ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Overdose de maconha matou 37 pessoas no Colorado no dia da Legalização


Overdose de maconha matou 37 pessoas no Colorado no dia da Legalização



O governador do colorado que era contra a legalização está querendo cancelar a lei que liberou a maconha
04/01/2014 | Categoria: Destaques, Noticias
Colorado está reconsiderando sua decisão de legalizar a maconha recreativa após a morte de dezenas devido a overdoses de maconha.

De acordo com uma reportagem do Rocky Mountain News, 37 pessoas foram mortas em todo o estado em 01 de janeiro, o primeiro dia da droga tornou-se legal para todos os adultos. Vários outros estão correndo risco de morte em salas de emergência locais.

“Esta um completo caos aqui”, diz o Dr. Jack Sparrow, chefe de cirurgia do Centro Médico São Lucas, em Denver. “Eu coloquei cinco estudantes universitários em sacos para corpos desde o inicio da tarde e mais estão chegando a cada minuto.

“Estamos vendo paradas cardíacas e várias falhas de órgãos. Até a próxima semana, o número de mortos pode chegar a 200, talvez 300. Alguém precisa intervir e parar com essa loucura. Meu Deus, por que legalizar a maconha? O que estávamos pensando?”

Colorado e Washington aprovaram a venda de maconha para uso recreativo em novembro. Sob a nova política, é legal para uso adulto, regulamentada como o álcool e fortemente tributados.

Um dos principais argumentos dos defensores da legalização é que a cannabis tem sido considerada mais segura do que o álcool e o tabaco e não foi pensado para não causar overdose.

“Dissemos a todos que isso ia acontecer”, diz Peter Swindon, presidente e CEO da MolsonCoors cervejeira local. “A maconha é uma droga hardcore mortal que causa dependência e destrói vidas.
“Quando foi a última vez que você ouviu falar de alguém com consumo excessivo de cerveja? Todos esses grupos pró-maconha deveriam ter vergonha de si mesmos. O sangue das vítimas está em suas mãos.”

Uma das vítimas de 29 anos de idade, Jesse Pinkman Bruce, ex-traficante de metanfetamina de Albuquerque que tinha recentemente se mudou para Boulder para estabelecer um dispensário de maconha legal.

Pinkman estava festejando com amigos quando sofreu vários ataques e um ataque cardíaco fulminante que finalmente provou ser fatal. Relatórios toxicológicos revelaram que a maconha era a única droga presente em seu sistema.

“Esta é uma tragédia terrível”, diz o amigo Pedro. “Jesse estava tentando se curar e agora isso acontece? Acho que drogas são realmente perigosas.”

John Hickenlooper, governador do Colorado, que se opôs à iniciativa eleitoral que legalizou a droga, diz que vai chamar uma sessão legislativa especial para tentar derrubar a nova lei.

“Nós não podemos ficar de braços cruzados e permitir que este abate continue”, disse ele durante uma conferência de imprensa quinta-feira.

JORNAL VDD
Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM