filipinas em 1950, e dois outros foram mortos em combate contra unidades da polícia local envolvidas em busca pelos renegados, em 1954 e 1972.

O Soldado Onoda

FONTE FOLHA DE S. PAULO

Plano de Dilma para evitar rebeliões esbarra no caos penitenciário Planalto planeja pente-fino nos presídios para evitar rebeliões durante a Copa, mas a lentidão das obras contribui para a superlotação carcerária. Das 87 parcerias com as unidades da Federação que sediarão partidas do Mundial, 12 estão em andamento

O plano da presidente Dilma Rousseff de passar um pente-fino nos presídios situados nas 12 cidades que receberão os jogos da Copa do Mundo para evitar rebeliões com exposição de cenas impactantes de violência, conforme revelou o Correio na edição de ontem, esbarra na lentidão das obras com selo do governo federal. Tais empreitadas são necessárias para diminuir a superlotação carcerária, um dos principais motivos de motins mo país. Levantamento dos convênios firmados entre o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), ligado ao Ministério da Justiça, e os estados que sediarão o campeonato, mostra que, de 87 parcerias para obras e serviços nas penitenciárias, só 12 estão em andamento. Isso equivale a 15% dos contratos que somam R$ 1 bilhão.



Agentes da Força Nacional atuaram para conter um princípio de tumulto em Pedrinhas: presos reclamam da má qualidade da comida e da falta de assistência médica
A consulta da reportagem levou em consideração dados de 2007, quando o governo federal lançou um plano para a área carcerária, até 2013. Os projetos dos 12 estados que receberão o Mundial passaram pelo crivo do Executivo com a promessa de criar 4.174 vagas, já que a superlotação provoca, ou agrava, os demais problemas do sistema, tais como falta de acesso à saúde, à educação, maus-tratos e tortura. A preocupação da presidente, entretanto, terá que levar em conta os entraves dos processos de melhoria nas prisões brasileiras. Um convênio assinado 2006 com o estado da Bahia, um dos principais destinos de turistas durante a Copa, é um exemplo. Passados sete anos, só 1,14% da construção de um centro de detenção em Bom Jesus da Lapa (BA) foi feita.

Problemas nas obras levaram o projeto baiano a voltar para a análise do governo. A maior parte dos convênios — muitos de cinco ou seis anos atrás — está ainda na fase pré-licitação, sob análise do Ministério da Justiça ou da Caixa Econômica Federal, ou em processo licitatório. O governo esclarece que o passo a passo de contratação de uma obra não é simples, sendo necessário que o estado elabore o projeto, depois que o Depen e a Caixa, na condição de mandatária da União, o aprove, obedecendo à legislação pertinente. Só depois dessas etapas, o estado dá início ao processo licitatório. O órgão acrescenta que a média de tempo para a construção de uma unidade prisional é de três a cinco anos. 
FONTE CORREIO BRAZILIENSE

Cada vez mais frequentes, assassinatos e roubos levam medo aos moradores

Cada vez mais frequentes, assassinatos e roubos levam medo aos moradores Em Taguatinga, casas viram fortalezas e, mesmo assim, não intimidam a ação de bandidos
Saulo Araújo
Mara Puljiz
Publicação: 17/01/2014 06:04 Atualização:


Maria da Conceição gastou R$ 5 mil para deixar a residência, na QNL 13 de Taguatinga, mais segura. Mesmo assim, sofreu uma tentativa de assalto (Saulo Araújo/CB/D.A Press)
Maria da Conceição gastou R$ 5 mil para deixar a residência, na QNL 13 de Taguatinga, mais segura. Mesmo assim, sofreu uma tentativa de assalto


Assustados com a crescente violência, moradores do Plano Piloto mudam hábitos e adotam estratégias de prevenção à criminalidade. Mas se a falta de policiamento amedronta quem mora em Brasília, apavora ainda mais aqueles que vivem nas cidades mais afastadas do centro. Com a Operação Tartaruga da Polícia Militar iniciada, as equipes de patrulhamentos se tornaram escassas nas ruas de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia e outras regiões administrativas.

Na QNL 13 de Taguatinga, os constantes assaltos mudaram a paisagem da quadra. Cansados de esperar uma ação do Estado, os moradores transformam as casas em fortalezas. A pensionista Maria da Conceição Holanda, 62 anos, teve a residência invadida duas vezes por bandidos. No ano passado, ela investiu na segurança do imóvel. De uma só vez, ela mandou instalar 60m de cerca elétrica, lanças perfurantes, alarme e arame semelhante ao usado por exércitos em zonas de conflito e por presídios a fim de evitar a fuga de detentos. Estima um gasto de cerca R$ 5 mil.

Mesmo com todo esse aparato, ladrões não se intimidaram e tentaram, no início do ano, entrar na casa dela novamente. “Eles cortaram a cerca elétrica, mas se assustaram com o alarme e correram. Ou seja, nem tudo isso garante a tranquilidade da minha família”, lamentou. Sem esperanças de que a sensação de tranquilidade retorne à quadra, o aposentado José Vieira Diniz, 63 anos, morador do Conjunto G da QNL, preferiu vender a casa. “Já tirei até a placa porque o negócio está fechado. É algo que realmente vai minando a gente, deixando desiludido”, lamentou.

FONTE CORREIO BRAZILIENSE

Jovem é morto a facadas e encontrado só de cueca

Jovem é morto a facadas e encontrado só de cueca em Águas Lindas-GO A vítima ainda não foi identificada pela polícia


Na manhã dessa quinta-feira (16/1), por volta das 6h50, um jovem foi encontrado morto, em Águas Lindas (GO). De acordo com a Polícia ele aparenta ter de 25 a 30 anos, e estava usando apenas uma cueca; o restante de suas roupas não foi localizado. Segundo a polícia, o homem morreu esfaqueado.

A faca utilizada no crime foi encontrada fincada na terra, ao lado da vítima e da bicicleta que ele usava. A suspeita é de que o autor do crime tenha brigado com o jovem, antes do assassinato. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), e ainda aguarda identificação.

FONTE POLICIA MILITAR

Casa do ministro do STF Gilmar Mendes é assaltada por adolescentes Quatro jovens entraram na residência e levaram dois coletes salva-vidas. O grupo foi apreendido e levado para a delegacia



Casa do ministro do STF Gilmar Mendes é assaltada por adolescentes Quatro jovens entraram na residência e levaram dois coletes salva-vidas. O grupo foi apreendido e levado para a delegacia


Publicação: 17/01/2014 09:06 Atualização: 17/01/2014 13:13






A casa de Gilmar Mendes fica no Lago Norte
A casa do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, foi assaltada na noite dessa quinta-feira (16/1). Quatro adolescentes entre 12 e 16 anos entraram na residência, na MI 6 do Lago Norte, pelos fundos da casa, onde funciona uma academia.

De acordo com a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom), o grupo teria furtado dois coletes salva-vidas para nadar no lago. Um dos seguranças da casa tentou deter os jovens, mas eles fugiram.A Polícia Militar foi acionada e os adolescentes foram apreendidos. Os jovens foram levados para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Com informações da TV Brasília. Tags: casa ministro stf gilmar mend

FONTE CORREIO BRAZILIENSE

ATUAÇÃO DA FORÇA NACIONAL NA REGIÃO DO ENTORNO É PRORROGADA POR MAIS 180 DIAS


O GOVERNADOR MARCONI PERILO SE REUNE COM PREFEITOS DO ENTORNO DE BRASILIA PARA DISCUTIR PROVIDENCIAS PARA SAUDE EDUCAÇÃO E SEGURANÇA ***



O programa Capital Urgente é um telejornal apresentado pelo jornalista André Marques, que vai ao ar pela TV Capital Goiânia, canal 32, pela NET canal 21 e também pela internet no site (www.tvcapitalgoiania.com), das 12h00 às 13h30, informando e debatendo os problemas cotidianos do estado e da capital.

EQUIPE RESPONSÁVEL
Direção Geral: André Marques
Direção administrativa: Paulo Henrique
Editor e Produtor Chefe: Uanderson Ribeiro
Reporteres: Dayane Rodrigues e Alessandra Vaz
Cinegrafistas: Waldimar Garcia, Alexandre Chediack, Mauro Moraes
Audio e Corte: João Farias


REPÓRTER DESSA MATÉRIA: Alessandra Vaz
CINEGRAFISTA: Waldimar Garcia

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Entrevista do Major Karison, Comandante do 7º BPM.

ATENÇAO ENTORNO DO DF E BRASILIA***

Peço a ajuda dos meus amigos do face para divulgar essa placa OHJ 8573 Palio Branco 2012, a família do meu amigo Guilherme Miranda, foi rendida dentro de casa, por quatro elementos, sendo três armados, que tinham informações privilegiadas da família, os elementos não estavam encapuzados, porém a família não os reconheceu, se alguém tiver alguma informação do veículo, por favor liguem para o 190....obg....fora o trauma que fica, a família dentro das possibilidades estão bem.

O ENTORNO MERECE RESPEITO***http://sgtaciolly.blogspot.com

EM POUCOS ANOS O ENTORNO DO DF FICOU PEQUENO PARA LEVA DE PESSOAS QUE VIERAM EM BUSCA DE DIAS MELHORES! AO LONGO DAS FRONTEIRAS DO DF SURGIRAM POVOADOS QUE BUSCAVAM UM TETO OU MORADIA! CONTINUA A CRESCENTE POVOAÇÃO E MESMO DEPOIS DE MAIS DE 30 ANOS DE PROJETOS E REUNIÕES QUE NÃO ACOMPANHAM O CRESCIMENTO E CARÊNCIA DA PRESENÇA DO PODER PUBLICO NA PERIFERIA! PARA QUEM VIVE NO ENTORNO VIVE-SE A SENSAÇÃO DE QUE ESTAMOS NA TERRA DO NEM NEM DF NEM GOIAS! EM 2014 OS CIDADÃOS PODERÃO LEVAR SUAS INDIGNAÇÕES AS URNAS VAMOS VALORIZAR QUEM REALMENTE DESEJA QUER E LUTAM POR MELHORIAS PARA NOSSA REGIÃO O ENTORNO MERECE RESPEITO***http://sgtaciolly.blogspot.com

Ajude a policia militar a manter a ordem pública vc também faz parte da segurança do estado . Direitos e deveres do cidadão .

Ajude a policia militar a manter a ordem pública vc também faz parte da segurança do estado .
Direitos e deveres do cidadão .
Foto: Ajude a policia militar a manter a ordem pública vc também faz parte da segurança do estado .
     Direitos e deveres do cidadão .

Todos os brasileiros, independente da condição social, cor, etnia ou religião, possuem direitos e deveres. Portanto, os cidadãos, para exercer sua cidadania plena, precisam conhecer, ter consciência da importância e colocar em prática seus direitos (exigindo-os e usufruindo-os) e deveres (exercendo-os). Em resumo, o cidadão exerce a cidadania quando cumpre seus deveres com o Estado e a sociedade e usufrui de seus direitos.

Direitos e deveres na legislação brasileira

Os direitos e deveres do cidadão estão previstos na Constituição do Brasil, principalmente no Título II, Capítulo I (Dos direitos e deveres individuais e coletivos). 

Principais direitos e deveres do cidadão brasileiro:

DEVERES

- Respeitar e cumprir a legislação (leis) do país;
- Escolher, através do voto, os governantes do país (presidente da República, deputadores federais e estaduais; senadores, prefeitos, governadores de estados e vereadores);
- Respeitar os direitos dos outros cidadãos, sejam eles brasileiros ou estrangeiros;
- Tratar com respeito e solidariedade todos os cidadãos, principalmente os idosos, as crianças e as pessoas com deficiências físicas;
- Proteger e educar, da melhor forma possível, os filhos e outras pessoas que dependem de nós;
- Colaborar para a preservação do patrimônio histórico-cultural do Brasil;
- Ter atitudes que ajudem na preservação do meio ambiente e dos recursos naturais.

DIREITOS

- Direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade;
- Direito à educação, saúde, moradia, trabalho e lazer;
- Proteção à maternidade e à infância;
- Liberdade de manifestação de pensamento, sendo vedado o anonimato;
- Seguir a crença religiosa que desejar;
- Exercer a profissão que quiser, respeitando as exigências relacionadas às qualificações profissionais;
- Não ser tratado de forma desumana ou degradante. Não ser submetido a atos de tortura física, psicológica ou de qualquer outra natureza.
Todos os brasileiros, independente da condição social, cor, etnia ou religião, possuem direitos e deveres. Portanto, os cidadãos, para exercer sua cidadania plena, precisam conhecer, ter consciência da importância e colocar em prática seus direitos (exigindo-os e usufruindo-os) e deveres (exercendo-os). Em resumo, o cidadão exerce a cidadania quando cumpre seus deveres com o Estado e a sociedade e usufrui de seus direitos.

Direitos e deveres na legislação brasileira

Os direitos e deveres do cidadão estão previstos na Constituição do Brasil, principalmente no Título II, Capítulo I (Dos direitos e deveres individuais e coletivos).

Principais direitos e deveres do cidadão brasileiro:

DEVERES

- Respeitar e cumprir a legislação (leis) do país;
- Escolher, através do voto, os governantes do país (presidente da República, deputadores federais e estaduais; senadores, prefeitos, governadores de estados e vereadores);
- Respeitar os direitos dos outros cidadãos, sejam eles brasileiros ou estrangeiros;
- Tratar com respeito e solidariedade todos os cidadãos, principalmente os idosos, as crianças e as pessoas com deficiências físicas;
- Proteger e educar, da melhor forma possível, os filhos e outras pessoas que dependem de nós;
- Colaborar para a preservação do patrimônio histórico-cultural do Brasil;
- Ter atitudes que ajudem na preservação do meio ambiente e dos recursos naturais.

DIREITOS

- Direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade;
- Direito à educação, saúde, moradia, trabalho e lazer;
- Proteção à maternidade e à infância;
- Liberdade de manifestação de pensamento, sendo vedado o anonimato;
- Seguir a crença religiosa que desejar;
- Exercer a profissão que quiser, respeitando as exigências relacionadas às qualificações profissionais;
- Não ser tratado de forma desumana ou degradante. Não ser submetido a atos de tortura física, psicológica ou de qualquer outra natureza.

Após acidentes, prefeitura quer mudar legislação para piscinas em Goiás Projeto deve ser encaminhado à Câmara de Caldas Novas após recesso. Mutirão fiscaliza os condomínios após menino morrer e homem ficar ferido.


Após acidentes, prefeitura quer mudar legislação para piscinas em Goiás
Projeto deve ser encaminhado à Câmara de Caldas Novas após recesso.
Mutirão fiscaliza os condomínios após menino morrer e homem ficar ferido.




Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera





A Prefeitura de Caldas Novas, no sul do estado, quer mudar a legislação que trata dos quesitos de segurança para o funcionamento de piscinas em condomínios da cidade. Um projeto será encaminhado à Câmara Municipal, ao término do recesso, em fevereiro, para evitar acidentes, como os dois que foram registrados no Residencial Privé das Thermas I. No primeiro, o menino Kauã Davi de Jesus Santos, 7 anos, morreu após ter o braço sugado na piscina infantil e, no segundo, um administrador de empresas sofreu fraturas ao ter a perna presa no ralo da piscina aquecida.

De acordo com a Secretaria de Turismo de Caldas Novas, os condomínios da cidade se enquadram como residências e não existe o amparo legal para que recebam o mesmo rigor aplicado aos parques aquáticos da cidade, que são fiscalizados constantemente. No total, existe o registro de 155 estabelecimentos que utilizam águas termais em piscinas, mas a maioria é formada por condomínios.
saiba mais

Os debates sobre a nova legislação já começaram e a prefeitura convida os representantes dos residenciais para discutir o tema. “Haverá um empenho grande das figuras dos síndicos, que são os responsáveis legais pelos condomínios, e dos próprios condôminos, exigindo que o local participe do debate, visando uma fiscalização sistêmica das piscinas. Pois não há fundamento termos uma cidade turística na qual os visitantes saem machucados”, destacou o secretário de Turismo, Paolo João Rosa.

Até que a nova lei seja discutida e aprovada, a prefeitura montou uma força-tarefa para fiscalizar as piscinas da cidade. Na manhã desta quarta-feira (15), 20 fiscais da administração municipal e homens do Corpo de Bombeiros vistoriaram alguns residenciais.

Durante a operação, os fiscais verificam as condições das piscinas, das instalações e a documentação dos condomínios. Em um deles, os responsáveis foram notificados para que sejam feitas algumas adequações na área aquática, como a instalação de proteções nos ralos.

No Residencial Privé das Thermas I, onde aconteceram os acidentes, os fiscais constaram que já foram feitas algumas mudanças, como a troca dos ralos e contratação de salva-vidas, que estão de prontidão. Mesmo assim, o Ministério Público de Goiás (MP-GO) expediu uma recomendação, na tarde de terça-feira (14), para que o funcionamento das piscinas seja suspenso por tempo indeterminado.
Saraiva teve a tíbia fraturada e três dedos luxados
em piscina (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

De acordo com o promotor Giordane Alves Naves, da 4ª Promotoria de Caldas Novas, o objetivo é garantir a segurança dos banhistas. “Eu estive no local e vi que o condomínio tomou algumas medidas após a morte de Kauã, como a contratação de salva-vidas, mas não ficou claro que isso foi suficiente para evitar novos acidentes, até porque um novo foi registrado. Por isso, recomendamos que as piscinas deixem de operar até que fique comprovado que o local é seguro”, explicou ao G1.

Perna fraturada
O acidente mais recente aconteceu no último dia 9, quando o administrador de empresas Josias Andrade Saraiva, de 43 anos, ficou ferido ao ter a perna presa em um ralo da piscina aquecida. A vítima, que mora em Brasília, passava férias com a família no condomínio, quando decidiu nadar e ficou preso. “Já eram 19h50 quando fomos nadar. Logo depois que entrei pisei no fundo e meu pé dobrou. Quando percebi, minha perna já estava presa no ralo, que estava sem grades de proteção”, afirmou ao G1.

Saraiva ficou cerca de 45 minutos esperando socorro e teve a tíbia direita fraturada e três dedos luxados. O homem acusa o condomínio de negligência, pois os funcionários chamados para o socorro teriam duvidado da veracidade do acidente e demoraram para acionar o Corpo de Bombeiros. "Minha sorte era que a bomba de sucção não estava ligada, caso contrário os prejuízos poderiam ser maiores", relatou.
Kauã morreu após ficar três dias hospitalizado
em Brasília (Foto: Arquivo pessoal)

O empresário denunciou o caso à Polícia Civil e foi registrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por lesão corporal. Ele entrou com um processo contra o condomínio.
O advogado que representa o residencial, Gildomar Júnior, afirmou que o ralo da piscina onde Saraiva se acidentou estava com tampa e que o administrador não quis ser socorrido pela equipe que trabalhava no local e exigiu a presença dos bombeiros.

Afogamento
O primeiro acidente no local foi com o menino Kauã Davi de Jesus Santos, 7 anos, que se afogou no dia 1º de janeiro deste ano, após ter o braço sugado por um ralo sem grade de proteção. Após ficar três dias hospitalizado, o garoto não resistiu e morreu.

Ele morava com a família em Brasília e estava em Caldas Novas para passar as festas de fim de ano. Kauã nadava na piscina, quando o braço ficou preso em um ralo, que faz parte de um sistema que suga a água e a devolve através de uma cascata. Os socorristas acreditam que o garoto ficou mais de dez minutos embaixo da água. Os responsáveis pelo local vão responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

As investigações sobre os dois acidentes acontecem de maneira independente.

fonte g1 goias
 

Defensoria pública do DF abre concurso para 60 vagas São 60 vagas para analista de apoio a assistência jurídica. A remuneração máxima é de R$ 5.241,22.

Defensoria pública do DF abre concurso para 60 vagas

São 60 vagas para analista de apoio a assistência jurídica.
A remuneração máxima é de R$ 5.241,22.

Do G1 DF
Comente agora

Defensoria Pública do DF
Inscrições
De 18 de fevereiro a 17 de março
Vagas
60
Salário
Até R$ 5.241,22
Taxa
R$ 80
Provas
21 de abril de 2014
A Defensoria Pública do Distrito Federal abre a partir de 18 de fevereiro as inscrições do concurso público para 60 vagas de nível superior, sendo 15 imediatas e 45 para cadastro de reserva. O salário máximo é de R$ 5.241,22.

No site da organizadora é possível ver o edital (acesse o edital).

As vagas disponíveis são para analista de apoio à assistência jurídica, para bacharéis em Direito.

As inscrições podem ser feitas entre 18 de fevereiro e 17 de março pelo site fgvprojetos.fgv.br. A taxa é de R$ 80.

As provas estão previstas para o dia 21 de abril deste ano, das 13h às 18h.

O concurso terá 2 anos de validade e poderá ser prorrogado pelo mesmo período.

MP abre procedimento para decidir se investigará operação da Caixa Procuradores da área civil e criminal vão analisar se abrirão inquérito. Banco registrou como lucro saldo de poupanças encerradas em 2012.

MP abre procedimento para decidir se investigará operação da Caixa

Procuradores da área civil e criminal vão analisar se abrirão inquérito.
Banco registrou como lucro saldo de poupanças encerradas em 2012.

Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília
O Ministério Público Federal do Distrito Federal abriu nesta quarta-feira (15) procedimentos preliminares para avaliar se investigará a denúncia de que a Caixa Econômica Federal cometeu crime de gestão temerária ou fraudulenta na operação contábil feita pelo banco no fechamento do balanço de 2012.
O caso foi distribuído para o procurador Vinicius Fermino, da área criminal, e para o procurador Paulo José Rocha Junior, da área de direito civil.
Os dois vão avaliar em até 30 dias se o MPF-DF deve ou não abrir investigações formais para verificar se houve crime ou dano a correntistas da Caixa.
A informação sobre a operação contábil foi divulgada na edição deste fim de semana da revista "IstoÉ", que afirma que o banco fez um "confisco secreto" ao encerrar "irregularmente mais de 525 mil contas poupança" e usar o dinheiro "para engordar seu lucro de 2012 em R$ 719 milhões".
O banco anunciou no sábado (11) que vai tirar do balanço os R$ 719 milhões contabilizados como receita operacional, que, excluídos tributos, acrescentaram R$ 420 milhões ao lucro líquido da instituição – em 2012, o lucro líquido da Caixa acumulou R$ 6,1 bilhões, cifra 17,1% superior ao resultado do ano anterior.
A medida foi tomada pela Caixa em cumprimento a uma determinação do Banco Central para suspender a prática de registrar como lucro no balanço o saldo de contas encerradas em razão de supostas irregularidades cadastrais de clientes.
De acordo com a assessoria do Ministério Público Federal, as notícias sobre a operação da Caixa, assim como as informações prestadas pelo banco serão distribuídas aos dois procuradores para análise.
Na terça-feira (14), o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), informou que seu partido, pediria uma investigação criminal do caso.
No entanto, o Ministério Público se adiantou e abriu os procedimentos preliminares.  "Essa ação é considerada irregular pelos próprios órgãos de controle do governo", disse Aécio Neves.
Além da ação junto ao Ministério Público, o senador anunciou outras duas medidas que o partido pretende tomar sobre o assunto. Na volta das atividades parlamentares, em fevereiro, o PSDB, em conjunto com o DEM, vai apresentar requerimento de convite ao presidente da Caixa, Jorge Hereda, para que ele dê explicações sobre a operação no Congresso Nacional.
Os dois partidos de oposição também pretendem convocar os ministros Guido Mantega (Fazenda) e Jorge Hage (CGU), além do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini.
O PSDB também vai protocolar um pedido de informações ao Ministério da Fazenda. O documento traz nove perguntas ao órgão, entre elas o motivo do encerramento das contas de poupança.

O partido indaga ainda quantas cadernetas foram encerradas nos últimos 20 anos. "É uma curiosidade que eu tenho. Quantas cadernetas foram encerradas desde 1993? É de praxe ou foi uma medida tomada no desespero para fechar o balanço?", questionou o tucano.
fonte g1

Definir piso nacional por PEC é inconstitucional, diz Campos

Definir piso nacional por PEC é inconstitucional, diz Campos

Governador de PE diz que propostas comprometem equilíbrio fiscal.
Congresso discute PEC que estabelece piso nacional para policiais.

Darlan Alvarenga Do G1, em São Paulo
Eduardo Campos, governador de Pernambuco (Foto: Darlan Alvarenga/G1)Eduardo Campos participou de evento sobre infraestrutura
em São Paulo (Foto: Darlan Alvarenga/G1)
O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), afirmou nesta segunda-feira (27) que é contra a aprovação de projetos que estabeleçam pisos salariais nacionais.

“Entendemos que há uma inconstitucionalidade evidente em se definir piso nacional por PEC (Proposta de Emenda Constitucional)”, declarou em São Paulo, após participação no seminário "Infraestrutura, urgências e estratégias", promovido pela revista Brasileiros.

Está em discussão no Congresso a PEC 300, que prevê a criação de piso salarial nacional para policiais civis, militares e bombeiros militares. Campos destacou, entretanto, que a sua posição é uma “questão de princípio” e não em relação a uma ou outra categoria específica.

“Pode ser até uma demanda justa, mas que, do ponto de vista do sistema político, está se rompendo com a federação e com um princípio constitucional de que despesa só pode ser de iniciativa do Executivo”, afirmou.

Segundo ele, a fixação de pisos nacionais pode comprometer o equilíbrio fiscal dos estados, sobretudo naqueles que já estão com as suas contas no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal.

“O setor público está regido por limites muito próprios e fica completamente impossível ter um quadro de equilíbrio fiscal se o estado não comanda suas despesas”, disse.

Segundo ele, medidas do gênero não devem ser introduzidas sem consulta aos estados e aprovação das Assembléias Legislativas.

“Na medida em que uma, duas, três, quatro, cinco, seis categorias tenham pisos, com as desigualdades regionais, os esforços feitos pelos estados para manter o equilíbrio fiscal podem desaparecer em duas ou três votações, que podem ocorrer a qualquer momento”, declarou.

O governador disse que a preocupação não é só do estado de Pernambuco e que já iniciou no seu partido, o PSB, do qual é presidente nacional, o debate sobre o tema.

fonte g1

Tenente faz fotos pelada em alojamento de quartel e imagens circulam através do WhatsApp

Tenente faz fotos pelada em alojamento de quartel e imagens circulam através do WhatsApp

tenente
Fotos de uma tenente, identificada apenas como Renata, vem dando o que falar no aplicativo WhatsApp. Ela, que atua nas Forças armadas, aparece nua nas imagens que circulam desde a tarde desta terça-feira (16). Além das imagens, um vídeo, que seria da mesma tenente, também é compartilhado. Aparentemente os registros foram feitos dentro do alojamento do quartel, e ao fundo das imagens é possível ver peças íntimas e fardamento de oficiais.
As imagens foram registradas por ela mesma, por um aparelho de celular, através do reflexo do espelho. Ainda não há confirmação sobre de onde é a tenente. http://www.canalgama.com.br/noticias/tenente-faz-fotos-pelada-em-alojamento-de-quartel-e-imagens-circulam-atraves-do-whatsapp

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM