ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Pai que morreu ao lado dos 4 filhos em batida deixou carta dizendo que a mãe nunca mais veria as crianças Polícia Civil trabalha com hipótese de que a colisão teria sido proposital


Pai que morreu ao lado dos 4 filhos em batida deixou carta dizendo que a mãe nunca mais veria as crianças

Polícia Civil trabalha com hipótese de que a colisão teria sido proposital

R7 Página Inicial







A Polícia Civil de Goiás trabalha com a hipótese de que a batida frontal entre um carro e um caminhão que matou pai e quatro filhos na BR-070 possa ter ocorrido propositalmente. O acidente ocorreu na altura do quilômetro 22, da BR-070, na cidade de Cocalzinho (GO), Entorno do DF, na manhã deste sábado (24) .

Veja aqui a íntegra da carta pelo homem deixada antes das mortes ocorreremFoto: Reprodução / WhatsUp

PASTORES PROCESSADOS NO BRASIL POR PREGAREM O EVANGELHO ***



BRASÍLIA - O Núcleo de Enfrentamento à Discriminação do Ministério Público do Distrito Federal intimou para depor, nesta sexta-feira, dois palestrantes que ministram um curso para líderes espirituais com ensinamentos sobre a “cura gay”. O curso, que dura uma semana e se encerra nesta sexta-feira, se chama “Homossexualismo: ajudando, biblicamente, a prevenir e tratar aqueles que desejam voltar ao padrão de Deus para sua sexualidade”. Os autores da palestra intimados são Claudemiro Soares, especialista em políticas públicas, e o teólogo Airton Williams

Claudemiro já foi homossexual, não é mais, e relata sua experiência no livro ”“Homossexualidade masculina: escolha ou destino? A atração pelo mesmo sexo e as abordagens terapêuticas para a mudança de orientação sexual”. O livro, segundo ele, é um compilado científico sobre o tema.



A intimação se deu na noite de quinta-feira. Claudemiro contou ao jornal O GLOBO que ele e seu colega ficaram surpresos com a notificação e atribuiu a denúncia aos militantes gays “sociopatas”. Para ele, existe uma “máfia LGBT”.



— É o uso do aparelho do Estado a favor desses ativistas gays sociopatas — disse Claudemiro Soares, que não sabia que o curso se encerrava hoje: — Se não me mandarem para a Papuda antes! — disse o palestrante.



O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) citou a realização do curso nas suas redes sociais e anunciou que faria uma denúncia ao Ministério Público. O parlamentar classificou o curso como um charlatanismo de fundamentalistas religiosos.



“Por convicções puramente religiosas, esses charlatões se consideram no direito não só de ir contra os direitos humanos de milhões de cidadãos e cidadãs brasileiras, mas também de desconstruir um ponto pacífico entre toda uma comunidade científica: nem a homossexualidade, nem a heterossexualidade e nem a bissexualidade são doenças, e sim uma forma natural de desenvolvimento sexual. A confusão que há na sociedade em relação a uma possível ‘cura gay’ — incitada por esse fundamentalismo religioso — é preocupante e precisa ser esclarecida antes que a saúde física e psíquica de mais jovens seja afetada”, disse Jean Wyllys em uma rede social.



A pastora Damares Alves, ligada aos palestrantes, divulgou uma mensagem entre parlamentares e pastores criticando a ação do Ministério Público e também o deputado.



“Pasmem, senhores, o Ministério Público foi no local e interrompeu o curso. Olhem o tamanho o poder do deputado Jean Wyllys. Conseguiu interromper um curso fechado para líderes evangélicos. Isso é só o começo. Temos que dar uma resposta à altura a esse episódio”, propôs a pastora Damares.




O GLOBO

Postado por Melquisedec Nascimento

http://militarlegal.blogspot.com.br/

A PROPOSITO SENHORES DIRETORES DAS ASSOCIAÇÕES DE PRAÇAS E REPRESENTANTES DA CATEGORIA POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DE GOIAS, POLÍTICOS DEPUTADOS E QUEM POSSA INTERESSAR ***



A PROPOSITO SENHORES DIRETORES DAS ASSOCIAÇÕES DE PRAÇAS E REPRESENTANTES DA CATEGORIA POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DE GOIAS, POLÍTICOS DEPUTADOS E QUEM POSSA INTERESSAR ***...Estamos aguardando o cumprimento da lei e precisamos de uma resposta clara e transparente no que diz as vagas decorrentes para as promoções de praças. Na esperança de uma resposta e bom senso de quem pode e tem autoridade para dar o que é de direito contamos humildemente com o cumprimento da lei que dá o direito a aqueles que não foram contemplados nas promoções "MEGA PROMOÇÃO" nesse caso temos Praças "Especialista" que aguardam a mais de 09  ANOS por essa merecida promoção.

DAS PROMOÇÕES


Art. 4o A promoção de Praças tem como finalidade o preenchimento das vagas existentes através dos melhores processos de escolha e o crescimento profissional.

§ 1o Compete ao Comandante-Geral a edição do ato administrativo de promoção.

§ 2o As promoções previstas nesta Lei obedecerão rigorosamente ao planejamento do setor de pessoal da Corporação, elaborado com a finalidade de garantir o equilíbrio entre o efetivo e as funções existentes.

Art. 5º Serão computadas, para fins de promoção, até a convocação para a formação dos respectivos Quadros de Acesso, as vagas decorrentes de:

- Redação dada pela Lei nº 16.902, de 26-01-2010.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Ladrões não perceberam que ônibus levava 42 militares, afirma general Veículo com tropa foi assaltado no Paraná; soldado levou coronhada. 'Fizeram certo em não reagir, poderia ter gerado tragédia', diz comandante.



21/01/2015 15h01 - Atualizado em 21/01/2015 15h01

Ladrões não perceberam que ônibus levava 42 militares, afirma general
Veículo com tropa foi assaltado no Paraná; soldado levou coronhada.
'Fizeram certo em não reagir, poderia ter gerado tragédia', diz comandante.



Tahiane StocheroDo G1, em São Paulo

FACEBOOK





Os três criminosos que invadiram um ônibus no Paraná não se deram conta que estavam rendendo e assaltando 42 soldados do Exército que combatem o tráfico de drogas no Rio, afirma o general Flávio Lancia, comandante da Artilharia Divisionária da 5ª Divisionária, no Paraná. Ele elogiou os militares por não terem reagido.

“Foi uma ação muito rápida, os ladrões estavam em busca de turistas que se dirigem à fronteira para fazer compras, queriam dinheiro. Perceberam que o grupo não tinha cara de turismo, não acharam nada de valor e terminaram a operação rápido”, diz o general.

Lancia explicou que os militares estavam em um ônibus civil contratado para fazer o deslocamento. Não havia escolta.

O grupo está sendo empregado há quatro meses na operação militar Rio de Janeiro e retornava para Curitiba para um período de descanso de alguns dias com a família.

O ônibus em que estavam foi bloqueado por um carro e invadido pelos criminosos na madrugada de segunda-feira (19) na BR-116, na região metropolitana de Curitiba. Ninguém reagiu e um soldado foi agredido com uma coronhada na cabeça.

“Eu acredito que os ladrões não perceberam que eram militares, achavam que era um ônibus de turismo. Não estávamos em uma operação, mas em um deslocamento civil, em um ônibus contratado para isso. Um soldado foi agredido, até por tática de intimidação dos bandidos. Sofreu um corte superficial na cabeça, mas está bem”, afirma Lancia.
Militares Complexo da Maré (Foto: Leo Correa/AP)

Reação adequada
O Exército ocupa a Maré desde junho de 2014 em um processo de apoio ao governo do Rio de Janeiro para a pacificação da região. Em novembro do ano passado, o cabo Michel Mikami, de 21 anos, foi morto por traficantes com um tiro na cabeça.


Para o comandante, o grupo fez certo em não reagir pois a tentativa de render os criminosos poderia ter acabado “em tragédia”. Apenas um oficial tinha arma particular no ônibus, “que estava em uma bolsa guardada e não tinha como acessar fácil”.Dentre os passageiros havia também oficiais, comandantes da tropa do Paraná na pacificação da Maré.


“Tenho a impressão de que se portaram de maneira adequada, calmos e evitando o confronto e escalar mais a crise, foi o mais importante, pois não houve ferimentos graves e maiores problemas. Naquelas circunstâncias, uma tentativa de reagir e dominar os assaltantes poderia ter terminado em tragédia. Perderam os bens pessoais e, no mais, o resultado foi positivo”, defende o comandante.

Carro localizado
Os criminosos levaram alianças, dinheiro, relógios e celulares. Não foram roubados documentos e cartões de crédito. Segundo o general, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e as policiais do Paraná já localizaram o carro usado na fuga pelos ladrões e um menor de idade, suspeito de participar da ação, foi detido. O objetivo agora é recuperar o que foi levado, afirma o general Lancia.

Os militares assaltados integram o 20º Batalhão de Infantaria Blindada do Exército, localizado em Curitiba, e já estão há quatro meses atuando na Maré, onde a tropa é trocada pelo Exército a cada seis meses.

TRÊS VEÍCULOS RECUPERADOS EM MENOS DE SEIS HORAS.




Copom Entornododf


5º CRPM

10ºBPM EM AÇÃO.

TRÊS VEÍCULOS RECUPERADOS EM MENOS DE SEIS HORAS.


Depois de mais de doze horas de trabalho sob um sol escaldante e condições de trabalho adversas as equipes do elogiado e prestigiado 10º BPM ainda encontram energias para prestar um trabalho de excelência, proporcionando a população o máximo de segurança possível. Nesta noite de quarta para quinta foram três veículos recuperados em menos de seis horas.

Merece destaque o veiculo honda Biz de placa ONH 9454 de propriedade da senhora R. O. S. 40 anos, auxiliar de serviços gerais.

Foi relatado pela proprietária no dia 17, sábado passado, que seu único meio de transporte usado principalmente para levar sua filhinha ao colégio e deslocar ao trabalho, e ainda com longas prestações a serem pagas havia sido roubado por um larapio quando ela chegava na casa dela. De posse dos dados as equipes passaram a patrulhar com a costumeira atenção no intuito de restituir o bem a sua dona.

No fim desta ultima tarde o veiculo foi localizado no setor viegas, em Luziânia, ainda em perfeitas condições. Mesmo não constando no sistema q o veiculo possuía restrição de roubo/furto a equipe no local, consultando as anotações pessoais não teve duvidas em constatar ser aquela a moto roubada no serviço anterior. A proprietária foi localizada e o veiculo restituído a ela.

Quase afônica pela emoção e tentando conter as lagrimas, a senhora R. O. S. Externou efusivos agradecimentos a estas abnegadas equipes que não medem esforços para cumprir seu árduo oficio.

Parabéns aos policiais envolvidos e continuamos em prol da excelência do serviço prestado a sociedade.

Fonte: Copom
Texto: Sd Lage
Chefe de Equipe: 1°Sargento Santos Silva.
WhatsApp: (61) 9916 7371
Disque Denúncia: (61) 3623-3477 - 08006410190

Fundação Tiradentes requereu ao MEC autorização para implantar cursos superiores com inspiração no ITA e Instituto Militar de Engenharia. Experiência nos Colégios Militares será usada para embasar iniciativa Hélmiton Prateado,Especial para Cidades

Uma faculdade com patente

Fundação Tiradentes: faculdade da Polícia Militar já tem cursos, grade curricular e prédio para iniciar as aulas
Fundação Tiradentes requereu ao MEC autorização para implantar cursos superiores com inspiração no ITA e Instituto Militar de Engenharia. Experiência nos Colégios Militares será usada para embasar iniciativa
Hélmiton Prateado,Especial para Cidades
A Fundação Tiradentes, Organização Não Governamental que atende policiais militares da ativa e da reserva e também seus dependentes, requereu ao Ministério da Educação autorização para implantar cursos superiores. A tão sonhada Faculdade da Polícia Militar já tem até prédio para funcionar, grade curricular para ser implantada e a experiência positiva de gestão em ensino dos Colégios Militares que será fundamental para a iniciativa.
De acordo com o presidente da Fundação Tiradentes, tenente-coronel Cleber Aparecido Santos, a intenção é até o final do ano lançar o edital do primeiro vestibular para início das aulas para 2016. “Temos uma projeção inicial de implantar cursos de graduação nas áreas de Biomedicina, Direito, Educação Física, Enfermagem e Gestão em Segurança Pública”, explicou. Além desses cursos iniciais há um indicativo da direção da Fundação Tiradentes e do Conselho Curador da entidade de avançar para cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado, dentro de um cronograma sequencial.
Até mesmo um curso de Medicina é sonhado pela direção, que já tem até o hospital-escola com excelência em atendimento: o Hospital da Polícia Militar é um moderno centro clínico de consultas, exames e até pequenas cirurgias e internações disponível para a corporação.
Está agendada uma inspeção dos técnicos do Ministério da Educação para junho, com o objetivo de vistoriar as instalações onde será implantada a FPM. O prédio da Fundação Tiradentes será o embrião para o início da faculdade, preveem os coordenadores do projeto.
O anúncio do projeto foi feito durante solenidade na sede da Fundação, com a presença do comandante-geral da PM, coronel Sílvio Benedito Alves, do secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita e todo o alto escalão da PM.

Experiência
O know-how que a corporação desenvolveu com os colégios militares será fundamental para o sucesso da nova empreitada. O diretor do Colégio Hugo de Carvalho Ramos, tenente-coronel Ubiratan Reges de Jesus Júnior deverá ser o diretor da Faculdade da Polícia Militar, trazendo a experiência no comando do serviço de ensino.
A inspiração para fazer a FPM foi buscada em iniciativas ousadas e vitoriosas como o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e o Instituto Militar de Engenharia (IME), que se tornaram ilhas de excelência na produção de ensino e saber. Os graduados nessas duas instituições se despontam em diversas áreas da tecnologia e concorrem em pé de igualdade no mundo inteiro.
A Fundação Tiradentes, pessoa jurídica responsável pela FPM, é uma consolidada organização do Terceiro Setor, segmento social que pratica ações filantrópicas. Nasceu em 15 de julho de 2003 e tem suas atividades acompanhadas por um conselho, passando por órgão do Ministério Público que aprova suas contas anualmente.
O processo de requerimento e preparação para implantar os cursos superiores na Faculdade da Polícia Militar tem acompanhamento integral do Ministério Público para atestar a lisura do processo e integridade dos recursos envolvidos. A promotora de Justiça Marlen Gladys, da Curadoria de Fundações, recebe relatórios circunstanciados e audita os procedimentos da Fundação.
O tenente-coronel Cleber estima que até o segundo semestre possa ser confirmada a previsão de entrada em funcionamento da Faculdade da Polícia Militar.
tenente-coronel Cleber Aparecido Santos diretor presidente da Fundação Tiradentes (2)
Tenente-coronel Cleber Aparecido: inspiração no ITA(fotos: divulgação)

Presos fazem rebelião em Planaltina de Goiás e deixam delegacia danificada Detentos atearam fogo em colchões. Eles reclamam da comida da prisão


Presos fazem rebelião em Planaltina de Goiás e deixam delegacia danificada
Detentos atearam fogo em colchões. Eles reclamam da comida da prisão

postado em 22/01/2015 13:33 / atualizado em 22/01/2015 15:48

Isa Stacciarini
Presos foram contidos depois de uma hora de motim na unidade prisional do Entorno

Os presos da delegacia de Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, fizeram um motim na tarde desta quinta-feira (22/1). Cerca de 20 detentos atearam fogo em colchões. Eles reclamavam da alimentação fornecida na unidade prisional. Por volta das 14h, a situação já havia sido controlada. Pouco depois, os presidiários retornaram às celas.



No momento em que estourou a rebelião, havia apenas quatro policiais civis no local. Eles pediram reforço à Polícia Militar. Segundo o delegado-chefe da unidade, Cristiomário Medeiros, o motim teria sido motivado pelo fato de os presos não poderem receber alimentos levados por familiares.

"Os presos querem receber a comida de fora, mas isso é inviável, pois temos poucos policiais no plantão e não há como controlar a alimentação para 20 pessoas, uma vez que é necessária a revista", esclareceu. "Para fazer isso, teria de interromper o atendimento à população", concluiu.

Presos lotam delegacia de Planaltina de Goiás

Com o apoio da PM, os agentes realizaram revista nas celas. Retiraram os presos e encontraram isqueiros. É permitida a entrada de cigarros nas celas. A Polícia Civil informou que, após uma hora e meia de manifestação, a situação ficou sob controle.


Superlotação


Nesta quarta-feira (21/1), o Correio publicou reportagem sobre a superlotação na cadeia de Planaltina de Goiás. Seis presos precisaram ser liberados da carceragem para amenizar o problema.

A medida para soltura dos presos foi determinada na terça-feira pela Vara de Execução Penal do município, distante 60km de Brasília. A falta de vagas ocorre em virtude da interdição da cadeia pública da região.

fonte correio Braziliense

MARCHA PARA JESUS EM ÁGUAS LINDAS DE GOIÁS


Marcha para Jesus aconteceu no dia 19 de setembro de 2014 em Águas Lindas de Goiás. Muita gente, a maioria de congregações evangélicas seguiram um trio elétrico com músicas ao vivo do Setor Cidade do Entorno até a entrada do Jardim Brasília onde se concertaram para shows Gospeis logo mais a noite.

Mistério: mulher é encontrada morta em Senador Canedo

Juiza determina a prisão "Zói Verde" maior traficante de drogas de Goiás

GOLPE BILHETE PREMIADO

Quadrilha aplica golpes milionários com documentos ...

Quadrilha é suspeita de aplicar o golpe do "Boa Noite Cinderela" em Goiás

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

ACIOLLY FALA EM POUCAS PALAVRAS SOBRE ISAIAS O PROFETA MESSIANICO E REI ...

MARIDO MATA ESPOSA E A ENTERRA NO QUINTAL


Ten Coronel Heber

via facebook


MARIDO MATA ESPOSA E A ENTERRA NO QUINTAL

Na tarde de 08/01 por volta das 18hs, policiais militares foram averiguar uma denúncia no Povoado dos Americanos (Luziânia) de que um homem havia matado a esposa e a enterrado no quintal de casa
.
No local foi verificado que a vítima estava enterra no quintal e os braços da vítima para fora da terra. A equipe de policiais militares localizou o autor que confessou o crime dizendo que no dia 04/01 a noite, agrediu a esposa com um soco no rosto e ela veio a desmaiar e posteriormente ao óbito. No dia seguinte o autor enterrou a vítima no quintal de casa.
A Polícia Militar prendeu o autor deste crime bárbaro.



Aciolly de Melo
C

Com superlotação, presos podem ser soltos de delegacia de Planaltina (GO) Na terceira inspeção da OAB-GO ao local, advogados pedem liberação de presos com menor potencial ofensivo


Com superlotação, presos podem ser soltos de delegacia de Planaltina (GO)
Na terceira inspeção da OAB-GO ao local, advogados pedem liberação de presos com menor potencial ofensivo

Mariana Laboissière
Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Goiás (OAB-GO) fizeram uma vistoria na delegacia de Planaltina de Goiás na última sexta-feira (16/1), junto com representantes da Comissão de Direitos Humanos do município — a cerca de 60 km do DF —, para verificar o problema de superlotação no local, que abriga 26 presos, mas tem espaço para apenas quatro. Na última semana, a delegacia ficou dois dias fechada para atendimento ao público, pois a demanda com os presos atrapalhou a rotina normal do espaço.

Essa foi a terceira inspeção da OAB-GO à delegacia. Oito representantes da entidade conversaram com os presos e oficiaram vários órgãos, incluindo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o estado de Goiás, para que medidas sejam tomadas a respeito do problema. Eles solicitaram ainda a liberação dos suspeitos de crimes considerados de menor potencial ofensivo, como furtos, não pagamento de pensão alimentícia e violência doméstica.

A presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-GO, Mônica Araújo, esclarece que a ideia não é liberar todos os presos, mas, sim, colocá-los em local adequado. “Pedimos as providências no que se refere ao cumprimento de todas as questões relacionados aos direitos humanos. Hoje, algumas pessoas presas por furtos e outros crimes de menor potencial ofensivo acabam ocupando lugar de pessoas que respondem por crimes mais graves, como latrocínio”, argumentou. Segundo ela, tanto a delegacia, como a cadeia pública da cidade estão entre uma das piores unidades do País. “Não houve licitação para início da obra do novo presídio, embora o terreno esteja separado.”

Segundo o delegado Cristiomário Medeiros, os presos dividem duas celas de oito metros quadrados cada uma. “Menores de idade deveriam ficar aqui, no máximo, cinco dias. Os maiores, nenhum dia. Mas tem gente com dois meses aqui. E não temos banho de sol, nem visita. Aqui eles só tem almoço e janta da cadeia ”, revelou. Até a semana passada, havia uma mulher presa na delegacia, mas ela acabou liberada na quinta-feira passada. Por falta de espaço, ela ficava em um corredor.

Acusados de roubo, tráfico e latrocínio estão acomodados em uma mesma cela. “Estou aguardando uma definição da Justiça. A nossa preocupação maior é que todas essas pessoas voltem a cometer mais crimes. Por isso, queremos que eles continuem presos, mas o sistema não tem espaço. O presídio público já está no limite da capacidade, com 146 detentos”, concluiu.

Formosa

Na semana passada, uma decisão de um juiz de Formosa causou polêmica na cidade. Durante o plantão judicial na 1ª Vara Criminal, no fim do ano, o magistrado Fernando Oliveira Samuel fez alterações no sistema prisional do município, localizado a 80 quilômetros de Brasília. Ele determinou que os 58 presos do regime semiaberto se dediquem à Educação para Jovens e Adultos (EJA). A proposta, no entanto, desobriga os detentos do pernoite na cadeia pública. Com a decisão, eles seriam liberados da reclusão diária entre as 20h e as 6h. Depois do ocorrido, o Ministério Público entrou com uma ação com objetivo de suspender a decisão do juiz.
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2015/01/19/interna_cidadesdf,467050/com-superlotacao-presos-podem-ser-soltos-de-delegacia-de-planaltina.shtml

Taxista é encontrado morto próximo ao balão entre o aeroporto e o Park Way Segundo a polícia, José Leudomar da Silva foi vítima de latrocínio. A carteira de documentos foi encontrada em Santo Antônio do Descoberto sem os R$ 3 mil que ele havia ganho e estava com ele. Além disso, um celular foi rastreado em Santa Maria


Taxista é encontrado morto próximo ao balão entre o aeroporto e o Park Way
Segundo a polícia, José Leudomar da Silva foi vítima de latrocínio. A carteira de documentos foi encontrada em Santo Antônio do Descoberto sem os R$ 3 mil que ele havia ganho e estava com ele. Além disso, um celular foi rastreado em Santa Maria


Guilherme Pera
O corpo de um taxista foi encontrado no na quadra 14 do Park Way, na parte próxima ao Aeroporto da região administrativa, por volta das 10h desta segunda-feira (19/1). José Leudomar da Silva, 53 anos, conhecido na praça como Mazinho, estava desaparecido desde a noite do domingo. Ele foi vítima de latrocínio.

José Leudomar havia pego uma passageira em Águas Claras e desembarcado no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek. O último registro dele com vida é das câmeras de segurança do aeroporto. As imagens foram gravadas por volta das 21h.

O taxista, que estava há 20 anos na praça, levava R$ 3 mil em um consórcio feito com outros colegas de profissão. Ele ganhou o dinheiro na última sexta-feira e não depositou a quantia.



A perícia apontou que Mazinho morreu com um tiro à queima roupa na região da axila. A carteira de documentos dele foi encontrada em Santo Antônio do Descoberto (GO). Sem os R$ 3 mil.

Além do dinheiro, o suposto latrocida levou um celular. O último local em que o sistema de comunicação da cooperativa de táxis da qual a vítima fazia parte rastreou o aparelho foi em Santa Maria.

Até o momento, a polícia não encontrou nenhum suspeito. A 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul) investiga o caso.
fontehttp://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2015/01/19/interna_cidadesdf,467144/taxista-e-encontrado-morto-proximo-ao-balao-entre-o-aeroporto-e-o-park.shtml

Waldemir Moraes Acioly de Melo nascido em Cuiabá Mato Grosso em 27 de Setembro de 1971 filho de Waldir Acioly de Melo e Dorinha Moraes de Melo.

'''Waldemir Moraes Acioly de Melo nascido em Cuiabá Mato Grosso em 27 de Setembro de 1971 filho de Waldir Acioly de Melo e Dorinha Moraes de Melo.  Tendo como avos  paterno Benvindo Acioli de Melo (Desaparecido)e Romana Angelina de Melo.   Ainda bem Criança começou a se interessar pela musica começou a escrever letras de musicas locais para festivais regionais Em Escolas locais como também a participar de eventos Musicais na Igreja onde frequentava.
Aos 16 Anos de idade mudou se para Peixoto de Azevedo Mato Grosso região onde a corrida pelo ouro éra intensa.    Começou trabalhando como balconista vendedor de equipamentos e suplementos para Garimpo.  Aos 19 anos mudou-se para a capital Goiana durante o dia trabalha no comercio e a noite além de Estudar  compunha musicas diversas  com um estilo versátil participou de Varias Bandas e algumas duplas.   No ano de 1993 ingressou na Policia Militar  e foi participar da formação da Banda de Musica Militar Em Pires Do Rio Goias.  No ano de 1995 no interesse pessoal mudou-se para Anápolis onde como musico começou a se destacar nas noites Goianas Fez parte da Dupla Aciolly e Vilmar  ambos Militares conciliavam a carreira de Policial com a de Musico nas horas de folgas.    Criando arranjando Musicas diversas  gravou seu primeiro CD Independente na éra das musica Sertaneja country consegui um feito inédito sua produção vendeu mais de 12 mil copias fato esse que o levou a se destacar na região tendo alguns rits regravado por celebridades da Musica regional e Nacional.    Escreveu além de Musicas diversas escreveu muitos gingles de campanhas politicas sendo que muitos dos candidatos eleitos e reeleitos com numero récorde de votos.     
     Um ritimo que contagiou o Povo Goiano foi quando um candidato  anonimo que por questões éticas e pessoais cresceu de forma meteórica vindo a galgar uma boa colocação sendo campeão de votos.   Fato esse que muito o emocionou ao ouvir Crianças e adultos cantando " O POVO GRITA O POVO CANTA *******VOTO COM CONFIANÇA "...  Resultando-lhe uma experiencia na coordenação de campanhas que culminou em varios convites ao assessoramento parlamentar.     
      Polemico em Seus argumentos partiu para a luta classista participando das articulações pelas Pecs da segurança Publica  no congresso nacional , nas idas e vindas ao congresso fez parte da comissão que articulou a votação da PEC 300 EM BRASILIA ,projeto esse que versa sobre o piso nacional.  Durante os tramites do projeto  atuou como represente Regional da Associação dos Sub Tenentes e Sargentos Assego Goias  na região do Entorno de Brasilia.   http://sgtaciolly.blogspot.com.br/'''

O músico Hilton Acioli, que entre suas composições tem canções com Geraldo Vandré em 1968 e jingles das campanhas de Lula à Presidência em 1989, 1998 e 2002, bem como os de Luiza Erundina e Celso Daniel para a prefeitura de São Paulo e Santo André em 1988, conta, neste vídeo do Especial UOL Eleições 1989, histórias sobre o "Vai lá e vê" (ou "Lula lá"), sua peça política mais célebre, pela qual não cobrou um tostão, e que voltaria a ser entoada, com variações, em eleições seguintes.

IO músico Hilton Acioli, que entre suas composições tem canções com Geraldo Vandré em 1968 e jingles das campanhas de Lula à Presidência em 1989, 1998 e 2002, bem como os de Luiza Erundina e Celso Daniel para a prefeitura de São Paulo e Santo André em 1988, conta, neste vídeo do Especial UOL Eleições 1989, histórias sobre o "Vai lá e vê" (ou "Lula lá"), sua peça política mais célebre, pela qual não cobrou um tostão, e que voltaria a ser entoada, com variações, em eleições seguintes.

COMO CRIAR UM DELINQUENTE***

Promotor que acusou Cristina Kirchner é achado morto; entenda o caso


Promotor que acusou Cristina Kirchner é achado morto; entenda o caso

BBC Brasil
BBC10 horas atrás



Alberto Nisman foi encontrado morto com um tiro em seu apartamento no bairro de Puerto Madero, em Buenos Aires


A morte de um promotor que havia acusado na semana passada a presidente Cristina Kirchner de querer por um fim à investigação do atentado em 1994 que matou 85 pessoas em uma centro judaico em Buenos Aires provocou comoção e polêmica na Argentina.

O corpo de Alberto Nisman, de 51 anos, foi encontrado na noite de domingo no banheiro do seu apartamento na capital argentina, no bairro de Puerto Madero, quatro dias depois de ter denunciado que a presidente, o ministro das Relações Exteriores, Hector Timerman, e outras duas pessoas teriam arquitetado um plano para acobertar possíveis pistas contra iranianos acusados pelo ataque a bomba de 1994.

Nisman era esperado na tarde desta segunda-feira na Câmara dos Deputados para esclarecer as denúncias feitas na quarta-feira.

O corpo do promotor estava junto a um revólver calibre 22, segundo uma promotora de Justiça que esteve no local. Nisman tinha afirmado à imprensa argentina no final da semana passada que temia ser morto por causa da investigação.

A polícia trabalha com a hipótese de suicídio. Mas setores da oposição suspeitam que Nisman teria sido morto.

"Falei com ele no sábado, mais de uma vez, e ele me disse que estava se preparando, estudando tudo para comparecer na segunda-feira. Ele também me disse que vinha sendo pressionado e sofrendo ameaças", disse a deputada opositora Patricia Bullrich nesta segunda à imprensa local.

Num comunicado divulgado na manhã desta segunda-feira, a Secretaria Nacional de Segurança diz que Nisman contava com a segurança de dez profissionais e que foram eles que perceberam que o promotor não tinha pego os jornais na porta do apartamento, como fazia normalmente, e decidiram ligar para a secretária dele e para familiares.

O secretário de Segurança do governo da presidente Cristina Kirchner, Sergio Berni, disse que, diante da preocupação dos seguranças, ligou para familiares de Nisman, e foi decidido que entrariam no apartamento.

"Entramos com seguranças, com a polícia e com a família. A mãe dele entrou no banheiro, que estava fechado, e foi constatado (que ele estava morto no local)", disse Berni à emissora de televisão TN (Todo Notícias), de Buenos Aires.

Os documentos e fitas sobre as denúncias que fez contra a presidente e seus assessores teriam ficado em uma mesa do apartamento, segundo informações da imprensa local.

"Tudo foi fotografado porque buscamos a maior transparência possível. Mas não posso dizer o que havia no apartamento", disse Berni quando perguntado sobre os documentos.

Para o ex-ministro da Justiça Ricardo Gil Laavedra, a morte do promotor "é um caso gravíssimo".

Complô

Nisman havia denunciado um suposto complô liderado pela presidente Cristina Kirchner para excluir iranianos da lista de acusados pelo atentado contra a Associação Mutural Israelense Argentina (AMIA), no dia 18 de julho de 1994, que deixou 85 pessoas mortas e cerca de 300 feridas.

Na ocasião, um carro-bomba foi detonado em frente à associação, no que até hoje é visto como o maior atentado terrorista da história na América Latina. As primeiras investigações levaram à prisão de alguns argentinos que teriam dado apoio logístico aos autores do ataque a bomba. Mas eles foram soltos e hioje ninguém se encontra preso pelo caso.

As investigações judiciais - que passaram a ser comandadas por Nisman a partir de 2005 - levaram à acusação formal de oito pessoas - sete iranianos e um libanês.

A Justiça argentina dizia ter provas de que o ataque foi organizado pelo movimento islâmico libanês Hezbollah com apoio estratégico e econômico do governo iraniano.

Em 2006, o governo de Néstor Kirchner fez um pedido formal à Interpol pela captura dos acusados. O governo iraniano refutou as acusações e se recusou a entregar os oito acusados, que supostamente vivem no país.

Segundo Nisman, desde 2011 o governo teria mudado de posição em relação ao caso. "Houve uma mudança radical na postura do governo", disse ele na quarta passada à emissora de TV Todos Notícias (TN). "Agora se fez um acordo com terroristas".

Ele disse à TN, naquela mesma quarta, que o governo argentino ofereceu grãos em troca de petroleo ao Irã, com a promessa de que as acusações contra os sete iranianos e o libanês fossem colocadas de lado.

"Tenho uma série de gravações (de escutas telefônicas) e tudo foi por ordem da presidente Cristina Kirchner", disse à TV.

Petróleo e grãos

Nisman havia acusado Timerman (esq.) e Cristina Kirchner de fazer um acordo com o Irã

Segundo Nisman, em janeiro de 2011 a presidente teria "determinado" ao ministro Timerman que "desvinculasse" os iranianos acusados do caso.

Ele afirmou ainda que contava com gravações que comprovam o que chamou de "pacto de silêncio" sobre os iranianos procurados pela Interpol.

Na entrevista à TN, Nisman disse que vinha sofrendo ameaças e que seu telefone havia sido grampeado. "Sabem da minha ex-mulher, sabem de coisas que eu não sabia".

Os familiares das vítimas do atentado afirmaram estar "chocados" com a morte do promotor.

Luis Cichesky, pai de uma das vítimas do atentado a bomba, disse: "É uma tragédia para o país. O melhor agora é que a denúncia dele ganhe um caminho para a saúde do país".

O presidente da DAIA (Delegação de Associações Judaicas Argentinas), Julio Schlosser, disse que todos estão "consternados".

ONS determina redução de oferta de energia e falta luz em 8 Estados e no DF


ONS determina redução de oferta de energia e falta luz em 8 Estados e no DF

Estadão




O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) determinou que diversas distribuidoras de energia, com operações nas regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, reduzissem a oferta de energia durante uma parte da tarde desta segunda-feira, 19.

As companhias Eletropaulo (de São Paulo), CPFL Energia (do interior de São Paulo), Copel (do Paraná), Light e Ampla (ambas do Rio), Cemig (de Minas Gerais), EDP Energias do Brasil (do Espírito Santo), CEEE, RGE, Elektro e Celesc e AES Sul confirmaram a orientação do ONS.

O ONS ainda não comunicou a razão do ocorrido. Foram relatados problemas de falta de luz por usuários de redes sociais de oito Estados - São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina e Rio Grande do Sul -, além do Distrito Federal.

A Eletropaulo informou, por meio de nota à imprensa, que o ONS orientou o corte de energia de mais de 700 Megawatts. Poucos minutos depois, em novo comunicado, informou que, "seguindo orientação do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), restabeleceu a totalidade de sua carga de energia distribuída às 15h50".

De acordo com assessoria de imprensa da Eletropaulo, em contato telefônico, não há informações oficiais de quais regiões da cidade de São Paulo sofrem ou sofreram com os cortes de energia. A companhia promete comunicado para detalhar melhor quais regiões atendidas por ela serão ou foram afetadas.

A Copel (do Paraná) também foi orientada pelo ONS a reduzir oferta em 320 MW de energia distribuída; a Light e a Ampla (ambas do Rio) também receberam ordem semelhante. CPFL Energia (interior de São Paulo), após ser submetida à mesma determinação, recebeu autorização para restabelecer fornecimento a um terço dos clientes.

Em São Paulo, a Linha Amarela do metrô teve problemas de operação devido à falta de energia elétrica. O Twitter oficial da concessionária republicou fotos tiradas por usuários. Nas imagens, pessoas descem dos trens e caminham pelos trilhos. (Com Agência Estado)

Após separação de Rick, Renner diz passar fome e promete: 'Não vou beber mais'

Após separação de Rick, Renner diz passar
fome e promete: 'Não vou beber mais'







APÓS SEPARAÇÃO DE RICK, RENNER DIZ PASSAR FOME E PROMETE: 'NÃO VOU BEBER MAIS'


Renner já sente os efeitos do fim da dupla sertaneja com Rick. Em entrevista ao programa "Domingo Espetacular", da Record, o cantor disse que atualmente passa necessidade. "Ontem, a gente não tinha nada para comer. Aí um amigo me mandou mil reais", contou ele, no apartamento alugado em que vive em Barueri (SP). "As pessoas pensam que a gente ganha uma grana muito grande, mas não. Eu tinha meu salário com que pagava minhas pensões. Amo meus filhos e os quero muito bem", disse o artista, entregando que recebia R$ 15 mil por mês.

A dupla com Rick acabou após o acidente de trânsito em que Renner se envolveu em São Paulo, no ano passado, na semana do Natal. Ele estava dirigindo embriagado e bateu em um carro que estava estacionado. Um vídeo que circula na internet mostra o artista sob o efeito do álcool após a colisão. Esse não foi o primeiro acidente que ele provocou. Em 2001, o sertanejo invadiu o sentido contrário de uma rodovia no interior em alta velocidade e deixou dois mortos, ao bater em uma moto.

Questionado, Renner disse não se considerar alcoólatra. "Existe aquele que bebe todo dia, que faz uso da bebida para se estabilizar e se sentir bem. Deve ser porque está num estágio avançado (de dependência). Eu sou diferente, não posso beber. Se bebo uma cerveja, quero outra e outra. Perco o limite, mas, a partir do momento que paro, volto a mim e já não tenho mais vontade", disse ele, negando que tenha usado drogas. "Seu eu tivesse, falaria".

Renner que escrever um novo futuro

Na entrevista, Renner mostrou-se arrependido e disse que não cometerá mais o mesmo erro. "Não bebi mais (desde o acidente) e nem vou beber. Tenho que falar isso para mim. Não tenho crise de abstinência, só estou ansioso para dar continuidade à minha vida", pontuou ele, acrescentando que bebeu no dia do acidente porque estava abalado por não ter dinheiro para passar o Natal com a mãe, em Brasília (DF). "Queria ter viajado no dia 22, mas o preços das passagens estavam muito altos".

Após o acidente de trânsito em São Paulo, Renner foi internado em uma clínica de reabilitação em Florianópolis (SC). Rick ligou para o ex-companheiro para anunciar que iria terminar a dupla, mas ele não quis atendê-lo e passou o telefone para o dono da clínica. Com isso, Rick enviou uma mensagem de celular, anunciando o fim.

"Eu estava com medo, fragilizado, por isso passei o telefone. Mas eu já sabia, pressentia (o fim). Só esperava que ele fosse lá (até a clínica), dissesse que eu tinha errado, que iria terminar a dupla, mas que no momento fosse poupar minha imagem. Afinal são quase 30 anos de dupla. Mas saio livre, é um alívio para mim. Não quero ser estorvo de ninguém", reclama ele, que agora seguirá carreira solo na área gospel. "Minha subsistência vem da música, mas posso cantar o que quero. E o quero é cantar para Deus".

O que muitos Cristãos deve saber entre o perdão e as consequências do Crime ou pecado cometido.

Muitos por desconhecerem a Biblia Sagrada  vão para os grupos denominações e ao receberem o perdão de Deus subentende  que estão isentos das consequências de atos e delitos cometidos.
     O Crime cometido "pecado " é perdoado sim pois as sagradas escrituras  assim afirma, o perdão de Deus é maior que qualquer pecado, mas infelizmente não poupa o pecador das consequências de seus atos.
    Entenda: perdoar é eliminar a ira ou o ressentimento contra quem pecou. Portanto, o perdão não lida com as consequências do pecado, mas sim com o pecador.
     Tenho observado que quem vive no erro por um tempo costuma adiar seu arrependimento e mudança por causa do desejo de “aproveitar mais um pouquinho”. Talvez até no subconsciente, a pessoa diz para si mesma, “Eu sei que tenho que mudar, eu vou mudar, mas agora não… vou continuar mais um pouco… Depois eu me conserto com Deus e com o mundo.”
         É a síndrome do ladrão que é sempre pego “na última vez” que ia roubar. “Só mais essa, depois eu paro.” Quando finalmente acaba na prisão, aí ora a Deus e promete mudar. E Deus perdoa. Mas o ladrão terá de pagar sua dívida com a lei e cumprir seu tempo de prisão.

Deus perdoa o alcóolatra e o drogado. Mas o corpo ferido pelos vícios pagará o preço.

Deus perdoa o adúltero. Mas a criança nascida da amante ou a marca do adultério estará sempre lá — quer o casamento continue ou não.

Deus perdoa seus gastos irresponsáveis. Mas você terá de pagar o cartão de crédito.

Deus perdoa sua mentira. Mas talvez as pessoas para quem você mentiu poderão levar muito tempo para confiar em você novamente — se é que conseguirão.

Por isso, a inteligência espiritual nos ensina que a melhor coisa é não pecar. E se já pecou, parar o quanto antes.

Como alguém disse: a primeira coisa a fazer quando se está no fundo do poço é parar de cavar.
     No cotidiano sempre temos deparado com pessoas que se dizem arrependidas e pedem sim uma chance.   Querem um recomeço com dignidade e uma oportunidade que muitos as valorizam e mudam suas condutas.      Agora o que dizer quando os tais tem pendencias com a Justiça?
      Grupos de recuperação Igrejas Sacerdotes Missionários pessoas que dedicam suas vidas em procurar o resgate de seres humanos fazem muito por esses seres humanos que aguardam e acreditam no milagre da mudança de vida  através do Evangelho.     Porém um suporte Jurídico ajuda e muito a aqueles que já conseguiram dar o seu primeiro passo que é abandonar a vida louca de pecado e crime e acreditam que para lá não voltaram jamais.   Acredito eu que por falta de recursos e até de conhecimento Jurídico e Biblico  muitos não tem buscado completar esse trabalho que é essencial para a reintegração dos tais a sociedade de cabeça erguida e sem ter do que se envergonhar ,nada a temer.
    Orientar os tais Juridicamente a cumprirem com suas obrigações  e pagarem perante a justiça também é uma forma de evangelizar.  Pois muitos que fizeram isso hoje podem de cabeça erguida dizer que valeu a pena ter o perdão de Deus porém cumprirão com o seu dever de cumprimento as leis.

Rodrigo Gularte foi preso em 2004 ao tentar entrar no país com cocaína em pranchas

Próximo! Outro brasileiro condenado por tráfico deve ser fuzilado em fevereiro

Rodrigo Gularte foi preso em 2004 ao tentar entrar no país com cocaína em pranchas



Após executar o brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, de 53 anos, a Indonésia deve executar neste ano mais um brasileiro pelo crime de tráfico de drogas. Rodrigo Gularte, de 42 anos, que está no corredor da morte há cerca de dez anos, tem seu fuzilamento previsto para fevereiro.

Gularte foi preso em 2004 por tentar entrar no país com 6 kg de cocaína. Ele usou oito pranchas de surfe para esconder 12 pacotes da droga.

O brasileiro estava a caminho da ilha de Bali, acompanhado de dois amigos, mas assumiu sozinho a autoria do crime de tráfico internacional de drogas.

Em entrevista neste sábado (17) à emissora GloboNews, a mãe do condenado, Clarisse Gularte, afirmou que seu filho sofre de problemas mentais. Segundo reportagem do jornal Gazeta do Povo, uma familiar do brasileiro vai entregar nos próximos dias às autoridades indonésias um laudo médico que atesta um quadro de esquizofrenia em Gularte.

O ministro da Justiça da Indonésia, Heru Prasetyo, disse na sexta-feira (16) que as execuções planejadas para este domingo mostram que o país não vai ceder na guerra contra as drogas.

Ele explicou que a execução de domingo seria a primeira do ano, disse que haveria ainda um segundo grupo de executados em 2015 (no qual se encontra Gularte) e que isso aconteceria provavelmente em fevereiro.

A única forma de reverter a execução da pena de morte na Indonésia, após a condenação pela Justiça, é por meio do perdão presidencial. Este recurso, no entanto, dificilmente será adotado pelo atual presidente, Joko Widodo. Ele assumiu o poder em outubro passado com uma plataforma política em que o rigor no combate ao crime fazia parte das promessas de campanha.

Na sexta-feira (16), após uma semana de tentativas, Dilma conseguiu falar por telefone com Widodo para fazer um apelo pessoal pelas vidas de Archer e Gulart, mas o pedido foi negado.

Segundo um comunicado do Palácio do Planalto, o presidente indonésio disse que não poderia comutar a sentença de Moreira e Gularte, porque "todos os trâmites jurídicos foram seguidos conforme a lei indonésia, e aos brasileiros foi garantido o devido processo legal".

Tentativas de ao menos adiar a execução foram feitas também pela Anistia Internacional, mas os planos esbarraram no apoio popular à pena de morte para traficantes entre a população da Indonésia, que é de maioria muçulmana.

Após o fuzilamento de Moreira, a presidente Dilma emitiu comunicado se dizendo ‘indignada’ com a execução. Ela convocou o embaixador brasileiro em Jacarta para consultas, uma atitude que é interpretada como um abalo das relações diplomáticas.

Segundo levantamento da Anistia Internacional, há 160 pessoas no corredor da morte na Indonésia, dos quais 63 são estrangeiros de 18 países.

Além de indonésios e do brasileiro, há condenados da Austrália, China, Estados Unidos, França, Gana, Holanda, Indonésia, Índia, Irã, Malásia, Nepal, Nigéria, Paquistão, Serra Leoa, Tailândia, Vietnã e Zimbábue.

As principais condenações foram por homicídio, terrorismo e, no caso dos estrangeiros, quase todas por tráfico de drogas.

As execuções por pena de morte, que não eram realizadas desde 2008, voltaram a acontecer no país em 2013, quando cinco condenados foram executados. Em 2014, não houve execuções.

De acordo com o último levantamento do Itamaraty, havia 3.209 brasileiros presos no exterior até o fim de 2013.

Estrupador tentar arrastar adolescente pra dentro de mata e acaba morto por guardas municipais de Curitiba

Estrupador tentar arrastar adolescente pra dentro de mata e acaba morto por guardas municipais de Curitiba



Neste final de semana, uma adolescente acompanhada de seu namorado foi vítima de uma tentativa de estupro no Parque Barigui, na cidade de Curitiba.

O casal de namorados estavam no interior do parque quando este marginal armado com uma pistola 9mm, abordou o casal e tentou arrastar a adolescente para dentro da mata, os mesmos com medo saíram correndo e encontraram com uma equipe da Guarda Municipal que realizava o policiamento no local.

Após passar o ocorrido aos agentes, os mesmo começaram a vasculhar o local até encontrar o marginal, que após ser abordado, o mesmo resistiu e reagiu, atirando nos agentes, onde na troca de tiros o marginal acabou baleado e morto pelos agentes.

Parabéns ao excelente trabalho desenvolvido pela Guarda Municipal de Curitiba.


http://www.pec300.com/2015/01/estrupador-tentar-arrastar-adolescente.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+soldadoalmanca+%28Cabo+Alman%C3%A7a%29

ES: Secretário de Segurança Pública de Marataízes critica ação da PM, comandante responde 19:56 Notícias Roupa suja lavada em público, expõe crise no policiamento de verão de Marataízes

ES: Secretário de Segurança Pública de Marataízes critica ação da PM, comandante responde

Roupa suja lavada em público, expõe crise no policiamento de verão de Marataízes




O secretário coronel da RR Marcos Gazzani, afirmou que a Polícia Militar não está desempenhando o papel institucional de fiscalização e repreensão do trânsito no balneário de Marataízes.

Gazzani afirma que a relação entre as duas forças de segurança de Marataízes: Polícia Militar e Guarda Municipal, não possuem entrosamento. Ressalta que a Polícia Civil tem cumprido seu papel como força investigativa, mas  lamenta o descompasso que se chegou no balneário. Segundo o secretario que é Coronel da Reserva da PM que a comunidade reclama, com razão, de quadriciclos circulando livremente nas praias e carros estacionados nas areias da orla marítima, de forma irregular.

 “Não vemos a presença da PM para coibir essa transgressão de transito.Mas o que dizer de um comandante ( major Simmer) que mora fora do município e não conhece a realidade e o dia-a-dia das comunidades”. Lembra que quando foi comandante em diversos batalhões, mudava com a família para o município. Afirma que comandou mais de 28 batalhões em sua carreira como oficial da PM.

“Me orgulho de conhecer cada recanto. Cada liderança e problemas inerentes aos municípios sob a responsabilidade do batalhão”. Enfatizou ainda que está empenhado em apressar a municipalização do trânsito que acredita, ser a solução para o problema. Segundo ainda Gazzani a Prefeitura vai formar mais 30 guardas municipais para atuarem no município.

Major comandante responde as criticas 



O major Simmer, comandante da 9ª Independente, sediado no balneário de Barra do Itapemirim, disse que não comenta sobre outro órgão de governo, mas se defendeu das criticas endereçado ao seu comando.

O oficial lembra que o Código de Transito Brasileiro já determinou a municipalização do trânsito e, cada município deve implantar o seu. "Vários municípios do Estado, já o fizeram, cada um deve se organizar para não sobrecarregar a função de policiamento ostensivo da PM”.

Sobre a fiscalização no trânsito, Simmer mostra cerca de 300 multas somente aplicadas na primeira quinzena de janeiro. "Reservo o direito de morar em outro município. Cumpro meu horário e estou a disposição 24 horas do meu batalhão. Quando existem eventos ou blitz fico direto com meus comandados”.

Quanto aos carros e quadriciclos nas areias das praias, Simmer afirmou que vários foram multados e um foi recolhido, por estar sendo conduzido por um menor. 

Indagado sobre a Operação Verão que teve o reforço de 100 policiais, na primeira quinze de janeiro, e que na virada da quinzena o quantitativo baixou para 41, o major Simmer, ressalta que o policiamento foi reduzido em toda a orla do Estado e que o policiamento sera feito de forma mais ostensiva, usando motos e carros.  Informou que outras informações sobre o quantitativo de policiais poderia ser esclarecido pelo Comando Geral da PM.

FONTE - ESGUIANET

É O FIM DOS TEMPOS***Menina de 18 anos se prepara para casar com seu próprio pai depois de perder a virgindade com ele

Menina de 18 anos se prepara para casar com seu próprio pai depois de perder a virgindade com ele

Compartilhe:


O Incesto (ter relações íntimas com um próprio parente) é possivelmente o último tabu quando se fala em sexo. Embora esse assunto seja tratado como algo repulsivo na maioria das culturas conhecidas, especialistas afirmam que o fenômeno pode ser mais comum do que pensamos.
Conhecido como “Atração Sexual Genética”, de acordo com a característica publicada no The Guardian em 2003, esses sentimentos são particularmente comuns quando indivíduos que não se viam há muito tempo se reencontram.
Devido a toda polêmica que o assunto pode trazer, poucas pessoas que se relacionam nessas condições falam sobre isso em público, no entanto, numa recente entrevista publicada na Science of Us, blog do New York Magazine, uma menina de 18 anos afirma estar em um relacionamento de dois anos com o pai.
Menina de 18 anos se prepara para casar com seu próprio pai
Menina concedeu entrevista contando sobre o seu relacionamento com o próprio pai, e diz que está noiva e pronta para se casar com ele.
Ela explica que seus pais se separaram quando tinha 18 anos, antes dela nascer. A menina disse que seus pais a tiveram quando eles possuíam apenas 18 anos de idade. A partir daí, o pai a viu com pouca frequência.
133
A garota explica que voltou a ter contato com o pai quando tinha 17 anos (cerca de 12 anos depois do último encontro). “Foi tão estranho e confuso. Ele é tão bonito!”
Ela relatou, também, ter deixado de ser virgem com o pai. “Foi tão natural. Ele nem sequer sentiu o tabu.”
Apesar de muitas pessoas entenderem essa união como inaceitável, eles estão prestes a se casar e foram aceitos como um casal de verdade por seus avós paternos. “Eles entendem que estamos felizes juntos e não veem a hora de termos bebês,” contaram eles.
Fonte: Metro

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM