ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

domingo, 13 de julho de 2014

Eleições - Deputados dobram patrimônio Dos 34 candidatos à reeleição na Assembleia, 17 tiveram valorização patrimonial maior que 100 % desde 2010


Edno Ribeiro  VIA FACEBOOK
Eleições - Deputados dobram patrimônio
Dos 34 candidatos à reeleição na Assembleia, 17 tiveram valorização patrimonial maior que 100 % desde 2010

José de Lima disse que valorização aconteceu após atualização dos valores dos bens

Metade dos deputados estaduais pelo menos dobrou o patrimônio nos últimos quatro anos. Comparação dos bens declarados pelos 34 parlamentares que têm cadeira na Assembleia Legislativa e tentarão a reeleição mostra que 17 deles teve aumento patrimonial igual ou superior a 100% entre as eleições de 2010 e 2014. Entre os deputados federais o mesmo aconteceu com apenas três dos 12 que tentam continuar no Congresso Nacional (veja quadro na página 11).
Os dados analisados apontam que a soma dos patrimônios dos deputados estaduais praticamente dobrou entre as duas eleições. Há quatro anos, os bens somavam R$ 23,369 milhões. Agora são R$ 46,128 milhões. A evolução foi de 97%.
Análise feita pela reportagem aponta que, em média, cada parlamentar triplicou o patrimônio (crescimento de mais de 200%). Efetivamente, esse foi o caso de 12 dos 34 deputados estaduais. No entanto, o crescimento médio foi elevado por conta das evoluções de José de Lima (PDT) e Carlos Antônio (SDD). O pedetista declarou em 2010 que seus bens somavam R$ 146.965. Em 2014, eles passaram para R$ 4.206.000. Apesar dos itens listados em sua declaração patrimonial terem se mantido de uma eleição para a outra, os valores mudaram.
Há quatro anos três lotes em Anápolis custavam, segundo a declaração de José de Lima, R$ 4.163. Hoje o valor saltou para R$ 900 mil. Trata-se de seu bem de maior valor. Da mesma forma, um gleba de terra avaliada em pouco mais de R$ 20 mil nas últimas eleições teve o valor alterado para R$ 300 mil.
Ao POPULAR o parlamentar explicou que os valores anteriores eram os declarados à Receita Federal e referentes à época em que foram comprados. “Alguns foram adquiridos há 38 anos”, diz. Lima também argumenta que alterou os valores em 2014 para poder aumentar o limite de doações para sua campanha. No caso do próprio candidato, ele pode chegar a 50% dos bens. Pessoas físicas doam até 10% do patrimônio e jurídicas têm o limite de 2%.
“Eu estou pagando uma multa de R$ 48 mil referente às eleições de 2006. Na época, eu peguei R$ 8 mil da minha firma (para doar para a campanha) e ultrapassou o limite”, continua ele, em referência à Marmoraria Rodrimar Ltda. A empresa na qual ele tem participação declarada com valor de R$ 5 mil em 2010. Agora, sua participação de 5% está avaliada em R$ 200 mil.
No caso de Carlos Antônio, a evolução patrimonial dos últimos quatro anos foi de 1.518%. Antes de se eleger em 2010, ele declarou apenas um Volkswagen Gol 1.6, avaliado em R$ 24,5 mil. Em 2014, ele possui uma casa avaliada em R$ 91 mil, imóvel não especificado que custa R$ 141 mil e um Toyota Corola 2013, com valor declarado de R$ 83 mil. No total, seus bens somam hoje R$ 396,5 mil. O parlamentar não foi encontrado pela reportagem e não retornou as ligações até a conclusão desta edição.
Major Araújo justifica aumento: “de acordo com a renda”
(C.H.S.)

13 de julho de 2014 (domingo)

Deputado Major Araújo: “A minha declaração é real”
Em outros casos que chamam a atenção, três deputados estaduais tiveram evolução patrimonial de pelo menos 500% entre 2010 e 2014. Neste grupo, Major Araújo (PRP) é o que teve a maior evolução. Nos últimos quatro anos o valor total de seus bens subiu de R$ 162 mil para R$ 1,18 milhão.
Antes de se eleger, ele declarou uma poupança no valor de R$ 52 mil e uma casa (R$ 110 mil). Atualmente, sua declaração de bens consta que sua residência custa R$ 300 mil e um Volkswagen Polo, avaliado em R$ 30 mil, além de três aplicações bancárias.
A maior delas é referente a um plano de previdência, onde estão R$ 801 mil. “A minha declaração é real. Eu lamento muito os candidatos a governador mentir (na declaração). O meu patrimônio cresceu. Investi na minha casa, meu carro é melhor. Não torrei meu dinheiro e tenho uma evolução compatível com minha renda”, diz.
Major afirma que, além do salário de deputado (R$ 20 mil), também recebe aposentadoria da Polícia Militar. “Um deputado ganha bem”, completa. Os parlamentares têm direito a verba indenizatória de até R$ 23 mil por mês para custear gastos com combustível divulgação e outros. Eles também podem optar por receber R$ 2,8 mil por mês de auxílio moradia.
O parlamentar também explicou que o plano de previdência será utilizado para bancar sua campanha de reeleição, além de novas melhorias na casa. “Eu não quero depender de empresários, de ninguém”, completa.
Em situação semelhante, Frederico Nascimento e Lincoln Tejota, ambos do PSD, tiveram crescimento patrimonial de 544% e 530%, respectivamente. Os dois não foram encontrados pela reportagem até a conclusão desta edição.

Bens da bancada federal somam R$ 58,81 milhões (C.H.S.)
13 de julho de 2014 (domingo)

Heuler apresentou maior evolução entre os federais
Apesar de ter apresentado crescimento menor do que o dos 34 deputados estaduais, os 12 deputados federais goianos que estão em atividade atualmente e tentarão se reeleger somam patrimônio maior. Enquanto os ocupantes de cadeiras no Congresso Nacional têm juntos R$ 58,81 milhões em bens, os parlamentares que atuam na Assembleia Legislativa somam R$ 46,12 milhões.
Entre a bancada federal, a deputada Magda Mofatto (PR) é a mais rica. Segundo sua declaração em 2014, a republicana possui R$ 20,972 milhões em bens. Somente sua participação na empresa Roma Empreendimentos Imobiliários Ltda. foi avaliada em R$ 7,79 milhões. Há quatro anos o patrimônio declarado por ela era de R$ 12,77 milhões.
Quem apresentou maior crescimento patrimonial foi Heuler Cruvinel (PSD). Nas últimas eleições ele declarou patrimônio de R$ 208,75 mil. Agora, a declaração informa R$ 3,4 milhões em bens. A evolução foi de 1.529%.
A principal diferença entre uma declaração e outra se refere aos valores. Em 2010 um imóvel rural de sua propriedade com 528 hectares em Acreúna foi declarado com o valor de R$ 100 mil. Neste ano, o valor do imóvel e das benfeitorias existentes no mesmo local é de R$ 1,5 milhão.
Até a conclusão desta edição O POPULAR não conseguiu contato com Heuler.

Número de estaduais com mais de R$ 1 milhão dobra (C.H.S.)
13 de julho de 2014 (domingo)

O número de deputados estaduais que têm patrimônio superior a R$ 1 milhão dobrou nos últimos quatro anos. Em 2010, apenas sete tinham patrimônio que superavam os seis dígitos. Agora, o número subiu para 14.
Os deputados estaduais mais ricos são Jose Vitti e Iso Moreira, ambos do PSDB. Seus bens declarados em 2014 somavam, respectivamente, R$ 10,385 milhões e R$ 6,125 milhões.
Vitti declarou R$ 3,564 milhões em bens em 2010 e teve evolução patrimonial de 191%. Desde então, sua lista de posses inclui dois apartamentos no Rio de Janeiro, de R$ 1,5 milhão, e carros de luxo. Entre eles, um Porsche Cayene 2012/2013, com valor declarado de R$ 299 mil e uma Mercedes Benz 2010/2011, avaliada por ele em R$ 159 mil.
Iso Moreira possuía R$ 4 milhões em bens há quatro anos. Seu patrimônio cresceu 39%. Entre seus principais bens atuais estão uma propriedade rural em Flores de Goiás, avaliada por ele em R$ 3,75 milhões, e um avião monomotor Embraer 720-D, declarado com o valor de R$ 70 mil.





Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM