ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

RITLER VIVEU E MORREU NO BRASIL?Há mais ou menos uns dois meses publicamos uma matéria que para muitos parecia piada. Uma historiadora que tive a honra de conhecer pessoalmente na cidade de Chapada dos Guimarães Mt, onde passei um final de ano juntamente com minha familia local que faz também parte de minha vida e historia, pois sou natural de Mato-Grosso e o fato aqui publicado conhecemos e convivemos com partes de pessoas envolvidas.

Adolf Hitler: ditador responsável pela maior carnificina da história pode ter morrido no Brasil, diz pesquisadora

Há mais ou menos uns dois meses publicamos uma matéria que para muitos parecia piada.   Uma historiadora  que tive a honra de conhecer pessoalmente na cidade de Chapada dos Guimarães Mt, onde passei um final de ano juntamente com minha familia  local que faz também parte de minha vida e historia, pois sou  natural de Mato-Grosso  e o fato aqui publicado conhecemos  e convivemos  com partes de  pessoas envolvidas.      O Seu Adolffo  que viveu em Mato Grosso não levantava qualquer suspeita vivia no Povoado de forma simples e humilde onde por sinal vivem até hoje parentes nossos.   
    Apesar de viver longe de nossa terra natal  nunca perdemos o habito  de  ler e manter informado do que se passa  nas regiões por onde  passei parte de minha vida.       Nunca pensei que  os holofotes da mídia nacional e internacional daria  atenção  as nossas postagens  e matérias  aqui publicadas.     O Fato foi  noticia  nos jornais  e noticiários  , a noticia percorreu o Mundo e posto aqui  a  matéria levada ao  ar  nesse ultimo domingo no domingo espetacular da TV Record.  
Alemão misterioso que vivia no interior do Mato Grosso levanta suspeitas

Do R7
O ditador alemão Adolf Hitler, responsável por uma das maiores carnificinas da história, se matou quando se viu cercado por tropas russas no final da Segunda Guerra Mundial. Essa é a versão oficial dos fatos. Mas a pesquisadora Simone Dias tem uma nova tese para o fim da vida do nazista: ele teria fugido para o Brasil, onde teria se casado com uma brasileira e passado seus últimos dias.
Para entender essa história, o Domingo Espetacular foi até Nossa Senhora do Livramento (MT), uma cidade de pouco mais de 10 mil habitantes, quase dentro do Pantanal.
A suspeita da professora, formada em educação artística, começou há dez anos, quando Simone ouviu alguns relatos a respeito de uma figura misteriosa, um alemão que vivia do Brasil, de nome Adolfo.
Em Israel, o correspondente Herbert Moraes ouviu dois dos maiores especialistas em nazismo do mundo. O brasileiro Avrahan Milgram defende a tese de que Hitler se matou e que os ossos dele foram encontrados por soldados russos.
Mas um professor israelense, da Universidade Hebraica de Jerusalém, diz: Hitler pode ter fugido para a América do Sul.
— O elemento mais realista é o fato histórico de que muitos criminosos nazistas tiveram êxito em fugir para a América Latina, principalmente para a Argentina, e alguns para o Brasil e Paraguai.

Por isso eu digo e repito, BANDIDO BOM É AQUELE QUE JAZ NÃO EXISTE MAIS!!!! Se concorda compartilhe e curta comigo!

Toda vez que entramos nos bancos a primeira coisa que nos mata de raiva é a tal da porta giratória que trava e temos que praticamente esvaziar as bolsas e bolsos para tirar os objetos metálicos! E quase nunca percebemos que ali esta o segurança do banco, só percebemos quando a porta trava...Toda vez que entramos nos bancos a primeira coisa que nos mata de raiva é a tal da porta giratória que trava e temos que praticamente esvaziar as bolsas e bolsos para tirar os objetos metálicos! E quase nunca percebemos que ali esta o segurança do banco, só percebemos quando a porta trava... Mas ele esta sempre ali e todos nós sabemos que ladrões quando partem para roubar um banco é TUDO ou NADA! E nesse tudo ou anda na linha de frente esta o segurança armado do banco que sem muita escolha, muitas vezes com um 38 miserável na cintura, com um salário que não vale o risco é o primeiro a ser peneirado por fuzis e armas de grosso calibre! A família que todo os dias espera a volta do chefe de família, o abraço do pai exausto pelas caras feias dos clientes ou pelo bom dia não correspondido recebe a noticia: "Sinto muito, mas seu marido (pai, irmão...) acaba de morrer no assalto que teve lá no banco!" Choro, desespero, falta de auxilio, papelada burocrática emperrada na má vontade para ajudar a família daquele que deu sua vida pelo valor do banco que é totalmente segurado! A vida desse heróis é assim, perigo eminente, possibilidade de não voltar pra casa... Ao entrar no banco olhe para o segurança e dê ao menos um bom dia, pois ele em caso de assalto violento, se for preciso morrerá em seu lugar!

Essa foto aconteceu na cidade satélite do Gama (DF) no inicio do ano quando bandidos foram assaltar um carro forte depararam com seguranças armados e na troca de tiro dois pais de família foram mortos. Um dos bandidos foi preso dias depois e disse em uma reportagem não estar nem um pouco arrependido! Não precisa vim com a mesma hipocrisia de sempre moralista por causa da foto, veja como uma foto de alerta e respeito aos profissionais da segurança privada que matam um LEÃO POR DIA pela suas sobrevivências e muitas vezes acabam assim... 

Por isso eu digo e repito, BANDIDO BOM É AQUELE QUE JAZ NÃO EXISTE MAIS!!!! Se concorda compartilhe e curta comigo! 

Alison Maia - Plantão Policial de Caldas Novas Mas ele esta sempre ali e todos nós sabemos que ladrões quando partem para roubar um banco é TUDO ou NADA! E nesse tudo ou anda na linha de frente esta o segurança armado do banco que sem muita escolha, muitas vezes com um 38 miserável na cintura, com um salário que não vale o risco é o primeiro a ser peneirado por fuzis e armas de grosso calibre! A família que todo os dias espera a volta do chefe de família, o abraço do pai exausto pelas caras feias dos clientes ou pelo bom dia não correspondido recebe a noticia: "Sinto muito, mas seu marido (pai, irmão...) acaba de morrer no assalto que teve lá no banco!" Choro, desespero, falta de auxilio, papelada burocrática emperrada na má vontade para ajudar a família daquele que deu sua vida pelo valor do banco que é totalmente segurado! A vida desse heróis é assim, perigo eminente, possibilidade de não voltar pra casa... Ao entrar no banco olhe para o segurança e dê ao menos um bom dia, pois ele em caso de assalto violento, se for preciso morrerá em seu lugar!

Essa foto aconteceu na cidade satélite do Gama (DF) no inicio do ano quando bandidos foram assaltar um carro forte depararam com seguranças armados e na troca de tiro dois pais de família foram mortos. Um dos bandidos foi preso dias depois e disse em uma reportagem não estar nem um pouco arrependido! Não precisa vim com a mesma hipocrisia de sempre moralista por causa da foto, veja como uma foto de alerta e respeito aos profissionais da segurança privada que matam um LEÃO POR DIA pela suas sobrevivências e muitas vezes acabam assim...

Por isso eu digo e repito, BANDIDO BOM É AQUELE QUE JAZ NÃO EXISTE MAIS!!!! Se concorda compartilhe e curta comigo!

Alison Maia - Plantão Policial de Caldas Novas

Vídeo mostra troca de tiros entre polícia e assaltantes


Série de negligências causa morte de sete da mesma família em naufrágio Canoa motorizada com capacidade para cinco pessoas levava 11 quando virou no Rio Corumbá, em Luziânia. Dez estavam sem coletes salva-vidas. Nove não sabiam nadar. Todos os mortos eram parentes: quatro crianças, uma adolescente e dois homens

Série de negligências causa morte de sete da mesma família em naufrágio Canoa motorizada com capacidade para cinco pessoas levava 11 quando virou no Rio Corumbá, em Luziânia. Dez estavam sem coletes salva-vidas. Nove não sabiam nadar. Todos os mortos eram parentes: quatro crianças, uma adolescente e dois homens
Clara Campoli
Luiz Calcagno
Publicação: 24/02/2014 06:00 Atualização:

O Corpo de Bombeiros de Goiás resgatou, na manhã de ontem, seis dos sete corpos da família morta no Rio Corumbá: 15 homens participaram das buscas (CBMGO/Divulgação)
O Corpo de Bombeiros de Goiás resgatou, na manhã de ontem, seis dos sete corpos da família morta no Rio Corumbá: 15 homens participaram das buscas

Onze pessoas em uma canoa motorizada com capacidade para cinco. Apenas uma usava colete salva-vidas e só duas sabiam nadar. O condutor conhecia o básico sobre os comandos da embarcação, mas não era habilitado para pilotar o veículo. O resultado da sequência de negligências foi uma tragédia: sete mortes — quatro crianças, uma adolescente e dois homens perderam a vida na tarde de sábado, quando a canoa virou e eles se afogaram nas águas do Rio Corumbá. Os 10 passageiros eram parentes, visitando a chácara da matriarca da família no município goiano de Luziânia (GO). A residência fica a pouco mais de 90km de Brasília.
Naufrágio: grupo terminava passeio quando canoa virou; menino salvou a mãe Sete pessoas morrem após o naufrágio de um barco, em Corumbá III A família, a maioria moradora de Santa Maria, fazia uma visita à avó, que não teve o nome revelado. Ela havia comprado um sítio no Condomínio Júnior Favila. O lote fica às margens da Barragem III do Rio Corumbá, em Luziânia. Segundo parentes das vítimas, o grupo planejava se divertir na água. Porém, por volta das 15h, um vizinho, Januário Silva dos Santos, 53 anos, se ofereceu para levar o grupo em um passeio de canoa. De acordo com o que Joseane da Silva, 24 anos, uma das sobreviventes, contou à polícia, a tragédia aconteceu quando o proprietário do barco fez uma curva brusca. A água invadiu o veículo e a maioria dos tripulantes correu para o outro lado. Com o desequilíbrio, a canoa teria virado.

O condutor contou outra versão para o Corpo de Bombeiros de Goiás. De acordo com Januário, um dos adultos, embriagado, teria brincado com a adolescente Sara da Silva, 16 anos, e jogado água nela. A menina, irritada, teria ficado em pé na canoa, que, desequilibrada, virou. A perícia da Polícia Civil esteve ontem durante todo o dia no local, e o laudo da tragédia deve ficar pronto em até 60 dias.

fonte correiobraziliense...

Justiça nega habeas corpus para oito PMs presos na operação tartaruga Segundo o advogado, a decisão do juiz é "ilegítima" e a defesa entrará com o pedido de revisão da decisão ainda hoje

Justiça nega habeas corpus para oito PMs presos na operação tartaruga Segundo o advogado, a decisão do juiz é "ilegítima" e a defesa entrará com o pedido de revisão da decisão ainda hoje
Publicação: 24/02/2014 09:39 Atualização: 24/02/2014 09:38

O pedido de habeas corpus para oito dos 12 policiais militares presos, suspeitos de incitar a operação tartaruga, foi negado pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), na noite de domingo (23/2). A informação é do advogado Elton Barbosa, presidente do Fórum dos Integrantes das Carreiras Típicas de Estado do DF (Finacate).

De acordo com Elton, a decisão foi tomada como forma de "manutenção da ordem pública". Contudo, para o advogado, a decisão é "ilegítima", pois "contraria o entendimento pacificador das cortes superiores".


Segundo Elton, a Finacate pretende levar o caso para 2ª instância ainda nesta segunda-feira (24/2), ao mesmo tempo em que pedirá a revisão da decisão na 1ª instância. 
fonte correio braziliense

Uma quadrilha com aproximadamente 21 assaltantes paulistas fortemente armada foi surpreendida por cerca de 100 policiais civis na madrugada desta sexta-feira (22/02), na Praça Padre Francisco Mira quando se preparavam para explodir os caixas eletrônicos das agências bancárias da cidade de Itamonte.

Uma quadrilha com aproximadamente 21 assaltantes paulistas fortemente armada foi surpreendida por cerca de 100 policiais civis na madrugada desta sexta-feira (22/02), na Praça Padre Francisco Mira quando se preparavam para explodir os caixas eletrônicos das agências bancárias da cidade de Itamonte.

Senador Rollemberg promete entrar na disputa eleitoral pelo Governo do DF Na noite de sábado (22/2), por unanimidade, o diretório regional do Partido dos Trabalhadores aprovou a candidatura de Agnelo Queiroz


Senador Rollemberg promete entrar na disputa eleitoral pelo Governo do DF Na noite de sábado (22/2), por unanimidade, o diretório regional do Partido dos Trabalhadores aprovou a candidatura de Agnelo Queiroz
Rodolfo Costa
Publicação: 24/02/2014 08:39 Atualização: 24/02/2014 08:58

Agnelo é o primeiro confirmado na corrida ao Buriti: candidatura será oficializada em convenção do PT em maio (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press 
)
Agnelo é o primeiro confirmado na corrida ao Buriti: candidatura será oficializada em convenção do PT em maio

Até o momento, a ausência de nomes, mesmo por parte da oposição, beneficia a candidatura de Agnelo, na opinião do cientista político João Paulo Peixoto. “Quem é que poderia fazer frente?”, indaga. Para ele, especulações favorecem o atual governador. “Se não surgir um nome forte capaz de polarizar esses votos da oposição, a tendência é que a vitória seja do Agnelo por inércia”, avalia.

Os ex-governadores Joaquim Roriz (PRTB) e José Roberto Arruda (PR) já acertaram parceria para as eleições. Eles buscam a unificação de interesses a fim de evitar a dispersão de concorrentes, o que enfraqueceria o grupo.



Quem também promete ir à disputa eleitoral é o senador Rodrigo Rollemberg (PSB). Ele garante não apenas ser o candidato que representará o Partido Socialista Brasileiro, como também afirma existir um grande entusiasmo da militância opositora. “Acho natural a decisão do PT. Até porque, se, a essa altura do campeonato, o partido mudasse o candidato, seria o reconhecimento do fracasso do governo Agnelo”, alfineta.

Saiba mais...
 
Ele conta que o PSB mantém conversas adiantadas com outros partidos, como o PSol e, principalmente com o PDT, legenda também ventilada pelo PT. A intenção é fortalecer o partido formando uma aliança com o deputado federal Antônio Reguffe. “Ainda está em negociação, mas temos tido conversas permanentes e sei que estaremos juntos na corrida eleitoral”, afirma Rollemberg.

GDF publica reajustes de benefícios para PM e bombeiros no Diário Oficial Após duas assembleia em um único dia, categoria aceitou acordo com o governo. Com os novos valores, o contracheque de um coronel, por exemplo, chegará a R$ 21.721,13, ao final de 2016

GDF publica reajustes de benefícios para PM e bombeiros no Diário Oficial Após duas assembleia em um único dia, categoria aceitou acordo com o governo. Com os novos valores, o contracheque de um coronel, por exemplo, chegará a R$ 21.721,13, ao final de 2016
Publicação: 19/02/2014 09:39 Atualização: 19/02/2014 10:08

Clique para ampliar

Os novos valores de auxílio alimentação e moradia dos bombeiros e policiais militares do Distrito Federal foram publicados no Diário Oficial do DF nesta quarta-feira (19/2). Os oficiais aceitaram a proposta do governo em uma reunião realizada na noite dessa terça-feira (19/2), ignorando a decisão tomada pelas duas categorias na manhã do mesmo dia. Com os reajustes concedidos, ao final de 2016, um coronel com dependente terá remuneração total de R$ 21.721,13 (aumento de 20,24%), um subtenente, R$ 12.104,90 (20,48%), enquanto um soldado receberá R$ 7.190,98 (21,66%).

O reajuste do auxílio-moradia será feito em três etapas: o primeiro aumento ocorre este ano e os outros dois em 2015 e 2016, sempre no mês de setembro. Ao final do reajuste, um coronel passará a receber auxílio de R$ 3,6 mil, com dependentes, enquanto um soldado da 2ª classe receberá R$ 850, 59, com dependentes. Já o novo valor do auxílio-alimentação passou para R$ 850, com início de recebimento em 1º de maio próximo.
GDF assina decretos que estabelecem novos valores para auxílios a PMs PMs e bombeiros fazem nova reunião e decidem aceitar proposta do GDF Aspra-DF faz reunião para discutir sobre acordo feito entre PM e GDF As mudanças foram oficializadas logo depois dos militares terem aprovado os reajustes propostos pelo governo em uma assembléia convocada pelo comandante da Polícia Militar, Anderson Carlos de Castro, no Clube de Oficiais da PM, no Setor de Clubes Sul, na noite dessa terça-feira (18/2). A decisão do comando, contudo ,contrariou a decisão de assembleia realizada na manhã de ontem, ao aprovar os reajustes nos auxílios alimentação e moradia e o encaminhamento, até julho, da proposta de reestruturação da carreira.

Os chefes da PM e dos bombeiros desconsideraram a decisão da assembleia porque acreditam que o ambiente estava contaminado. “O evento que ocorreu hoje (ontem) de manhã não foi válido. Fizemos um levantamento e muitos dos presentes não eram da corporação, e, sim, aspirantes que estariam esperando os resultados e a convocação do último concurso e infiltrados. A aprovação à noite foi pela maioria de cerca de 5 mil presentes com participação dos praças”, afirmou o subcomandante da PM, Claudio Armond.

Policiais civis pedem desculpas por invasão


domingo, 23 de fevereiro de 2014

ATENÇÃO PMS DE GOIÁS - AQUI ESTÁ A FOTO DO COVARDE QUE MATOU NOSSO IRMÃO DE FARDA - A NOSSA MISSÃO É CAÇAR DIEGO FERREIRA DE OLIVEIRA DOS SANTOS QUE MATOU NA COVARDIA O NOSSO IRMÃO DE FARDA, SOLDADO ALCKIMIM – SE ELE REAGIR MELHOR , VOCÊS SABEM O QUE FAZER, OU SEJA, PINTA ELE DE VERMELHO (TRINCA)

ATENÇÃO PMS DE GOIÁS - AQUI ESTÁ A FOTO DO COVARDE QUE MATOU NOSSO IRMÃO DE FARDA - A NOSSA MISSÃO É CAÇAR DIEGO FERREIRA DE OLIVEIRA DOS SANTOS QUE MATOU NA COVARDIA O NOSSO IRMÃO DE FARDA, SOLDADO ALCKIMIM – SE ELE REAGIR MELHOR , VOCÊS SABEM O QUE FAZER, OU SEJA, PINTA ELE DE VERMELHO (TRINCA)

Relatos de parentes das vítimas indicam que o naufrágio que matou sete pessoas na Barragem de Corumbá III, próximo à Luziânia, teria ocorrido no momento em que a canoa fazia a volta para deixar as pessoas na margem. O episódio aconteceu por volta das 14h de sábado (22/2). O condutor prestou depoimento à polícia na noite de sábado.

Naufrágio: grupo terminava passeio quando canoa virou; menino salvou a mãe Das 11 pessoas que estavam na embarcação, sete morreram afogadas
Luiz Calcagno
Clara Campoli
Publicação: 23/02/2014 15:25 Atualização: 23/02/2014 17:16

Relatos de parentes das vítimas indicam que o naufrágio que matou sete pessoas na Barragem de Corumbá III, próximo à Luziânia, teria ocorrido no momento em que a canoa fazia a volta para deixar as pessoas na margem. O episódio aconteceu por volta das 14h de sábado (22/2). O condutor prestou depoimento à polícia na noite de sábado.

Segundo informações da família, o condutor foi fazer uma curva para voltar à margem e, como a canoa  tinha mais pessoas do que a capacidade permitia, acabou tombando. No entanto, de acordo com informações do condutor, um dos adultos fez uma brincadeira de jogar água em uma das crianças e ela, para não ser molhada, se levantou e por isso a canoa teria virado.
Um menino identificada como Pedro Henrique, de seis anos, conseguiu salvar a mãe, Josiane. Ela se agarrou a ele, que usava colete salva-vidas e, juntos, ambos conseguiram chegar à margem. Outro parente das vítimas, Sandro, também conseguiu escapar nadando, bem como o dono da canoa.
Arthur Baliza, de 5 anos, foi encontrado no local pouco depois do incidente e levado pela avó, Maria das Graças para o Hospital Municipal de Luziânia. O menino, no entanto, já chegou morto ao local.

As outras vítimas são os irmãos Rúbio da Silva, de 27 anos, e Sara da Silva, 16, além de um homem identificado como Evandro dos Santos, de 28 anos, e das crianças Ane Gabryely da Silva, de 4 anos. Davy Meneses, 11 anos e Jayne Meneses, 10 anos, eram irmãos e também morreram. Todas as vitimas são de Santa Maria e da mesma família.

Maria das Graças é a proprietária da fazenda onde o grupo estava e seria vizinha do dono da canoa. Ele prestou depoimento na noite de sábado e, segundo parentes das vítimas, não apareceu mais na chácara. Agentes informaram à reportagem que só é possível ter acesso ao depoimento na segunda-feira, pois os documentos estariam trancados em um armário
fonte correiobraziliense

Sete pessoas da mesma família morreram em um naufrágio de embarcação na região de Corumbá III, a 50 quilômetros de Luziânia (GO), no Entorno do Distrito Federal

Sete pessoas da mesma família morrem em naufrágio de barco no Entorno do DF

Bombeiros encontraram os corpos de quatro crianças e três adultos

Do R7
Sete pessoas da mesma família morreram em um naufrágio de embarcação na região de Corumbá III, a 50 quilômetros de Luziânia (GO), no Entorno do Distrito Federal. Segundo o Corpo de Bombeiros de Luziânia, o corpo de uma criança foi encontrado na tarde de sábado (22), pouco depois do acidente, e os outros seis - três adultos e três crianças - foram encontrados na manhã deste domingo (23), quando as buscas foram retomadas.
No total, 12 pessoas estariam na canoa, próximo a um local conhecido como Rancho Netinho. Os outros cinco sobreviveram, sem ferimentos graves.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o corpo da criança foi encontrado, por que ela tinha uma bóia presa ao corpo.
Ainda não se sabe o que motivou o naufrágio, nem a identificação das vítimas.
O caso é investigado pela delegacia de Luziânia.

Preste contas, Marconi Mais: queremos saber quanto, realmente, tem de empréstimo externo para a implantação do VLT (valor, prazo, juros etc.). Qual o valor da nossa dívida por conta do VLT?

Essa confusão de recursos. Tira daqui leva pra lá, obras vão para o lixo(VLT) e suas verbas servirão para as eleiçoeiras inventadas a toque de caixa, causando um tumulto financeiro que queremos explicado nos mínimos detalhes. Goiás quer saber.


Preste
contas,
Marconi





Perillo e Rincón, a dupla do piche

É muito dinheiro, muita conversa, tudo decidido entre eles, sem que a sociedade, como sempre, saiba ou participe. Não falamos se trocados, falamos de bilhões de reais. Que nós teremos que pagar. Dinheiro que pode elegê-los. Ser usado indevidamente.
Dinheiro vindo da multiplicação da dívida de Goiás, de 10 para 20 bilhões, em apenas um ano. Este é um caso sério que exige a presença da sociedade organizada, dos sindicatos. Estendo o pleito ao Ministério Público. É direito da sociedade saber onde vai o dinheiro público. A este pedido feito por mim ele não responderá, mas não poderá dizer não às entidades que representam as camadas sociais goianas.
Queremos saber do dinheiro do Fundo dos Transportes, do VLT, do BNDES, de tudo, enfim. Goiás pede, Goiás espera. Fale, Marconi. Quem não deve não teme.
Fundo de Transportes



Queremos a prestação de contas do governador Marconi Perillo agora e já. É direito dos cidadãos conhecer tal informação.
Por que pedi-la? Porque há fatos mal explicados que estão a exigi-lo. Caso, por exemplo, do que consta na justificativa do governo para tomar os recursos da construção do VLT e repassá-los para obras sem recursos da Agetop.


Segundo ele, a ausência do repasse do CIDE sobre gasolina, suspenso pelo governo federal, reduziu os recursos do Fundo Rodoviário, daí ter que usar o dinheiro do VLT.


Explicação que não convence. Afinal, de acordo com a Lei 17.297, de 26 de abril de 2011, em seu artigo 5º, os recursos do Fundo de Transportes serão provenientes, dentre outras fontes legais, de:


I - dotações orçamentárias do Tesouro Estadual;
II - 20% (vinte por cento), no mínimo, da receita bruta decorrente da arrecadação própria do Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN -GO;
III - recursos decorrentes de convênios firmados com o Governo Federal para aplicação em rodovias;
IV - doações feitas por pessoas físicas e jurídicas, públicas e privadas;
V - rendas oriundas de aplicação financeira dos recursos arrecadados;
VI - operações de crédito realizadas com o fim específico de atender às despesas vinculadas ao Fundo;
VII - receitas advindas de concessões e/ou parcerias público-privadas, formalizadas para atender aos objetivos definidos na alínea “a” do inciso I do art. 1º desta Lei;.
IX - valores decorrentes da cobrança pelo uso de faixa de domínio;
X - produto de recolhimento de contribuição decorrente de condição estabelecida na legislação tributária para fruição de benefício ou incentivo fiscal, de acordo com o art. 6º desta Lei;
XI - transferência financeira de municípios beneficiados por serviços ou obras de construção, reformas, ampliação ou manutenção de rodovias e vias urbanas localizadas em seus territórios;.
XII - parte do produto das receitas próprias da Agência Goiana de Transportes e Obras, conforme oportunidade e conveniência da Agência.


Mas não só. Os demais artigos da lei aduzem outras fontes. E mais: terá o governador atendido ao prazo do artigo 9º – de só no exercício de 2011, estar autorizado a abrir créditos especiais de 300 milhões para o fundo?


Já que se culpa a ausência da CIDE e nunca ninguém disse quanto isso representava, queremos saber todos os valores arrecadados pelo Fundo de 2011 para cá, em todos os itens da lei que o criou.


Mas não só. Queremos saber onde foram aplicados todos os recursos do Fundo de 2011 para cá. Em quais obras e quanto em cada uma?


VLT


Mais: queremos saber quanto, realmente, tem de empréstimo externo para a implantação do VLT (valor, prazo, juros etc.). Qual o valor da nossa dívida por conta do VLT?


Ainda: Montou-se escritórios, infraestrutura, apoio logístico, foram feitas viagens internacionais para ver similares no mundo etc.. Quanto se gastou para estudos e elaboração do projeto do VLT? Qual o custo total do projeto?


RODOVIDA et alii




Rodovida ou Rodograna?



O governador tomou três empréstimos, de 1 milhão e meio de reais cada, junto ao BNDES. Quantos empréstimos foram tomados por este governo, de 2011 para cá? – especificar valores, finalidade, prazo, juros, etc..


Onde foram os recursos? Em quais obras, em quais estradas e quanto em cada uma?

Não se trata de desconfiança, mas de direito. Queremos saber tudinho a respeito desses pontos. Como a mim ele não responderá, espero que as entidades de classe, os sindicatos e outras organizações peçam a ele tais contas prestadas.

Façamos o que a oposição não faz. Queremos ver tais contas agora, Um bom governante as terá no simples toque de Enter.

Queremos ver as contas. É do nosso direito e é dever de quem governa informá-las.
Ao probo nada é desafio e nem dificuldades. 


fonte http://luizcarlosbordoni.blogspot.com.br/2014/02/endividamento-queremos-ver-nossa-grana.html

ATENÇÂO CENAS FORTES - Operação da polícia mata 9 marginais em MG

ATENÇÂO CENAS FORTES - Operação da polícia mata 9 marginais em MG

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Uma ação conjunta de policiais civis do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) de São Paulo com a Polícia Civil de Minas Gerais terminou em conflito e deixou nove vagabundos mortos e três feridos. 
Por volta das 3:00 hs deste sábado (22), cerca de 15 homens se preparavam para explodir caixas eletrônicos de duas agências bancárias (uma do Santander e outra do Banco do Brasil) localizadas na Praça Central da cidade de Itaomonte, no sul de Minas Gerais, a 270 km de São Paulo, quando foram surpreendidos pelos policiais. 
A praça virou um cenário de guerra. Houve um intenso tiroteio na região. A ação terminou com nove vagabundos mortos e dois baleados. 

Um policial civil do Garra também foi baleado e pelo menos quatro criminosos conseguiram fugir. 
Segundo a Polícia Civil, um grupo de 25 criminosos estava sendo monitorado há mais de dois meses pela polícia paulista. 

Eles são suspeitos de outros assaltos a caixas eletrônicos em Minas Gerais e pretendiam arrombar equipamentos em várias cidades do Sul de Minas, como Caxambu, Passa Quatro e Itamonte. Com os criminosos, a polícia apreendeu fuzis, pistolas, bananas de dinamite, um pé de cabra e outros materiais para arrombamento de caixas eletrônicos.










http://amigosdaguardacivil.blogspot.com.br/2014/02/atencao-cenas-fortes-operacao-da.html

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Governador condena invasão e pede retratação pública

Governador condena invasão e pede retratação pública





(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)
O governador Marconi Perillo |(PSDB) concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira, dia 19, sobre a invasão do Palácio Pedro Ludovico Teixeira (PPLT) por policiais civis ocorrida na tarde desta terça-feira, dia 18. O governador declarou que defende o direito de manifestação, mas condena os atos de vandalismo que representam um atentado à democracia.

Durante a entrevista, Marconi Perillo disse que determinou a Secretaria de Segurança Pública a apuração das responsabilidades e investigação dos excessos, o governo exige uma retratação por parte dos líderes da categoria.

"A SSPJ já deu início às apurações para que os responsáveis pela ocupação do PPLT respondam pelo que fizeram", disse ele. "Eu já disse ao secretário: ou eles pedem uma retração pública, ou não tem acordo", disse.

"Se os policiais civis não tomarem uma decisão sobre o indicativo de greve até amanhã, os pontos serão, sim, cortados. Já determinei ao Joaquim Mesquita que abra todos os processos disciplinares necessários. O Governo de Goiás realizou dezenas de reuniões com os policiais e estamos, sim, cumprindo o que foi acordado. Estamos estabelecendo uma série de políticas salariais, mas temos que cumprir as leis de responsabilidade fiscal", ressalta o governador.

Além dos pedidos de desculpas, foi determinado aos policiais civis, em reunião com o secretário Leonardo Vilela, da Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento (Segplan), que eles terão que pagar pelos danos causados à sede do governo.

"Esses policiais civis que tiveram atitude de vândalos terão que pagar pelos prejuízos causados ao PPLT. O secretário Leonardo Vilela, da Segplan, se reuniu hoje com a categoria e espero que o encontro tenha sido produtivo", disse.

O governador ainda explicou que apesar do discurso dos invasores, não houve data limite para votação do projeto na Assembleia. "O governo não está brincando em relação a essa situação. Eu não tratei com os presidentes dos sindicatos sobre data para encaminhar, quem tratou disso foi o deputado Marcos Martins e no governo às vezes as coisas demoram. Nós temos que analisar se temos ou não temos recursos. Temos que analisar estritamente o que prevê a Lei de Responsabilidade Fiscal", pontuou.

CONCURSO DA PM

O governador esclareceu ainda que o grupo que está acampado em frente ao Palácio Pedro Ludovico Teixeira não foi aprovado no concurso público da Polícia Militar. Segundo ele, todos os aprovados foram convocados e até mesmo 50% do cadastro reserva, conforme determinava o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público. "O que eles querem é que mais 50% dos que não foram aprovados sejam chamados. Isso não é possível pela lei e ninguém está concordando, nem mesmo o Ministério Público. O que terá que ser feito depois é um novo concurso", explicou.

Suspeitos de sequestro relâmpago mantêm refém menino de três anos O crime ocorreu em Santa Maria. A criança e o pai ficaram nas mãos dos bandidos por cerca de 50 minutos até serem encontrados em um posto de combustível desativado na entrada de Valparaíso

Suspeitos de sequestro relâmpago mantêm refém menino de três anos O crime ocorreu em Santa Maria. A criança e o pai ficaram nas mãos dos bandidos por cerca de 50 minutos até serem encontrados em um posto de combustível desativado na entrada de Valparaíso
Kelly Almeida
Manoela Alcântara
Publicação: 19/02/2014 08:37 Atualização: 19/02/2014 09:06

Dois bandidos armados sequestraram um menino de 3 anos em frente a um posto de saúde de Santa Maria. De longe, a mãe acompanhou, em desespero, toda a ação. A vendedora Érica Sousa havia saído do carro para pegar um remédio e deixou o garoto com o motorista do veículo, um vizinho, amigo da família. Em poucos minutos, os criminosos abordaram Edmilson do Nascimento, 34 anos, e anunciaram o assalto. Ele foi para o banco de trás da Parati prata e ficou ao lado da criança. A mulher viu o veículo arrancar. “Na hora, percebi que era um sequestro”, contou ao Correio.  O ataque ocorreu por volta das 13h dessa terça-feira (18/2), na Quadra 217. Foram 50 minutos de terror até que o menino e Edmilson fossem encontrados. Os assaltantes não feriram as vítimas, deixadas em um posto de combustível desativado na entrada de Valparaíso, perto do monumento Solarius, conhecido como Chifrudo. Segundo Edmilson, durante todo o tempo em que estiveram em poder dos assaltantes, os dois ficaram com uma arma apontada para a cabeça. “Eles disseram que o carro era uma encomenda e que não nos machucariam”, detalhou.
Mesmo assim, a criança não parou de chorar. Em um primeiro momento, os bandidos pensaram que o vizinho fosse o pai do menino. Tanto que, ao rendê-lo, mandaram que passasse para o banco traseiro e abraçasse a criança. Ele cumpriu as ordens e não olhou para os assaltantes. Enquanto isso, Érica entrou em contato com familiares, que acionaram a polícia. Uma equipe de PMs localizou as vítimas no posto de gasolina de Valparaíso.

Ameaças
Ao ver o filho, a vendedora se emocionou. “Eu não conseguia parar de chorar”, disse a mãe. O menino relatou à mãe ameaças. “Ele disse: ‘Os homens malvados levaram a minha cobertinha, mamãe’”, revelou Érica. Até o fechamento desta edição, não havia informações sobre os suspeitos nem sobre a Parati prata. A 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) investiga o caso. Se encontrados, os suspeitos responderão por roubo com restrição à liberdade e emprego de arma de fogo. A pena máxima prevista chega a 15 anos de prisão.

Depoimento
“Não conseguia parar de chorar”

“Foram 10 minutos. Saí do carro para pegar o remédio no posto e, quando olhei para trás, estavam arrancando com o carro em alta velocidade. Pensei por que o Edmilson, o meu vizinho, sairia naquela velocidade, mas, quando olhei para a janela, ele estava no banco de trás com o meu filho. Um homem estranho estava na direção. Desesperei-me. Corri para tentar alcançar o veículo nem sei por que pensei que conseguiria. Só pensava: ‘Levaram, levaram o meu filho’. Ele está doente. O meu maior medo era de ele chorar e irritar os bandidos. Eles podiam atirar nele, matar. Liguei para a minha mãe, para o meu pai. Não conseguia pensar direito. Os meus parentes chamaram a polícia, e os militares chegaram muito rápido. Rodamos por quase 50 minutos na tentativa de achar o meu filho. Pareceu uma eternidade. Tanto coisa passou pela minha cabeça. Não conseguia parar de chorar. Apeguei-me a Deus, fiz orações, a minha família também rezou. Só pensava que a minha vida havia acabado. Ele é tão indefeso. Por fim, conseguiram encontrar os dois. Só pensava em abraçar e beijar o meu filho. Chorei tanto, que ele olhou para mim e disse: ‘Calma, mamãe. Está tudo bem’".
Érica de Sousa, 35 anos, vendedora

FONTECORREIOBRAZILIENSE  

Homem de 39 anos é morto a tiros em Luziânia, no Entorno do DF Outra vítima foi baleada, mas sobreviveu



Homem de 39 anos é morto a tiros em Luziânia, no Entorno do DF Outra vítima foi baleada, mas sobreviveu


Thiago Soares

Publicação: 09/02/2014 12:11 Atualização:


Um homem morreu e outro ficou gravemente ferido na madrugada deste domingo (9/2), no Jardim Ingá, em Luziânia (GO). Segundo informações da Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 3h, no Setor de chácaras Marajuará. As duas vítimas, que são pedreiros trabalharam durante todo o sábado em Valparaíso. Eles teriam recebido uma quantia em dinheiro e depois foram para uma festa na região.
Ao se deslocar para outro local, as vítimas foram alvejadas por disparos de arma de fogo. Wesley Sandro Gonzaga, 39 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O amigo dele, que não teve o nome divulgado, foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para o Hospital Municipal de Valparaíso.

Bombeiros ficam feridos ao combater incêndio

Bombeiros ficam feridos ao combater incêndio






(Foto: AgMais)(Foto: AgMais)

Cinco bombeiros ficaram feridos ao combater incêndio em uma residência na Rua C-116, no Jardim América, em Goiânia, na noite desta terça-feira (18/02). Segundo informações da corporação, um botijão de gás teria explodido e atingindo os cinco bombeiros.

Os bombeiros foram encaminhados para o Hospital de Queimaduras. Três deles sofreram queimaduras de 1º e 2º graus. Eles foram atendidos e liberados logo em seguida. Os outros dois sofreram queimaduras 3º e ficaram internados. Eles não correm risco de morte. Os bombeiros fazem parte do 8º BPM (Batalhão do Bombeiro Militar) de Goiás.

MAIS GOIAS...

Corpo do major Claudemir Gasparetto será enterrado às 17h

Corpo do major Claudemir Gasparetto será enterrado às 17h

O policial foi morto com cinco tiros na frente da casa, no bairro Planalto Ipiranga. O homicídio ocorreu na noite desta terça-feira (18).


Divulgação PM
Clique para ampliar
Antes de se aposentar Gasparetto trabalhou no Palácio Paiaguás como integrante da equipe de segurança do ex-governador e atual senador Blairo Maggi (PR).
O corpo do policial militar da reserva, major Claudemir Gasparetto, está sendo velado nesta quarta-feira (19), na Capela do Cemitério Recanto da Paz, localizada no bairro Jardim dos Estados, em Várzea Grande.

O sepultamento está previsto para as 17h no mesmo local.

O policial foi morto com cinco tiros na frente da casa dele, no bairro Planalto Ipiranga.

O homicídio ocorreu na noite desta terça-feira (18). Um dos suspeitos pelo crime foi encontrado morto horas depois com vários tiros no rosto, após um suposto confronto com militares.http://www.reportermt.com.br/direto-ao-ponto/corpo-do-major-claudemir-gasparetto-sera-enterrado-as-17h/33240

Major da PM aposentado é morto na frente de casa com cinco tiros em VG; suspeitos estão foragidos

Major da PM aposentado é morto na frente de casa com cinco tiros em VG; suspeitos estão foragidos

PM foi baleado nas costas, no tórax e na cabeça. Incosciente ele foi levado por uma ambulância do SAMU ao Pronto Socorro de Várzea Grande, mas morreu durante o atendimento médico.



DA REDAÇÃO

Divulgação PM


Antes de se aposentar Gasparetto trabalhou no Palácio Paiaguás como integrante da equipe de segurança do ex-governador e atual senador Blairo Maggi (PR).
O policial militar aposentado, major Claudemir Gasparetto, foi morto com cinco tiros, no bairro Planalto Ipiranga, em Várzea Grande. O homicídio ocorreu nesta terça-feira (18), por volta das 20h.
Conforme informações do 4º Batalhão da Polícia Militar, a vítima estava chegando em casa em um VW Voyage, quando ao menos dois criminosos se aproximaram em um Ford Ecosporte de cor vermelha. "O carro dos bandidos 'emparelhou' no do policial. Com isso um dos criminosos sacou uma arma e atirou várias vezes no major, que não teve nem tempo de sacar sua pistola", explicou um policial.
Claudemir foi baleado nas costas, no tórax e na cabeça. Inconsciente ele foi levado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Pronto Socorro de Várzea Grande, mas morreu durante o atendimento médico.
O corpo dele vai ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser feito o exame de necropsia.
Várias guarnições estão fazendo rondas na região para tentar prender os criminosos, mas até o fechamento desta matéria eles ainda não haviam sido presos.
Antes de se aposentar Gasparetto trabalhou no Palácio Paiaguás como integrante da equipe de segurança do ex-governador e atual senador Blairo Maggi (PR). O major é pai do tenente Gasparetto lotado no 24º Batalhão da PM, no bairro São João Del Rey, em Cuiabá.
SUSPEITA DE ACERTO DE CONTAS
A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) da capital investiga o caso. Conforme um investigador da Polícia Civil, a hipótese de um acerto de contas não é descartada.
Já que no dia 12 de fevereiro de 2011, Claudemir reagiu a uma tentativa de assalto na casa dele, localizada no bairro Cohab Canelas, em Várzea Grande. Na ocasião o militar matou um dos ladrões.
Os bandidos estavam em uma moto Honda Titan e invadiram a casa do militar na madrugada. A filha do policial, Naiane Domingos Gasparetto foi rendida pelos assaltantes. Com o barulho Claudemir acordou e surpreendeu os bandidos, entrando em luta corporal com eles.
Na briga o major atirou e matou o jovem Djon Robert Luna Carvalho. Já Jailto Oliveira de Arruda foi atigido na perna e conseguiu fugir, mas acabou preso a poucos metros da residência.
FEVEREIRO VERMELHO
Com esse homicídio a grande Cuiabá já registrou 18 assassinatos. Seis deles ocorreram em Várzea Grande. Em janeiro as duas cidades tiveram 16 homicídios cada. De acordo informações da DHPP, a maioria das vítimas foi morta em bairros periféricos e estavam envolvidas com a criminalidade.

Major da PM aposentado é morto na frente de casa com cinco tiros em VG; suspeitos estão foragidos

Major da PM aposentado é morto na frente de casa com cinco tiros em VG; suspeitos estão foragidos

PM foi baleado nas costas, no tórax e na cabeça. Incosciente ele foi levado por uma ambulância do SAMU ao Pronto Socorro de Várzea Grande, mas morreu durante o atendimento médico.


DA REDAÇÃO
Divulgação PM
Clique para ampliar
Antes de se aposentar Gasparetto trabalhou no Palácio Paiaguás como integrante da equipe de segurança do ex-governador e atual senador Blairo Maggi (PR).
O policial militar aposentado, major Claudemir Gasparetto, foi morto com cinco tiros, no bairro Planalto Ipiranga, em Várzea Grande. O homicídio ocorreu nesta terça-feira (18), por volta das 20h.
Conforme informações do 4º Batalhão da Polícia Militar, a vítima estava chegando em casa em um VW Voyage, quando ao menos dois criminosos se aproximaram em um Ford Ecosporte de cor vermelha. "O carro dos bandidos 'emparelhou' no do policial. Com isso um dos criminosos sacou uma arma e atirou várias vezes no major, que não teve nem tempo de sacar sua pistola", explicou um policial.
Claudemir foi baleado nas costas, no tórax e na cabeça. Inconsciente ele foi levado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Pronto Socorro de Várzea Grande, mas morreu durante o atendimento médico.
O corpo dele vai ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser feito o exame de necropsia.
Várias guarnições estão fazendo rondas na região para tentar prender os criminosos, mas até o fechamento desta matéria eles ainda não haviam sido presos.
Antes de se aposentar Gasparetto trabalhou no Palácio Paiaguás como integrante da equipe de segurança do ex-governador e atual senador Blairo Maggi (PR). O major é pai do tenente Gasparetto lotado no 24º Batalhão da PM, no bairro São João Del Rey, em Cuiabá.
SUSPEITA DE ACERTO DE CONTAS
A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) da capital investiga o caso. Conforme um investigador da Polícia Civil, a hipótese de um acerto de contas não é descartada.
Já que no dia 12 de fevereiro de 2011, Claudemir reagiu a uma tentativa de assalto na casa dele, localizada no bairro Cohab Canelas, em Várzea Grande. Na ocasião o militar matou um dos ladrões.
Os bandidos estavam em uma moto Honda Titan e invadiram a casa do militar na madrugada. A filha do policial, Naiane Domingos Gasparetto foi rendida pelos assaltantes. Com o barulho Claudemir acordou e surpreendeu os bandidos, entrando em luta corporal com eles.
Na briga o major atirou e matou o jovem Djon Robert Luna Carvalho. Já Jailto Oliveira de Arruda foi atigido na perna e conseguiu fugir, mas acabou preso a poucos metros da residência.
FEVEREIRO VERMELHO
Com esse homicídio a grande Cuiabá já registrou 18 assassinatos. Seis deles ocorreram em Várzea Grande. Em janeiro as duas cidades tiveram 16 homicídios cada. De acordo informações da DHPP, a maioria das vítimas foi morta em bairros periféricos e estavam envolvidas com a criminalidade.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

A CRUCIFICAÇÃO DE UM LIDER E A MARGINALIZAÇÃO DA LUTA CLASSISTA EM GOIÁS



Sabe o que acontece ? Quem deveria representar as categorias que estão na frente de nossas entidades representativas, muitos se renderam aos caprichos do governo em seus escambos e quiprocós cada um com suas migalhas o interesse de muitos são meramente pessoais e quem resolve colocar a mão na massa são apedrejados dentro da própria caserna, pelo simples fato Os verdadeiros Guerreiros da Luta classista se distoam da maioria eles não comem na mão do executivo , não aceitam negociatas não acumulam cargos remunerados e nem tem indicações para parentes em vagas arranjadas sem qualificação ou concurso publico...Esse é o diferencial de quem luta por conquista a uma coletividade ingrata. Os que aplaudiam Jesus na entrada triunfal em Jerusalém, duas semanas depois Gritavam Viva o Rei dos Judeus e diziam mais se tu és filho de Deus Salva a ti e a nós também. Parabéns Major Araujo por ousar lutar insistentemente por conquista a uma classe onde muitos não sabem reconhecer o valor real de quem briga por conquista ,onde o desinteresse político e a descrença vem acumulado com a falta de fé e inveja. Quem realmente merece o descrédito por não cumprir nem respeitar leis vigentes não nos dar o que nos é de direito como reajuste digno que é a função do executivo é o próprio executivo com seus assessores que fustigam a categoria subalterna de servidores impondo significativas métas remuneradas com uma projeção ou quem sabe uma assunção ao cobiçado primeiro escalão de uma secretaria pomposa e suas regalias. Que digam os algozes e feitores que tentam marginalizar a luta classista em nosso estado" SALVE BARRABÁS CRUCIFIQUEM O CRISTO"

Polícia prende suspeitos de executar adolescente e divulga vídeo do crime O homicídio aconteceu em agosto do ano passado em Águas Lindas de Goiás

Polícia prende suspeitos de executar adolescente e divulga vídeo do crime

O homicídio aconteceu em agosto do ano passado em Águas Lindas de Goiás
Do R7, com TV Record
Atirador se aproxima pelas costas da vítima e atira várias vezes na cabeça Reprodução TV Record
A Polícia Civil de Águas Lindas de Goiás, região do Entorno do DF, prendeu dois homens acusados de executar, em plena luz do dia, um adolescente de 17 anos no meio da rua. O crime aconteceu em agosto do ano passado, mas após investigações a polícia encontrou imagens de um circuito interno que registrou toda a cena do crime.  
A vítima caminhava tranquilamente na rua quando um homem se aproximou e atirou pelas costas. A vítima caiu no chão e o atirar se aproximou e disparou várias vezes na cabeça do menor que já estava morto. Não satisfeito, o atirador chutou a cabeça do garoto e arrancou a camiseta que ele vestia. Toda a cena foi vista por várias pessoas que estavam na rua. 
Segundo o delegado Fernando Gama, os acusados são conhecidos pela crueldade com que executam seus rivais do tráfico. Em outro homicídio cometido pelos presos, eles arrancaram a cabeça da vítima e só devolveram 15 dias depois. 

A análise das imagens identificou pelo menos quatro suspeitos de cometer o crime. Dois ainda estão foragidos e a polícia trabalha na identificação deles.

  FONTE R7

Juiz ironiza demora do CNJ em aprovar volta dele ao trabalho e posta fotos na praia

Juiz ironiza demora do CNJ em aprovar volta dele ao trabalho e posta fotos na praia

Marcelo Cesca, que ganha o salário de R$ 22 mil, se mostrou indignado com a situação
Da Redação
Atualizado em 17/02/2014 15:19:46
O juiz federal Marcelo Antonio Cesca, 33 anos, que atuava como substituto na 2ª Vara Federal do Distrito Federal, está afastado do cargo desde novembro de 2011 após ter sofrido um surto psicótico. No último dia 13, ele postou fotos no Facebook, ironizando a demora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em aprovar a volta dele ao trabalho.

“Eu agradeço ao Conselho Nacional de Justiça por estar há 2 anos e 3 meses recebendo salário integral sem trabalhar, por ter 106 dias de férias mais 60 dias pra tirar a partir de 23/03/14, e por comemorar e bebemorar tudo isso numa quinta-feira à tarde ao lado de minha amada gata de 19 anos! Longa vida ao CNJ e à Loman [Lei Orgânica da Magistratura Nacional]!”, escreveu o juiz em um das imagens.

Marcelo aparece nas fotografias em uma praia, ao lado da namorada. Ele contou ao G1 que sofreu o surto após o médico dobrar a dose de antidepressivo que ele tomava por conta de um tratamento contra estresse pós-traumático.
Juiz afastado publicou fotos ao lado da namorada, na praia

O juiz, que ganha o salário de R$ 22 mil, se mostrou indignado com a situação. "Isso é um absurdo e me afeta por vários motivos. Primeiro, não posso legalmente exercer outra profissão. Segundo, sem trabalhar, minha saúde piora, porque afeta minha autoestima. Terceiro, não posso me promover na carreira. Quarto, falta juiz, sobram processos e eu aqui olhando para o teto”, afirmou ao G1.

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM