ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

CORRIDA AO GOVERNO EM GOIÁS***



Eleições - Fabiana Pulcineli
CORRIDA AO GOVERNO
Serpes aponta diferença de 11,3 pontos entre Marconi e Iris
Segunda rodada da pesquisa mostra tucano com 37,6% das intenções de voto, contra 26,3% do candidato do PMDB

O quadro de intenções de voto em Goiás praticamente não mudou após 40 dias de campanha, aponta a segunda rodada da pesquisa Serpes/O POPULAR com o cenário de candidaturas oficializadas. O governador Marconi Perillo (PSDB) lidera a disputa ao governo com 37,6% no levantamento realizado dos dias 10 a 15 de agosto. O ex-governador Iris Rezende (PMDB) aparece com o mesmo porcentual da pesquisa anterior – 26,3%.
O instituto Serpes conseguiu ontem liminar na Justiça Eleitoral permitindo a publicação integral do levantamento. Em ação movida pelo comitê jurídico do candidato do PSB ao governo, o empresário e ex-prefeito de Senador Canedo Vanderlan Cardoso, o juiz auxiliar Rodrigo de Silveira havia acatado na sexta-feira o pedido de proibição da publicação da pesquisa.
A nova decisão, do juiz Sebastião Luiz Fleury, determinou a suspensão da liminar, permitindo inclusive a divulgação da simulação de segundo turno entre Marconi e Iris – alvo do questionamento de Vanderlan. O recurso foi protocolado pelos advogados Sebastião Ferreira Leite e Sebastião Hélcio. O juiz ressaltou que não há obrigatoriedade legal de realização de simulações de segundo turno com todos os candidatos e citou decisão do TRE do Paraná, que respalda cenário apenas com nomes que dominam a preferência do eleitorado até então.
A nova rodada do Serpes continua a apontar segundo turno nas eleições deste ano. A soma dos candidatos da oposição indica 41,6%, ou seja, diferença de 4 pontos em relação ao índice de Marconi.
A vantagem do tucano na nova pesquisa teve uma variação de 0,5 ponto porcentual em relação ao segundo colocado, ficando em 11,3 pontos. No levantamento do início de julho (com dados colhidos de 29 de junho a 4 de julho), a diferença entre os dois era de 10,8 pontos porcentuais.
Os outros dois principais candidatos ao governo registraram oscilação negativa. Vanderlan Cardoso aparece com 7% e o ex-prefeito de Anápolis Antônio Gomide (PT) registra 5,7% da preferência do eleitorado goiano. Na pesquisa de julho, eles tinham 9% e 7,6%, respectivamente.
A margem de erro é de 3,46 pontos porcentuais para mais ou para menos. O Serpes ouviu 801 eleitores em 35 cidades.
A professora Marta Jane (PCB) é apontada por 1,4% dos eleitores e o professor Weslei Garcia (PSOL), por 1%. O advogado Alexandre Magalhães (PSDC), aparece com 0,2%. O número de indecisos subiu de 8,7% no início de julho para 15%. Os eleitores que afirmaram que vão anular o voto somam 4,6% e que não votarão, 1,1%.
Na primeira rodada da pesquisa em 2014, realizada dos dias 17 a 21 de março, com um cenário com quatro nomes, o governador aparecia com 34,5%, enquanto Iris tinha 26,6%, Vanderlan, 12,9%, e Gomide, 8,4%.
Na divisão da pesquisa por nível de instrução, o governador tem o menor porcentual entre os eleitores com nível superior (33,3%), mas a variação é pequena. Entre os entrevistados de nível médio, ele obtém o maior índice, de 38,6%. Já entre aqueles que têm ensino fundamental, ele alcança 37,5%, e no grupo que apenas lê e escreve, 38,2%.
Ainda na estratificação por escolaridade, o índice de Iris cai consideravelmente entre eleitores com curso superior – 17,3%. O maior índice do peemedebista é entre os que têm ensino fundamental, de 29,9%.
Na divisão por faixa etária, Marconi tem 35,8% e Iris, 22,6% no grupo de jovens (de 16 a 24 anos). Já entre os eleitores que têm 50 anos ou mais, o tucano sobe a 39,6% e o peemedebista, a 28,8%.
Iris continua vencendo o governador em Goiânia, onde aparece com 34,4% contra 26,2% do tucano. Mas a vantagem do peemedebista reduziu à metade na comparação com o levantamento anterior do Serpes. Iris tinha 39,8% e Marconi, 23,6%
Em todas as demais regiões, Marconi lidera. A maior vantagem é registrado no Entorno do Distrito Federal, onde o governador tem 25,2 pontos a mais que Iris.
Na Região Central, o governador ampliou a vantagem. Antes, os dois apareciam em empate técnico, com vantagem para o tucano – 27,2% a 25%. Agora, Marconi tem 36,1% e Iris, 24,6%. Nesta região, que inclui Anápolis, Gomide registra 13,1% contra 10,4% de Vanderlan.
ESPONTÂNEA
Na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são apresentados ao eleitor, o número de indecisos caiu de 66% no início de julho para 50,2%.

O índice de intenção de voto do governador cresceu para 22,6% – em julho, era 17,2%. Iris teve um crescimento ainda maior e aparece com 14,1%. Na anterior, ele tinha 5,5%.
Gomide e Vanderlan aparecem empatados, mas o petista está à frente em números absolutos – 3,4% a 2,4%. Na anterior, o petista tinha 2,6% e Vanderlan, 1,9%. Marta Jane registra 0,6% e Weslei, 0,2%. Dos 801 entrevistados, 4,7% afirmaram que vão anular o voto.
PRESIDÊNCIA
O Serpes fez levantamento sobre a disputa pela Presidência, mas os números não serão divulgados por conta da morte do candidato do PSB, Eduardo Campos, na quarta-feira, em meio ao levantamento.
Cai rejeição dos principais candidatos
(F.P.)
17 de agosto de 2014 (domingo)
Em 42 dias de campanha, o governador Marconi Perillo (PSDB) conseguiu reduzir em 8,7 pontos a rejeição, aponta segunda rodada da pesquisa Serpes/O POPULAR. Marconi continua sendo o nome mais rejeitado entre os candidatos ao governo estadual, mas o índice reduziu de 30,5% para 21,8%.
O ex-governador Iris Rezende (PMDB) tem a resistência de 16,7% do eleitorado. No levantamento anterior, ele tinha 19,9%. O ex-prefeito de Anápolis Antônio Gomide (PT) aparece com rejeição de 5,9%, a professora Marta Jane (PCB), de 5,7%, e o empresário e ex-prefeito de Senador Canedo Vanderlan Cardoso (PSB), de 5,2%.
O professor Weslei Garcia (PSOL) tem 4,2%. O advogado Alexandre Magalhães (PSDC) é o menos rejeitado, com 3%.
1.635421
Tucano leva vantagem na disputa de segundo turno
17 de agosto de 2014 (domingo)
Na primeira simulação de segundo turno realizada pela pesquisa Serpes/O POPULAR este ano, o governador Marconi Perillo (PSDB) tem 8,1 pontos porcentuais de vantagem na disputa com o ex-governador Iris Rezende (PMDB). O tucano aparece com 44,6% e o peemedebista, com 36,5%.
Dos 801 eleitores ouvidos pelo Serpes, 7,2% disseram que, no caso de segundo turno com os dois candidatos, votariam nulo. Outros 9,5% se mostram indecisos. E 2,2% afirmaram que não votarão.
Marconi e Iris aparecem tecnicamente empatados no grupo com ensino fundamental – que representam a maior parcela do eleitorado goiano. O peemedebista tem 42,8% e o tucano, 42,1%. Nos demais grupos, a vantagem é bem maior para o governador.
Em Goiânia, Iris venceria o segundo turno com 45,6%, contra 31,2% de Marconi. Nas demais regiões, o tucano tem vantagens que variam de 6,9 a 23,7 pontos.


Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM