ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Suposto serial killer é indiciado por mais duas mortes em Goiânia, diz juiz Justiça recebeu os dois inquéritos da Polícia Civil e já os repassou ao MP. Homem foi espancado, enquanto mulher, que seria prostituta, foi estrangulada.

Suposto serial killer é indiciado por mais duas mortes em Goiânia, diz juiz

Justiça recebeu os dois inquéritos da Polícia Civil e já os repassou ao MP. 
Homem foi espancado, enquanto mulher, que seria prostituta, foi estrangulada.

Sílvio TúlioDo G1 GO
Suposto serial killer Tiago Henrique Gomes da Rocha chega em audiência em Goiânia, Goiás (Foto: Vitor Santana/G1)Tiago foi indiciado pela morte de mais duas
pessoas (Foto: Vitor Santana/G1)
O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, recebeu nesta segunda-feira (15) dois inquéritos policiais envolvendo crimes cometidos pelo vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, apontado como suposto serial killer de Goiânia. Segundo o magistrado, ele foi indiciado por homicídio qualificado nas mortes de um homem e de uma garota de programa.
Ao G1, a advogada de Tiago, Brunna Moreno disse que não teve acesso ao inquérito e por isso não pode se pronunciar. 
Alcântara explicou que os dois casos não estavam na lista inicial feita por uma força-tarefa a Polícia Civil, que investigava crimes de mulheres e moradores de rua e que prendeu Tiago. De acordo com o inquérito, o vigilante confessou os dois homicídios.
"Esses inquéritos estavam parados nas delegacias, pois não tinham autoria. Quando começou a surgir os casos que ele foi acusado, foram levantados outros crimes que teriam sido cometidos por ele, como esses dois", disse ao G1.

Menos de dois meses depois, no dia 7 de dezembro, Tiago teria matado a prostituta Cleidiane Pereira de Oliveira, no Setor Rodoviário, também na capital. Segundo as investigações, o suposto serial killer a levou para um lote baldio e a asfixiou. O laudo pericial comprovou que não houve violência sexual.
O primeiro crime ocorreu no dia 28 de setembro de 2012. Segundo o inquérito, Tiago voltava para casa junto com João Carlos de Oliveira, após conhecê-lo em uma festa, em Goiânia. Aparentemente, sem nenhum motivo, o vigilante começou a brigar com a vítima e o espancou até a morte.
O juiz explicou que já encaminhou os inquéritos ao Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), que tem cinco dias para se posicionar em relação, podendo denunciar Tiago, pedir mais diligências ou ainda arquivar os processos.
Decisões
Tiago Henrique já foi encaminhado a júri popular pela morte de 17 pessoas: Beatriz Cristina Oliveira da Rocha, de 23 anos, Adailton dos Santos Farias, de 23 anos, Bárbara Luiza Ribeiro, 14 anos, Ana Lídia Gomes de Sousa, 14; Juliana Neubia Dias, 22; Lilian Sissi Mesquista, 28; Wanessa Oliveira Felipe, 22; Carla Barbosa de Araújo, 15; Ana Karla Lemes da Silva; 15; Isadora Aparecida Cândida, 15; Thamara da Conceição Silva; 17; Arlete dos Anjos Carvalho, 16; Taynara Rodrigues da Cruz, 13, Pedro Henrique de Paula Souza, 19, Ana Rita de Lima, 17, Bruna Gleycielle de Sousa Gonçalves, 26, e Mauro Ferreira Nunes, 51.
Suposto serial killer escreve carta a juiz e diz que quer 'esclarecer os fatos', em Goiânia, Goiás (Foto: Vitor Santana/G1)Na maioria das audiências, Tiago permanece
calado (Foto: Vitor Santana/G1)
Além disso, a Justiça já condenou Tiago a três anos de prisão em regime aberto por porte ilegal da arma, a mesma que ele teria usado para cometer os crimes. Além disso, ele também terá de pagar uma multa no valor de R$ 241.
Apesar da pena não ser em regime fechado, Tiago está detido em virtude da condenação a 12 anos e 4 meses em regime fechado por ter assaltado duas vezes a mesma agência lotérica do Setor Central, em Goiânia.
Prisão
O vigilante foi preso no dia 14 de outubro do ano passado e aguarda julgamento no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana. Além de crimes contra mulheres, ele também confessou assassinatos de homossexuais e moradores de rua. Inicialmente, ele afirmou ter cometido 39 homicídios. Depois, em depoimentos na companhia de advogados, ele reduziu o número para 29.
Além disso, a Justiça já condenou Tiago a três anos de prisão em regime aberto por porte ilegal da arma, a mesma que ele teria usado para cometer os crimes. Além disso, ele também terá de pagar uma multa no valor de R$ 241. Também foi condenado a 12 anos e 4 meses em regime fechado por ter assaltado duas vezes a mesma agência lotérica do Setor Central, em Goiânia.
FONTE  G1 GOIÁS
http://sgtaciolly.blogspot.com.br/

Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM