ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Bloqueio cardíaco - Sinais, sintomas, diagnóstico, tratamento




Bloqueio cardíaco - Sinais, sintomas, diagnóstico, tratamento









Quais são os sinais e sintomas de bloqueio cardíaco

Os sinais e sintomas dependem do tipo debloqueio cardíaco que o paciente possui. Bloqueio cardíaco de primeiro grau raramente causa sintomas.

Os sintomas de bloqueio cardíaco de segundo e terceiro grau incluem:
* Tontura.
* Desmaio.
* Fadiga.
* Falta de ar.
* Dor no peito.

Esses sintomas podem sugerir outros problemas de saúde também. Se esses sintomas são novos ou severos, chame atendimento de emergência. Se você tiver sintomas moderados, fale com seu médico imediatamente para saber se precisa de pronto tratamento.





Diagnóstico do bloqueio cardíaco

O bloqueio cardíaco pode ser diagnosticado durante consulta médica de rotina ou em situação de emergência (bloqueio cardíaco de terceiro grau freqüentemente é uma emergência).

O médico fará o diagnóstico de bloqueio cardíaco baseado nos históricos pessoal e familiar, exame físico e resultados de testes.









Históricos pessoal e familiar





Para traçar os históricos pessoal e familiar o médico pode perguntar se:
* Teve qualquer sinal ou sintoma de bloqueio cardíaco.
* Teve qualquer problema de saúde, como doença cardíaca.
* Qualquer familiar foi diagnosticado com bloqueio cardíaco ou outro problema cardíaco.
* Está tomando qualquer remédio ou suplemento.
* Fuma, usa álcool e/ou drogas.

O médico também pode perguntar sobre outros hábitos de saúde, como quantidade de atividade física.

Exame físico

Durante o exame físico o médico escutará o coração do paciente para detectar ritmos anormais, ou sons extras ou diferentes durante os batimentos.

O médico também poderá:
* Checar o pulso para descobrir a velocidade do batimento cardíaco.
* Verificar se há inchaço nos pés ou pernas, o que pode ser sinal de coração aumentado ouinsuficiência cardíaca.
* Procurar por sinais de outras doenças que podem estar causando problemas na freqüência ou ritmo cardíaco (como doença das artérias coronárias).









Testes e procedimentos diagnósticos

Eletrocardiograma

Os médicos geralmente usam um teste chamado eletrocardiograma para ajudar no diagnóstico de bloqueio cardíaco. Esse teste simples detecta e registra a atividade elétrica do coração.

Um eletrocardiograma mostra a velocidade do batimento cardíaco e seu ritmo (regular ou irregular). O teste também registra a força dos sinais à medida que eles passa por cada parte do coração.

Os dados são registrados em um gráfico. Tipos diferentes de bloqueio cardíaco têm padrões diferentes no gráfico.

Um eletrocardiograma padrão somente registra a atividade cardíaca por poucos segundos. Para diagnosticar problemas que aparecem e desaparecem, o médico pode requisitar que o paciente use um eletrocardiograma portátil. Os tipos mais comuns são monitores holter e de eventos, que registram a atividade elétrica do coração por 24 a 48 horas.

Estudo eletrofisiológico

Para alguns casos de bloqueio cardíaco, o médico poderá fazer estudos eletrofisiológicos. Durante esse teste, um tubo fino e flexível é passado por uma veia na virilha ou braço até o coração para registrar seus sinais elétricos.









Tratamento do bloqueio cardíaco

O tratamento do bloqueio cardíaco depende do seu tipo. Bloqueio cardíaco de primeiro grau geralmente não precisa de tratamento.

Pessoas com bloqueio cardíaco de segundo grau podem precisar de marcapasso, um pequeno aparelho que é colocado sob a pele do peito ou abdômen. Esse aparelho usa pulsos elétricos para fazer o coração bater em ritmo normal.

Quem tem bloqueio cardíaco de terceiro grau precisa usar um marcapasso. Em uma emergência, um marcapasso temporário pode ser usado até que o paciente possa receber um permanente. A maioria das pessoas com bloqueio cardíaco de terceiro grau precisará usar marcapasso pelo resto da vida.

Algumas pessoas com bloqueio cardíaco congênito de terceiro grau não precisar usar marcapasso por muitos anos. Outras podem precisar de marcapasso já na infância.

Se uma mulher grávida tem uma doença autoimune, como lupus, seu feto corre risco de bloqueio cardíaco. Caso bloqueio cardíaco seja detectado no feto, a mãe pode tomar medicamentos para reduzir o risco do feto desenvolver bloqueio cardíaco sério.

Algumas vezes bloqueio cardíaco adquirido desaparece se o fator que o está causando for tratado ou resolvido. Por exemplo, bloqueio cardíaco que ocorre depois de ataque cardíaco pode desaparecer durante a recuperação.

Se um medicamento estiver causando bloqueio cardíaco, ele pode desaparecer se a medicação for interrompida ou sua dosagem diminuída. Sempre converse com seu médico antes de mudar a forma como toma seus medicamentos.

Saiba mais:
Bloqueio cardíaco - O que é essa arritmia e seus tiposBloqueio cardíaco congênito e adquirido - Causas dessa arritmiaMarcapasso - Como funciona e troca da bateriaMarcapasso cardíaco provisório e definitivo - O que éVivendo com marcapassoCirurgia para a colocação de marcapassoMonitor Holter ECG 24h e de eventos - ArritmiasLupus e gravidez
Lupus - TratamentoLúpus eritematoso sistêmicoDoenças autoimunes - O que são, sintomas, causa, lista, tratamentoLupus - O que é, causas, sintomas, diagnóstico

Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM