ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

segunda-feira, 31 de março de 2014

Relato de um PM carioca


Relato de um PM carioca Tenho 29 anos, estou há 5 na Policia Militar, minha turma foi uma das primeiras turmas das UPPs, eu vi o projeto nascer.
Já trabalhei, nos Morros: Macaco, Fallet, Fogueteiro, Providência, Vila Cruzeiro, Nova Brasília, e atualmente estou no Complexo do Alemão, tudo o que você vê na TV, eu vivo de verdade a 5 anos. Sei mais do que a GLOBO e do que a ONU sobre a UPP.
Já prendi muito bandido, já salvei muitas vidas, já tirei muitas drogas das ruas...
Ganhei elogios, reconhecimento dos amigos, mas nada disso importa, pois o que vende Jornal são nossos erros.
Um dia vou errar, pois sou humano, pode ser um tiro errado, uma ocorrência mal sucedida, ou um Salvamento que não deu certo.
Ai sim você saberá quem sou eu, mas não pelos 5 anos de Bons serviços Prestados, mas sim por um erro de fração de segundos.

Parabéns pra vc que nunca corrigiu uma questão errada professor.. pra você mecânico que nunca condenou a peça errada...
pra você médico que nunca deu diagnóstico errado...
pra você Jornalista que nunca errou uma palavra ao vivo...
parabéns a todos vocês, pois vocês têm sorte de terem várias chances...
Pois aqui no meu trabalho, eu sou super treinado, ganho uma fortuna, não tenho Stress, sobra tempo pra estar com a família, durmo bem todos os dias, minhas condições de trabalho são perfeitas, o povo da Comunidade me adora, então por todos esses Motivos não posso errar.

CHOQUE RECUPERA MOTO ROUBADA E PRENDE MAIS UM POR RECEPTAÇÃO.

CHOQUE RECUPERA MOTO ROUBADA E PRENDE MAIS UM POR RECEPTAÇÃO.

Na tarde do dia 29 de março de 2014 a equipe do CHOQUE 100 Comandada pelo 3º sargento Braga e auxiliado pelo soldado Lindomar, soldado Santana e soldado Martins, deslocavam pela BR-040, KM 010 quando avistaram dois indivíduos em uma motocicleta que demostraram bastante nervosismo com a aproximação da equipe de CHOQUE.

Considerando a situação de suspeição a equipe de decidiram por proceder abordagem policial. Durante a identificação pessoal constatou-se que o garupa responde pelos crimes dos artigos 157 e 180 do Código Penal Brasileiro (roubo e receptação respectivamente).

Ao consultar a situação da motocicleta, constatou-se ainda, restrição de roubo. Diante dos fatos, a motocicleta juntamente com os abordados foram apresentados a autoridade policial de plantão, onde o condutor foi autuado em flagrante pelo crime de receptação.

Disque-denúncia: (61) 3623-3477
WhatsApp: (61) 9916-7371
Skype: COPOM5CRPM
https://www.facebook.com/COPOM.ENTORNO.DO.DF?fref=ts
http://twitter.com/COPOM_05CRPM

ATENÇÃO VOCÊ QUE TEVE VEICULO FURTADO NA REGIÃO DE BRASILIA E ENTORNO VEJA A RELAÇÃO DE VEICULOS RECUPERADOS PELA POLICIA MILITAR NESSE FINAL DE SEMANA***

VEÍCULOS RECUPERADOS PELA POLICIA MILITAR DO ENTORNO SUL DURANTE ESTE FINAL DE SEMANA:
Ford Fiesta Branco JGI 9170 DF
Honda CG Titan Vermelha JIN 5271 DF
GM Omega Vermelho FHP 8000 PI
GM Celta Preto JJF 0730 DF
Honda Biz Verde KEO 8144 GO

 Fiat Uno Branco CYR 8622 DF
Honda Biz Verde JJO 2859 DF
VW Gol Vermelho JEH 7994 DF
Hiundai HB 20 Branco ONX 1397 GO
VW Voyage Branco ONK 7194 GO
Fiesta Sedan Prata NFM 8155 DF
Fiat Palio Verde JIF 5484 DF
Honda Cg Titan Vermelha KUN 9778

Atendimento de Emergência: 190
Disque-denúncia: (61) 3623-3477
WhatsApp: (61) 9916-7371
Skype: COPOM5CRPM
Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/COPOM_05CRPM


EM CIDADE OCIDENTAL POLICIAIS APREENDEM ARMA DE FOGO E RECUPERAM MAIS UM VEICULO ROUBADO

EM CIDADE OCIDENTAL POLICIAIS APREENDEM ARMA DE FOGO E RECUPERAM MAIS UM VEICULO ROUBADO Foto de Copom Entornododf.Foto de Copom Entornododf.
A viatura 5575 composta pelo Soldado Hemerson e o Soldado SV Alan estavam em patrulhamento pelo bairro Jardim ABC quando avistaram o GM Omega vermelho conduzido pelo menor infrator D. M. R. S (16 anos) que ao visualizar a viatura policial tentou sair rapidamente da via, vindo a entrar na contra mão da direção.

Os policiais realizaram abordagem ao condutor e realizaram vistoria veicular no interior do veículo, momento em que foi localizado um Revolver calibre 38 com 05 munições. Foi constatado também junto ao COPOM que o veículo havia sido roubado no dia anterior e com o menor infrator ainda foi localizado no seu bolso a carteira da vítima (proprietário do veículo roubado) com documentos e folhas de cheque assinadas.

O menor infrator foi encaminhado ao CIOPS onde ainda foi constatado que contra ele constava em aberto um mandado de apreensão. Foi lavrado um BOC por receptação e Porte Ilegal de Arma de Fogo, ficando o menor infrator a disposição da autoridade judiciária.

Disque-denúncia: (61) 3623-3477
WhatsApp: (61) 9916-7371
Skype: COPOM5CRPM
Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/COPOM_05CRPM



NOVO GAMA - INDIVIDUO É PRESO EM FLAGRANTE COM ARMA DE FABRICAÇÃO CASEIRA.

NOVO GAMA - INDIVIDUO É PRESO EM FLAGRANTE COM ARMA DE FABRICAÇÃO CASEIRA. Foto de Copom Entornododf.Foto de Copom Entornododf.
No domingo (30), por volta das 11:00, a equipe do 19º-BPM composta pelo SD Pitter e SD Rhudsom apreendeu uma arma de fogo de fabricação caseira, no bairro Lunabel III, na cidade de Novo Gama.

A equipe realizava patrulhamento de rotina, quando avistou um individuo em atitude suspeita com um objeto na mão. Ao abordá-lo, foi constatado que o acusado estava com uma arma de fogo de fabricação caseira, de calibre 12. A arma estava municiada com uma munição e pronta para uso.

Diante dos fatos , o acusado foi encaminhado para o CIOPS/Lunabel, onde foi lavrado o flagrante por porte ilegal de arma de fogo

Disque-denúncia: (61) 3623-3477
WhatsApp: (61) 9916-7371
Skype: COPOM5CRPM
Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/COPOM_05CRPM

Política cidadã baseada em princípios e valores 61

Política cidadã baseada em princípios e valores

61

Avanços significativos foram feitos no processo democrático no Brasil desde o fim do regime militar. Desde então houve regularidade de eleições diretas, de funcionamento do Poder Legislativo e de alternância de poder. No entanto, persistem características atávicas do comportamento político de alguns grupos sociais. No processo decisório atual, o presidente eleito se isola junto a poucos líderes partidários  e aliados políticos, no chamado “presidencialismo de coalizão”, que deixa a sociedade distante, desinformada, sem voz, nem oportunidade de intervir no processo político.

Um sistema pouco transparente, que não valoriza o mérito, que se mantém desconectado do interesse público e que impede que o presidente eleito leve adiante o programa para o qual obteve o mandato. Desse processo derivam escândalos como o mensalão e aqueles vinculados à emenda da reeleição.  É preciso uma nova prática no modo de fazer política.

a.   Ação com base em valores e princípios:
  • Austeridade e absoluta seriedade no uso dos recursos públicos; criatividade e ousadia para ir além do possível. O dinheiro público é sagrado. 
  • Equilíbrio e harmonia para convergir na diversidade.
  • Visão de processo, firmeza e competência para garantir eficiência, eficácia e efetividade no atendimento ao interesse público.
  • Responsabilidade, como valor principal da sustentabilidade.
  • Expansão das liberdades democráticas, principal valor do desenvolvimento.
  • Solidariedade, fraternidade, emancipação e autonomia, como valores centrais da democracia.
  • Diálogo, como prática em todas as instâncias de reflexão, decisão e execução das ações voltadas ao bem comum.

b.  Controle social da gestão pública Promover o debate informado sobre as políticas públicas com a sociedade brasileira, criando, fortalecendo e ampliando o acesso aos mecanismos de controle social em todos os âmbitos do poder público.

c.   Aprofundar a participação democrática Fazer da participação e envolvimento da sociedade o pilar de sustentação do governo, inclusive para superar as pressões fisiológicas. Fortalecer os diversos espaços existentes de participação social (tanto no âmbito da sociedade como no da gestão pública), reconhecendo-os e integrando-os à formulação e avaliação de políticas públicas. Fazer do processo de participação uma oportunidade de desenvolvimento da consciência política e dos valores democráticos.

d.  Transparência e livre acesso à informação Mais do que abrir as informações sobre os gastos, é preciso dar transparência aos critérios para definição de prioridades de investimento e possibilitar à sociedade o acesso aos dados por meio de protocolos abertos.

e.   Intolerância com a corrupção Promover ampla, contínua e irrestrita ação de combate à corrupção e mau uso dos recursos públicos em todos os níveis da administração. Recursos públicos devem ser tratados como recursos sagrados.

f.  Trabalhar com base em metas e indicadores Todos os setores de atuação da administração devem se pautar por conjunto de metas e indicadores que orientarão e permitirão avaliar o alcance e resultado de suas ações.

 g.   Profissionalização na administração pública Manter ações permanentes para que a administração disponha de gestores e analistas treinados e capacitados para planejar, implementar e monitorar políticas públicas. Reduzir drasticamente o número de cargos comissionados ocupados por quem não é servidor público. Fortalecer o sistema de regulação no Brasil, em especial o papel das agências reguladoras.

h.  Novo Pacto Federativo – Estabelecer, em todos os níveis, políticas públicas que assegurem a efetivação do pacto federativo esperado pelos pilares que sustentam a constituição federal, de forma que se promova o desenvolvimento dos estados nas regiões mais desfavorecidas e o municipalismo com responsabilidade, garantindo que os recursos disponíveis sejam compatíveis com as responsabilidades outorgadas e assumidas pelos entes federados e que estes, por sua vez, organizem suas demandas compatibilizando vocações culturais e naturais e efetivem sua autonomia para incrementar suas receitas com responsabilidade e participação social, seja por conselhos locais, seja pelo empreendedorismo socioambiental.

 i.   Novos padrões de produção para estimular o consumo responsável – Estimular padrões sustentáveis de produção, envolvendo empresas, governos e consumidores. Promover amplamente a prática dos 7Rs do consumo responsável: respeitar, responsabilizar,  repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar. Garantir a defesa dos direitos do consumidor em todas as instâncias para equilibrar a necessidade de consumo das pessoas e a preservação dos recursos naturais do planeta, com especial atenção para o acesso à informação que viabilize escolhas diferentes e que traduzam novos hábitos mais saudáveis para cada um e para o planeta como um todo.
Promover incentivos governamentais para estimular setores produtivos a ampliarem a oferta de produtos mais duráveis, reaproveitáveis, menos tóxicos e a custo acessível a toda a população. Promover ações e estímulos para envolver os municípios com a universalização da coleta seletiva e a reciclagem.  Estimular o aumento da oferta de energia renovável produzida a partir de fontes de geração diversificadas como energia solar, eólica, a partir de resíduos renováveis 
.http://www.minhamarina.org.br/diretrizes_governo/governo/Politica-principios-valoresv2.php

a. É com grande pesar que informou a todos q foi morto ontem com alguns tiros na cabeça o ratão esse pobre elemento vitima da sociedade e irmão desse outro galeguinho menor de idade q foi autor de um roubo do fusion de um PM no recanto na quarta e preso por uma guarnição do oitavo batalhão e na semana seguinte autor de rouba e tentativa de homicídio a outro PM em samambaia... O ratão é esse de camisa azul.. Venho relatar pois fiquei muito indignado quando a justiça o soltou e o mesmo ostentou ser vitima de vários tiros e ter o corpo blindado... Bandido bom é morto ou solto pela justiça pra q seja morto kkkkkkkk adeus ratão volte ao seu esgoto eo galego É com grande pesar que informou a todos q foi morto ontem com alguns tiros na cabeça o ratão esse pobre elemento vitima da sociedade e irmão desse outro galeguinho menor de idade q foi autor de um roubo do fusion de um PM no recanto na quarta e preso por uma guarnição do oitavo batalhão e na semana seguinte autor de rouba e tentativa de homicídio a outro PM em samambaia...




a.

É com grande pesar que informou a todos q foi morto ontem com alguns tiros na cabeça o ratão esse pobre elemento vitima da sociedade e irmão desse outro galeguinho menor de idade q foi autor de um roubo do fusion de um PM no recanto na quarta e preso por uma guarnição do oitavo batalhão e na semana seguinte autor de rouba e tentativa de homicídio a outro PM em samambaia... O ratão é esse de camisa azul.. Venho relatar pois fiquei muito indignado quando a justiça o soltou e o mesmo ostentou ser vitima de vários tiros e ter o corpo blindado... Bandido bom é morto ou solto pela justiça pra q seja morto kkkkkkkk adeus ratão volte ao seu esgoto eo galego

O Mensageiro informa: COMERCIANTE ACABA DE SER ASSASSINADO NO SETOR FUMAL

O Mensageiro informa:
COMERCIANTE ACABA DE SER ASSASSINADO NO SETOR FUMAL

Raphael Fernandes com idade entre 25 e 30 anos saiu de casa parar visitar familiares. Não sabia que daí 5 minutos estaria morto.
O comerciante estacionou seu carro, um gol grafite e quando descia do carro apareceu um homem em um veículo HB20 branco e descarregou uma pistola contra o jovem. O homicídio aconteceu às 18h na rua João Gonçalves no Setor Fumal.
A polícia ainda não sabe a motivação do crime.

PRECISAMOS DE NOVOS LIDERES! OBRIGADO A TODOS AQUELES QUE ASSINARAM E COLABORARAM ATÉ O MOMENTO!! SOMOS DIFERENTES! A LUTA CONTINUA!!

PRECISAMOS DE NOVOS LIDERES! OBRIGADO A TODOS AQUELES QUE ASSINARAM E COLABORARAM ATÉ O MOMENTO!! SOMOS DIFERENTES! A LUTA CONTINUA!! ===========
CLICA AQUI E CURTE! QUE JUNTOS A GENTE MUDA O BRASIL! ===========
<<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>>
<<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>>
<<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>>
<<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>>
<<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>>
<<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>><<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>><<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>><<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>><<<<<<<<www.facebook.com/raulvieirapts>>>>>>>>

.
<<<<<<<>>>>>>>
‪#‎TaComRaulTaComMoral‬
O PRESIDENTE DO PTS GOIAS
Raul Vieira, apaixonado pelo Brasil, nasceu em Araçatuba-SP, é Filho de Rubens Vieira e Ana Barros. Sempre sofreu influencias do avô e Desembargador Moacir Vieira a seguir carreira no campo jurídico, mas ao contrário, hoje é Bacharel em Administração.
Logo, no Estado de São Paulo muda-se para Goiânia com sua família, onde ingressou na Universidade Alfredo Nasser em Aparecida de Goiânia e foi Presidente do Diretório Acadêmico da Instituição, DCE-UNIFAN.
Começou seu interesse pela politica, quando participava do movimento estudantil e campanhas eleitorais onde sempre se destacava por exercitar sua criatividade, liderança e disposição, estando sempre na frente das organizações.
Eram tempos bons, mas a necessidade de assumir uma postura que viesse abranger novas praticas politicas permanecia no seu cotidiano, decidiu então procurar agremiações partidárias que fossem de encontro com os interesses do povo e que tivesse o foco no social, dentre varias siglas, tive uma sintonia ampla pelos ideais do Partido da Transformação Social – PTS, partido ao qual escolhi findar-se. Estamos coletando assinaturas para formação de um partido que vai transformar o Brasil!

SGT ACIOLLY VISITA LIDERANÇAS CLASSISTA E PRÉ CANDIDATOS PARA O PLEITO DE 2014 NO ESTADO DE MATO GROSSO. DESDE JÁ AGRADEÇE O APOIO E CONVITE PARA UMA POSSIVEL CANDIDATURA PARA ESSE O PROXIMO PLEITO ...

Recebi a visita hoje do sgt Aciolly do estado de GOIAS,
Ex diretor Regional da ASSEGO NA REGIÃO DO ENTORNO SUL DO DF. Associação de GO, membro de luta salarial e outras melhorias a exemplo de nós aqui e pré candidato a deputado federal em GOIÁS, sempre nos acompanhando através das redes sociais e divulgando nossa luta salarial do 50% ao sub tenente atrelado ao soldo do coronel e outras lutas, este nos parabenizou pela luta e dizendo que os militares do BRASIL nos conhece ELIZEU NASCIMENTO e estão apoiando-o desde ja a uma possivel candidatura deste, caso este saia candidado a um cargo eletivo no estado de MT, eu acredito que muitos militares agradecemos o SGTAciolly de Melo pela sua luta e apoio e que se este vier a ser candidato a deputado em GOIAS desde já declaro a ele meu apoio, Sgt Aciolly é também um dos representantes da PEC NACIONAL AOS MILITARES, o também lider militar e deputado de outro estado Capitão Assunção declarou também apoio a nós caso saimos candidato e pediu através do Sgt Aciolly que nos desse os parabéns a nós praças militares pela luta salarial 50% ao sub tenente atrelado ao soldo do coronel que não veio nesta ocasião, más que só conquistaremos vitórias reais a nossa classe elegendo um representante que tenha luta comprovada em prol da classe, declarou ainda o capitão deputado ASSUNÇÃO que um grande movimento legal e referência em todo país foi o 50%, também já fizeram o convite a eu incorporar e representar os militares de MT na próxima reunião da PEC em Brasilia!

sábado, 29 de março de 2014

O QUE A BIBLIA DIZ SOBRE ARMAS***

Postei esse assunto pelo fato de que alguns irmãos ficarem escandalizados pelo fato de ter postado em minha pagina pessoal uma foto onde estava fardado e devidamente amparado pelas leis vigentes e com uma arma devidamente legalizada. A sugestão éra postar uma foto fardado e empunhando uma biblia. Mas minha ferramenta de trabalho cotidiano é uma arma e não a Biblia. Sou Policial Militar a mais de 20 anos ,sou grato a Deus pela honra e privilegio de poder servir e proteger Cidadãos pessoas cuja histórias chegam a nossas vidas em momentos de dificuldades e insegurança, Isso o faço com muito orgulho e imparcialidade .   
                   Ter o senso de justiça e primar por uma vida pia é a obrigação do Policial, pois a doutrina do Regulamento que tange o circulo não só militar tem um código único de conduta. Nosso juramento é dedicar inteiramente ao serviço policial militar, à manutenção da ordem pública e à segurança da comunidade, mesmo com o risco da própria vida.    Pessoas sem conhecimento das leis e da Biblia com mentes limitadas e bitoladas sem prévio conhecimento de causa.      Sou Membro de Igreja Evangélica temo a Deus tenho formação Cristã e convicção plena do que o Senhor Jesus Representa para a minha Vida .      Por onde tenho passado tenho procurado servir e proteger não o faço como apologia ao Crime e  não sou hipóclita   em  repassar aos meus leitores e amigos aquilo que não vivo .     Sou a favor da paz  da vida  e  defender a paz e a vida não quer dizer  que temos que banir as armas pelo o contrario se queremos a paz temos que estar sempre aptos para a guerra ...
O que pare Rm 13.1 - Toda pessoa esteja sujeita às autoridades superiores, pois não há autoridade que não venha de Deus; e as autoridades que há foram ordenadas por Deus.
Rm 13.2 - Por isso, quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus, e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.
2Tm 3.8 - E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.ce estar subentendido no argumento para o controle de armas é que a disponibilidade de armas causa o crime. Por extensão, a disponibilidade de qualquer coisa que possa ser usada como arma deve ser vista como uma causa de crime. Oque a Bíblia diz sobre esse ponto de vista?

É melhor que comecemos do início, ou pelo menos muito perto dele – em Gênesis 4. Neste capítulo, lemos sobre o primeiro assassinato. Caim ofereceu um sacrifício inaceitável e estava perturbado por Deus insistir que ele fizesse a coisa certa. Em outras palavras, Caim estava irritado por não poder fazer a sua própria vontade.

Caim estava mais engajado em matar seu irmão do que em andar corretamente com Deus. Não havia armas disponíveis, embora provavelmente houvessem facas. Mas, se foi uma faca ou uma pedra, a Bíblia não diz. O caso é que, o mal no coração de Caim foi a causa do assassinato, não a disponibilidade de armas mortais.

A resposta de Deus não foi banir as pedras ou as facas, ou o quer que fosse, mas, banir o assassino. Mais tarde (ver Gen. 9:5-6) Deus instituiu a pena capital, mas não disse sequer uma palavra sobre proibir armas.

A auto-defesa no Velho Testamento

Êxodo 22:2-3 nos diz: “Se um ladrão estiver roubando, e, sendo ferido, morrer, quem o feriu não será culpado de seu sangue. Se o sol houver raiado sobre ele, haverá culpa por seu sangue. Ele fará restituição total; se não tiver condições, então, será vendido por seu furto.”

Uma conclusão que podemos extrair daqui é que uma ameaça à nossa vida deve ser reprimida com força letal. Depois que “o sol houver raiado” parece referir-se a um julgamento diferente daquele permitido à noite. À noite é mais difícil discernir se o intruso é um ladrão ou um assassino. Além disso, a noite torna mais difícil a tarefa de defender-se e, ao mesmo tempo, evitar matar o ladrão. Durante o dia, seria melhor livrar-se do perigo, caso contrário, a defesa torna-se vingança, e esta é prerrogativa do magistrado.

Em Provérbios 25:26, nós lemos: “O homem justo que cede ao perverso é como uma fonte que foi turvada e poluída.” Certamente, cederíamos ao perverso se escolhêssemos estar desarmados e incapazes de resistir ao assaltante que pudesse ameaçar nossa vida. Em outras palavras, não temos o direito de abrir mão de nossa vida -- que é presente de Deus -- para o perverso. É um erro grave igualar a sociedade civilizada àqueles que se ocupam em assolá-la com maldade, ao invés de serem pessoas decentes.

Confiando em Deus

Outra pergunta que os Cristãos fazem é, “Ter uma arma não significa certa desconfiança sobre se Deus irá cuidar de nós?”

Realmente, Deus irá cuidar de nós. Ele nos disse também que se nós O amássemos, guardaríamos os Seus mandamentos (Jo. 14:15).

Os que confiam que Deus trabalha para que eles vivam, sabem que 1 Timóteo 5:8 nos diz: “Mas se alguém não provê para si próprio, e especialmente para os de sua casa, abandonou a fé e é pior do que um incrédulo.” Não trabalhar, e ainda esperar comer porque está “confiando em Deus” seria simplesmente estar tentando a Deus.

O rei Davi escreveu no Salmo 46:1 que “Deus é nosso refúgio e fortaleza, um grande socorro presente na angústia.” Isto não conflita com a oração ao Deus, “Que treina minhas mãos para a guerra e meus dedos para a batalha.” (Sl. 144:1).

A doutrina da Escritura é que nós nos preparamos e trabalhamos, mas deixamos o resultado com Deus.

Aqueles que confiam em Deus deveriam também fazer a provisão adequada para a sua própria defesa, assim como somos instruídos nas passagens citadas acima. Pois um homem que recuse suprir defesa adequada para si e sua família estará tentando a Deus.

Há um agravante com relação a adotar a posição do “eu não preciso me armar; Deus irá me proteger.”

Em um certo ponto, quando Satanás estava tentando a Jesus no deserto, ele desafiou Jesus a jogar-se de cima do templo. Satanás presumiu que os anjos de Deus poderiam protegê-Lo. Jesus respondeu: “Novamente está escrito, ‘Não tentarás ao Senhor teu Deus'” (Mt. 4:7)

Pode parecer piedoso dizer que confia em Deus para proteção – e todos nós devemos confiar – mas tentamos a Deus se não nos submetemos ao padrão que Ele nos deixou na Bíblia.

O Dever do Governo Civil

A Bíblia registra o primeiro assassinato em Gênesis 4 quando Caim matou seu irmão Abel. A resposta de Deus não foi registrar as rochas ou listar aqueles que possuíam um arado, ou o que quer que Caim tenha usado para matar seu irmão. Ao invés disso, Deus tratou com o criminoso. Desde Noé, a pena para o assassinato tem sido a morte.

Vemos a recusa em se aceitar os princípios que Deus nos deu lá no começinho de tudo. Hoje vemos crescer a aceitação da idéia de que controlar o arsenal de armas disponíveis aos criminosos irá diminuir o crime, enquanto raramente devemos executar aqueles que são culpados de assassinato.

Em Mateus 15 (e em Marcos 7), Cristo também acusou os lideres religiosos de seu tempo de se oporem à execução daqueles jovens rebeldes que eram merecedores de morte. Eles haviam substituído os mandamentos de Deus com suas próprias tradições. Deus nunca esteve interessado em controlar os meios de violência. O que Ele sempre fez foi punir e, quando possível, restaurar (seja por restituição e excomunhão) o transgressor. O controle de indivíduos deve ser deixado a seu auto-governo. A punição dos indivíduos pelo governo civil deve ser feita quando acontece algo de errado com esse auto-governo.

Em nenhuma parte da Bíblia Deus deixa brecha para tratar dos instrumentos de crime. Ele sempre foca nas conseqüências que um indivíduo terá de arcar para suas ações. O céu e o inferno só dizem respeito às pessoas, não às coisas. A responsabilidade pertence somente às pessoas, não às coisas. Se esse princípio, que está profundamente arraigado na lei comum, permanecesse ainda hoje, os legisladores contra os fabricantes de armas deveriam banir somente os produtos que funcionassem mal.
Bênçãos e Maldições Nacionais



O Antigo Testamento também nos fala bastante sobre o relacionamento positivo entre a retidão, que exalta a nação, e a auto-defesa. Deixando claro que em tempos de rebelião nacional contra o Senhor Deus, as leis da nação irão refletir a degradação espiritual do povo e o resultado é a rejeição da lei de Deus, a soberba dos oficiais, o desarmamento, e opressão.

Por exemplo, o povo de Israel foi oprimido durante o tempo da lei dos juízes. Isto ocorreu em qualquer tempo em que o povo apostatou. Juízes 5:8 nos fala que, “Escolheram-se deuses novos; então, a guerra estava às portas; não se via escudo nem lança entre quarenta mil em Israel.”

Considere Israel sob Saul: O primeiro livro de Samuel fala da mudança de rumo de Israel para com Deus. O povo não queria ser governado por Deus; eles queriam ser regidos por um rei como os pagãos, as nações odiadas por Deus em derredor. Samuel advertiu o povo que se eles persistissem em pôr um rei sobre seus ombros e de suas famílias, a decisão recairia sobre eles. Incluindo naquela decisão o levantamento de um exército profissional composto por seus filhos e filhas para as agressivas guerras (1 Sam. 8:11).

Essa decisão não é desconhecida nos Estados Unidos. Tudo aquilo que Samuel advertiu ao povo, Saul realizou. Sua reunião de um exército armado foi repetida nos Estados Unidos, e não só em termos de forças armadas, mas também com os 650.000 oficiais de polícia contínuos para todos os níveis do governo civil.

Saul era o rei que israelitas pediram e tiveram. Ele era bonito aos olhos do mundo, mas um desastre aos olhos do Senhor. Saul não confiou em Deus. Ele se rebelou contra a forma de sacrifício do Senhor. Saul pôs a si mesmo acima de Deus. Ele era impaciente. Ele recusou esperar por Samuel porque o modo de Deus estava sendo um tanto demorado. Saul foi adiante e executou ele mesmo o sacrifício, violando assim os mandamentos de Deus (e, incidentalmente, violando também a separação que Deus ordenou entre os deveres da igreja e do estado!).

Assim Saul perdeu sei reinado. E, foi sobre ele que os Filisteus puderam derrotar os Judeus e escravizá-los. Quão grande foi a escravidão exercida pelo Filisteus: “Ora, não se encontrava nem um ferreiro em toda a terra de Israel: pois os Filisteus disseram, ‘Para que os Hebreus não façam espadas ou lanças.' Mas todos os israelitas tinham de descer aos filisteus para amolar a relha do seu arado, e a sua enxada, e o seu machado, e a sua foice.... Sucedeu que no dia da batalha, não se achou nem espada, nem lança na mão de nenhum do povo que estava com Saul e com Jônatas...” (1 Sam. 13:19-20, 22-23).

Hoje, os mesmos objetivos dos Filisteus seriam realizados por um opressor que banisse as armas da terra. A espada de hoje é a pistola, o rifle, ou a espingarda. O controle de espadas dos Filisteus é hoje o controle de armas daqueles governos civis que não permitem que seus cidadãos tenham armas.

É importante entender que o que aconteceu aos judeus no tempo de Saul não foi inesperado de acordo com as sanções proferidas por Deus em Levítico 26 e Deuteronômio 28. Nos primeiros versos daqueles capítulos, bênçãos são prometidas à nação que seguirem as leis de Deus. Nas últimas partes daqueles capítulos, as maldições são pronunciadas para uma nação que venha a ser julgada por sua rebelião para com Deus. Deuteronômio 28:47-48 nos ajuda a entender a razão para a opressão de Israel pelos Filisteus durante o reinado de Saul:

Porque não serviste ao Senhor, teu Deus, com alegria e bondade de coração, não obstante a abundância de tudo. Assim, com fome, com sede, com nudez e com falta de tudo, servirás aos inimigos que o Senhor enviará contra ti; sobre o teu pescoço porá um jugo de ferro, até que te haja destruído.

A Bíblia fornece exemplo de bênçãos de Deus sobre Israel por sua fidelidade. Essas bênçãos incluem uma forte defesa nacional acoplada à paz. Um claro exemplo ocorreu durante o reino de Josafá. 2 Crônicas 17 fala de como Josafá conduziu Israel à fidelidade a Deus que incluía uma forte defesa nacional. O resultado: “E o temor do Senhor sobre todos os reinos da terra que estavam ao redor de Judá, de modo que não fizeram guerra contra Josafá” (2 Cr. 17:10).

O exército Israelita era um exército de milícia (Num 1:3ff.) que ia para a batalha com cada homem carregando sua própria arma – do tempo de Moisés, passando pelos Juízes, e além. Quando ameaçados pelos Midianitas, por exemplo, “Moisés falou ao povo dizendo, ‘Armai alguns de vós para a guerra, e que saiam contra os midianitas, para fazerem a vingança do Senhor contra eles'” (Num 31:3). Outra vez, demonstra-se a herança bíblica de carregar e portar armas, durante o tempo de Davi no deserto escondendo-se de Saul, “Davi disse a seus homens, ‘Cada homem cinja sua espada.' Então cada homem cingiu a sua espada, e Davi também a sua” (1 Sm. 25:13).

Finalmente, considere Neemias e aqueles que reconstruíram os portões e os muros de Jerusalém. Eles eram tanto construtores quanto defensores, cada homem – casa servo – armou-se com sua espada:

Os carregadores, que por si mesmos tomavam as cargas, cada um com uma das mãos fazia a obra e com a outra segurava a arma. Os edificadores, cada um trazia a sua espada à cinta, e assim edificavam (Ne. 4:17-18).



Conclusão



A sabedoria dos que fizeram a Constituição [Americana] é consistente com as lições da Bíblia. Os instrumentos de defesa devem estar espalhados por toda a nação, não concentrados nas mãos do governo central. Em um bom país, cada homem age corretamente por meio do Espírito Santo que trabalha nele. Não há razão para o governo civil querem o monopólio da força; o governo civil que deseja tal monopólio é um perigo à vida, liberdade, e propriedade de seus cidadãos.

A simples suposição de que pode ser perigoso que as pessoas carreguem armas é usada para justificar o monopólio da força por parte do governo. A noção de que não se pode confiar que as pessoas mantenham suas próprias armas nos mostra que, como o tempo de Salomão, não só para os muito ricos, é também um tempo perigoso para as pessoas simples. Se Cristo não for nosso Rei, nós teremos um ditador a governar sobre nós, justamente como advertiu Samuel.

Para aqueles que pensam que Deus tratou Israel de maneira diferente da que irá nos tratar hoje, por favor considere o que Deus disse ao profeta Malaquias: “Pois eu sou o Senhor, eu não mudo...” (Mal. 3:6).


---

Larry Pratt é diretor executivo da Gun Owners of America (com 150.000 membros), foi eleito Oficial na legislatura estadual da Virgínia, e é presbítero na Igreja Presbiteriana na América.

http://www.monergismo.com/textos/etica_crista/controle_armas_pratt.htm

Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal é perfeito, e poderoso para também refrear todo o corpo. 3 Ora, nós pomos freio nas bocas dos cavalos, para que nos obedeçam; e conseguimos dirigir todo o seu corpo.


Tiago
1 Meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo.
2 Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal é perfeito, e poderoso para também refrear todo o corpo.
3 Ora, nós pomos freio nas bocas dos cavalos, para que nos obedeçam; e conseguimos dirigir todo o seu corpo.
4 Vede também as naus que, sendo tão grandes, e levadas de impetuosos ventos, se viram com um bem pequeno leme para onde quer a vontade daquele que as governa.
5 Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia.
6 A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno.
7 Porque toda a natureza, tanto de bestas feras como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se amansa e foi domada pela natureza humana;
8 Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal.
9 Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
10 De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim.
11 Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa?
12 Meus irmãos, pode também a figueira produzir azeitonas, ou a videira figos? Assim tampouco pode uma fonte dar água salgada e doce.
13 Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria.
14 Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade.
15 Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica.
16 Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa.
17 Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia.
18 Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Negado recurso a homem com idade superior à permitida para participar de certame da PM Notícias do TJGO Negado recurso a homem com idade superior à permitida para participar de certame da PM Por unanimidade de votos, a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) negou pedido de Alessandro Barbosa Adorno para que fosse deferida sua matrícula no curso de formação de soldados voluntários da Polícia Militar do Estado de Goiás, mesmo tendo idade superior à máxima permitida. A relatoria do processo foi da desembargadora Maria das Graças Carneiro Requi (foto). Alessandro se inscreveu na seleção de candidatos ao Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (Simve) 2013 e foi aprovado nas fases de prova objetiva, teste de aptidão física, avaliação médica e psicólogica, investigação de vida e na fase de títulos. Entretanto, após a convocação para o curso de formação, teve sua matrícula indeferida por não preencher o requisito de ter idade mínima de 19 anos e máxima de 27, pois ele possui 33 anos. Insatisfeito, Alessandro impetrou mandado de segurança contra o Comando Geral da Polícia Militar para que possa se matricular no curso. Ele alegou que obteve excelentes classificações em todas as fases, ficando em 2ª posição no quadro geral. Sustentou, também, que a organização do certame autorizou sua participação nas etapas anteriores e, somente agora, impediu sua continuidade no certame. Segundo Alessandro, com a homologação final do certame, foram aprovados 628 candidatos, incluindo ele, sendo que foram oferecidas 900 vagas, havendo 272 vagas remanescentes. O Estado pontuou que servidores públicos militares estão sujeitos a limite de idade para ingresso no cargo por imposição excepcional, como no caso, e que Alessandro tinha ciência de que não preenchia o requisito traçado no edital. A magistrada observou que a idade de Alessandro está acima do limite de idade imposto no edital, que deve ser observado desde a inscrição até a finalização do certame. Ela asseverou que, nesse caso, não vê o direito líquido e certo do candidato, que tinha ciência do que era exigido. Para Maria das Graças, o cargo de soldado voluntário da Polícia Militar exige que o candidato possua qualidades específicas, próprias e indispensáveis ao desempenho da função e, para ela, é claro que um dos requisitos para o ingresso a idade máxima de 27 anos. A ementa recebeu a seguinte redação: "Mandado de Segurança. Concurso Público. Serviço de interesse militar voluntário estadual – SIMVE/2013. Curso de formação de soldados voluntários. Idade. Limite máximo. Natureza do cargo. Possibilidade. Previsão legal e editalícia. I. Os Tribunais Superiores firmaram entendimento no sentido de que o limite de idade imposto para inscrição em concurso público somente se justifica pela natureza das atribuições do cargo a ser preenchido. Inteligência da Súmula nº 683 do excelso Supremo Tribunal Federal. II- No caso, o limite de idade imposto pelo legislador estadual (art. 5º, I, da Lei estadual nº 17.882/2012), refere-se à natureza do cargo de soldado voluntário da Polícia Militar que exige que o candidato possua qualidades específicas, próprias e indispensáveis ao bom desempenho da função. III- Um dos requisitos para ingresso no Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (SIMVE/2013), é a idade máxima de 27 (vinte e sete) anos. O Impetrante tinha ciência da exigência editalícia desde a inscrição no referido processo seletivo, razão pela qual não há que se falar em direito líquido e certo a justificar a impetração do mandado de segurança. Segurança denegada." (Texto: Brunna Ferro - estagiária do Centro de Comunicação Social do TJGO) Por unanimidade de votos, a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) negou pedido de Alessandro Barbosa Adorno para que fosse deferida sua matrícula no curso de formação de soldados voluntários da Polícia Militar do Estado de Goiás, mesmo tendo idade superior à máxima permitida. A relatoria do processo foi da desembargadora Maria das Graças Carneiro Requi

Negado recurso a homem com idade superior à permitida para participar de certame da PM
Notícias do TJGO
Negado recurso a homem com idade superior à permitida para participar de certame da PM
Por unanimidade de votos, a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) negou pedido de Alessandro Barbosa Adorno para que fosse deferida sua matrícula no curso de formação de soldados voluntários da Polícia Militar do Estado de Goiás, mesmo tendo idade superior à máxima permitida. A relatoria do processo foi da desembargadora Maria das Graças Carneiro Requi (foto). Alessandro se inscreveu na seleção de candidatos ao Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (Simve) 2013 e foi aprovado nas fases de prova objetiva, teste de aptidão física, avaliação médica e psicólogica, investigação de vida e na fase de títulos.

Entretanto, após a convocação para o curso de formação, teve sua matrícula indeferida por não preencher o requisito de ter idade mínima de 19 anos e máxima de 27, pois ele possui 33 anos. Insatisfeito, Alessandro impetrou mandado de segurança contra o Comando Geral da Polícia Militar para que possa se matricular no curso. Ele alegou que obteve excelentes classificações em todas as fases, ficando em 2ª posição no quadro geral. Sustentou, também, que a organização do certame autorizou sua participação nas etapas anteriores e, somente agora, impediu sua continuidade no certame.

Segundo Alessandro, com a homologação final do certame, foram aprovados 628 candidatos, incluindo ele, sendo que foram oferecidas 900 vagas, havendo 272 vagas remanescentes. O Estado pontuou que servidores públicos militares estão sujeitos a limite de idade para ingresso no cargo por imposição excepcional, como no caso, e que Alessandro tinha ciência de que não preenchia o requisito traçado no edital.

A magistrada observou que a idade de Alessandro está acima do limite de idade imposto no edital, que deve ser observado desde a inscrição até a finalização do certame. Ela asseverou que, nesse caso, não vê o direito líquido e certo do candidato, que tinha ciência do que era exigido. Para Maria das Graças, o cargo de soldado voluntário da Polícia Militar exige que o candidato possua qualidades específicas, próprias e indispensáveis ao desempenho da função e, para ela, é claro que um dos requisitos para o ingresso a idade máxima de 27 anos.

A ementa recebeu a seguinte redação: "Mandado de Segurança. Concurso Público. Serviço de interesse militar voluntário estadual – SIMVE/2013. Curso de formação de soldados voluntários. Idade. Limite máximo. Natureza do cargo. Possibilidade. Previsão legal e editalícia. I. Os Tribunais Superiores firmaram entendimento no sentido de que o limite de idade imposto para inscrição em concurso público somente se justifica pela natureza das atribuições do cargo a ser preenchido. Inteligência da Súmula nº 683 do excelso Supremo Tribunal Federal. II- No caso, o limite de idade imposto pelo legislador estadual (art. 5º, I, da Lei estadual nº 17.882/2012), refere-se à natureza do cargo de soldado voluntário da Polícia Militar que exige que o candidato possua  qualidades específicas, próprias e indispensáveis ao bom desempenho da função. III- Um dos requisitos para ingresso no Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (SIMVE/2013), é a idade máxima de 27 (vinte e sete) anos. O Impetrante tinha ciência da exigência editalícia desde a inscrição no referido processo seletivo, razão pela qual não há que se falar em direito líquido e certo a justificar a impetração do mandado de segurança. Segurança denegada." (Texto: Brunna Ferro - estagiária do Centro de Comunicação Social do TJGO)
Por unanimidade de votos, a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) negou pedido de Alessandro Barbosa Adorno para que fosse deferida sua matrícula no curso de formação de soldados voluntários da Polícia Militar do Estado de Goiás, mesmo tendo idade superior à máxima permitida. A relatoria do processo foi da desembargadora Maria das Graças Carneiro Requi (foto). Alessandro se inscreveu na seleção de candidatos ao Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (Simve) 2013 e foi aprovado nas fases de prova objetiva, teste de aptidão física, avaliação médica e psicólogica, investigação de vida e na fase de títulos.
Entretanto, após a convocação para o curso de formação, teve sua matrícula indeferida por não preencher o requisito de ter idade mínima de 19 anos e máxima de 27, pois ele possui 33 anos. Insatisfeito, Alessandro impetrou mandado de segurança contra o Comando Geral da Polícia Militar para que possa se matricular no curso. Ele alegou que obteve excelentes classificações em todas as fases, ficando em 2ª posição no quadro geral. Sustentou, também, que a organização do certame autorizou sua participação nas etapas anteriores e, somente agora, impediu sua continuidade no certame.
Segundo Alessandro, com a homologação final do certame, foram aprovados 628 candidatos, incluindo ele, sendo que foram oferecidas 900 vagas, havendo 272 vagas remanescentes. O Estado pontuou que servidores públicos militares estão sujeitos a limite de idade para ingresso no cargo por imposição excepcional, como no caso, e que Alessandro tinha ciência de que não preenchia o requisito traçado no edital.
A magistrada observou que a idade de Alessandro está acima do limite de idade imposto no edital, que deve ser observado desde a inscrição até a finalização do certame. Ela asseverou que, nesse caso, não vê o direito líquido e certo do candidato, que tinha ciência do que era exigido. Para Maria das Graças, o cargo de soldado voluntário da Polícia Militar exige que o candidato possua qualidades específicas, próprias e indispensáveis ao desempenho da função e, para ela, é claro que um dos requisitos para o ingresso a idade máxima de 27 anos.
A ementa recebeu a seguinte redação: "Mandado de Segurança. Concurso Público. Serviço de interesse militar voluntário estadual – SIMVE/2013. Curso de formação de soldados voluntários. Idade. Limite máximo. Natureza do cargo. Possibilidade. Previsão legal e editalícia. I. Os Tribunais Superiores firmaram entendimento no sentido de que o limite de idade imposto para inscrição em concurso público somente se justifica pela natureza das atribuições do cargo a ser preenchido. Inteligência da Súmula nº 683 do excelso Supremo Tribunal Federal. II- No caso, o limite de idade imposto pelo legislador estadual (art. 5º, I, da Lei estadual nº 17.882/2012), refere-se à natureza do cargo de soldado voluntário da Polícia Militar que exige que o candidato possua qualidades específicas, próprias e indispensáveis ao bom desempenho da função. III- Um dos requisitos para ingresso no Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (SIMVE/2013), é a idade máxima de 27 (vinte e sete) anos. O Impetrante tinha ciência da exigência editalícia desde a inscrição no referido processo seletivo, razão pela qual não há que se falar em direito líquido e certo a justificar a impetração do mandado de segurança. Segurança denegada." (Texto: Brunna Ferro - estagiária do Centro de Comunicação Social do TJGO)

A OPERAÇÃO TARTARUGA DA PM DO GOIÁS COMEÇOU. E você cidadão o que tem haver com isso?

https://www.facebook.com/joaogutemberg.pinheiro - Informa:
A OPERAÇÃO TARTARUGA DA PM DO GOIÁS COMEÇOU.
E você cidadão o que tem haver com isso?
TUDO pois você e unica vitima disso.
O governador tem segurança garantida bem como cada deputado estadual.
os policiais fazem as deles.
e você cidadão pobre e sem condições de segurança vai sofrer com isso.
o descaso geral do governo com os PMs causou essa situação.
ai você me pergunta mas vcs não tem a obrigação de trabalhar?
eu te respondo. SIM.
Você diz: como farão greve?
Bem cidadão nos não podemos fazer greve mas A DESMOTIVAÇÃO É A PIOR GREVE QUE EXISTE. porque ela NÃO TERMINA NUNCA.
Não tem como o governo ou o comandante me obrigar a trabalhar so a motivação me faz isso. a escravidão acabou mas eles (o governo) acham que nos os militares ainda somos. Ai você me diz: então sai da PM e acha outro emprego melhor.
Eu te respondo: eu não enfrentei milhares de concorrentes pra entrar e desistir de ser policial.
Amo ser policial mas amo também ser valorizado. NÃO SOMOS ESCRAVOS PRA VIVER SEM DIREITOS.
então digo a você cidadão não fique ai parado esperando essa guerra passar pois você é a maior vítima nessa história. é você que irá senti falta. você que irá ser assaltado ferido estuprado e morto. sua casa, loja e emprego roubado pela violência que irá se alastrar principalmente nas grandes cidades e entorno de Brasília onde o criminalidade é maior . seu carro e sua casa estarão a mercê dos bandidos que irão aproveitar essa situação pra fazerem o que quizer com você e seus bens.
e não pense você que tem segurança armado que você terá segurança. pois saiba que sem polícia eles pouco irão fazer.
Dou um conselho: ore a Deus.
e pessa que o governo não demore em atender nossos direitos e reivindicações porque já vimos o que aconteceu no DF o que dirá então aqui no goiás e no entorno do DF. Boa sorte a todos.https://www.facebook.com/joaogutemberg.pinheiro
repasse.

Assembleia aprova reajuste de 8,32% no salário de professor

Assembleia aprova reajuste de 8,32% no salário de professor





Projeto da governadoria que trata do reajuste do vencimento dos professores do magistério público estadual foi aprovado em segunda e última votação nesta quarta-feira, 26, na Assembleia Legislativa. O projeto aplica, no Estado de Goiás, o piso salarial profissional nacional para os professores da rede pública estadual que atendem a educação básica. Trata, também, de reajustar o vencimento dos demais níveis dos cargos de professor dos quadros permanente e transitório do Magistério Público Estadual. O reajuste para os professores, de 8,32%, fica, de acordo com a matéria, parcelado em duas etapas: a primeira, retroativamente, a partir de janeiro deste ano, e a outra, em maio.

Pelos cálculos do governo, o impacto financeiro resultante da efetivação da alteração será de aproximadamente R$ 133,17 milhões para o exercício de 2014. Além de pagar o piso, o governo do Estado cumpre integralmente o que diz a lei quanto à garantia de 1/3 da carga horária do professor para hora atividade (planejamento, estudo, formação).

Atualmente, para uma jornada de 40 horas, o vencimento base dos professores é: professor P-I (R$ 1.576,40); P-II (R$ 1.623,84); P-III (R$ 2.372,67) e P-IV (R$ 2.675,19). Com o reajuste do piso salarial (8,32%), os valores chegam a: professor P-I (R$ 1.707,55); P-II (1.758,94); P-III (2.570,10) e P-IV (2.897,76).

O superintendente de Inteligência e Formação Pedagógica da Seduc, Raph Gomes, destaca que os valores pagos aos profissionais não se limitam apenas ao vencimento básico, descrito acima. "Nós precisamos esclarecer o quanto o professor da rede estadual, em Goiás, está recebendo.

Para se ter uma ideia, o professor nível 4 (P-IV), especialista, sem o reajuste deste ano, enquadrado em uma carga horária de 60 horas (42 aulas semanais) está recebendo, em média, R$ 4,4 mil. Para ilustrar e complementar o raciocínio, 42 aulas significam, dependendo do arranjo de horários, trabalhar todas as manhãs e duas tardes, por exemplo. Se o o profissional tiver mestrado, isto significa um incremento de 40% no vencimento e, doutorado, 50%, sem contar os benefícios como o quinquênio e o bônus Reconhecer", explicou.

Quantitavivo
Segundo levantamento da Seduc realizado em fevereiro deste ano, Goiás possui um quantitativo de 554 professores P-I (magistério); 27 professores P-II (licenciaturas rápidas); 6.734 professores P-III (licenciatura superior) e 17.545 professores P-IV (especialista/mestre/doutor). O total de professores da rede estadual, atualmente, é de 24.860 profissionais efetivos, 316 transitórios e 10.245 servidores administrativos.

Todos os professores que ingressam no magistério do Estado começam na carreira P-III, por já terem concluído curso superior. É importante citar que, além dos vencimentos reajustados, incidem sobre eles as progressões horizontais e verticais, entre outros benefícios. De acordo com o projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa, da mesma forma que no ano passado, o incremento salarial será pago com efeito retroativo aos professores P-I e P-II e, a partir de maio, aos professores P-III e P-IV.


FONTE MAIS GOIAS

Comissão da Verdade vai investigar crimes políticos em Goiás

Comissão da Verdade vai investigar crimes políticos em Goiás







O governador Marconi Perillo assinou o documento de criação da Comissão Estadual da Memória, Verdade e Justiça Deputado José Porfírio de Sousa, em solenidade realizada na tarde desta quinta-feira, dia 27, no Auditório Mauro Borges do Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

"A Comissão da Verdade contribuirá para passar esse passado negro e triste da história brasileira, corporificado na ditadura do Estado Novo e na ditadura dos militares, a limpo. Ela vai investigar e trazer à tona fatos que ainda não foram apresentados aos brasileiros. O Estado de Goiás é protagonista de um ato sem precedentes na história de Goiás", ressalta o governador.

Participaram do evento os 17 integrantes da comissão, vinculada à Secretaria da Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus), que tem como presidente o titular da pasta, Edemundo Dias de Oliveira Filho.


MAIS GOIAS

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM