ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Cabo da PM é baleado durante o trabalho em Petrolina de Goiás Ele foi atingido em troca de tiros com grupo que arrombou banco, diz colega. Segundo a Polícia Civil, quadrilha não conseguiu levar dinheiro durante ação.

Cabo da PM é baleado durante o trabalho em Petrolina de Goiás

Ele foi atingido em troca de tiros com grupo que arrombou banco, diz colega.
Segundo a Polícia Civil, quadrilha não conseguiu levar dinheiro durante ação.

Do G1 GO
Criminosos explodiram banco em Petrolina de Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Criminosos explodiram uma agência bancária em Petrolina de Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Um cabo da Polícia Militar de 44 anos foi baleado no pé durante o trabalho, na madrugada deste domingo (13), em Petrolina de Goiás, na região central do estado. Segundo colegas de farda, ele foi atingido durante troca de tiros com criminosos que arrombaram uma agência bancária.
O cabo está internado em estado regular no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). A unidade de saúde informou que ele passou por uma cirurgia nesta manhã e está consciente.
Procurada pelo G1, a assessoria de imprensa da PM informou que vai encaminhar uma nota sobre o ocorrido. No entanto, até a publicação desta reportagem, a corporação não havia se pronunciado.
De acordo com o sargento Wellington Martins Rocha, que estava de plantão no pelotão de Petrolina de Goiás, o cabo que se feriu e um colega se dirigiam para atender a outra ocorrência quando foram surpreendidos pelos criminosos. Houve troca de tiros. Um dos PMs acabou baleado e rendido.
O grupo fez o outro policial refém. Em seguida, segundo Rocha, ele foi levado por parte dos criminosos até a agência, onde detonaram explosivos. Depois, o grupo ainda levou o refém para a porta do pelotão “no intuito de resgatar armas longas”.
“Eles efetuaram tiros para o alto na porta do pelotão, não entregamos a arma e, nisso, não sei por qual motivo, eles retornaram para o local da ocorrência [banco]”, disse Rocha.
Conforme o policial, eles não pegaram o armamento da unidade, apenas as armas usadas pelos militares envolvidos na troca de tiros. O grupo fugiu da cidade sem conseguir levar dinheiro da agência e deixando os dois PMs.
De acordo com o sargento, cinco pessoas integravam a quadrilha. Eles ainda não foram localizados.
Criminosos explodiram banco em Petrolina de Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Banco ficou completamente destruído após explosão (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Investigação
O Grupo Antirroubo a Banco da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) investiga o caso. De acordo com os investigadores, os criminosos não chegaram a explodir caixas eletrônicos. Eles colocaram os explosivos para tentar explodir os cofres, mas não conseguiram rompê-los. O grupo danificou a agência, mas não chegou a levar dinheiro.
De acordo com os militares locados em Petrolina de Goiás, um VW Gol foi encontrado incendiado às margens da GO-330, entre a cidade e Santa Rosa de Goiás. A Polícia Civil investiga se o veículo foi usado pela quadrilha.
Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM