ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Centenas de peixes morrem no Rio São Marcos, na divisa entre GO e MG Mortes começaram a ser percebidas no último dia 1º, segundo ribeirinhos. Causas ainda são desconhecidas e autoridades ambientais investigam.

Centenas de peixes morrem no Rio São Marcos, na divisa entre GO e MG

Mortes começaram a ser percebidas no último dia 1º, segundo ribeirinhos.
Causas ainda são desconhecidas e autoridades ambientais investigam.

Do G1 GO
Centenas de peixes foram encontrados mortos no Rio São Marcos, que fica na divisa entre a cidade de Cristalina, no Entorno do Distrito Federal, e de Paracatu, em Minas Gerais. Os moradores da região estão preocupados, já que as causas da mortandade são desconhecidas e ela ocorre em pleno período de piracema, quando os animais se reproduzem.
Imagens registradas pela população mostram uma grande quantidade de peixes mortos às margens do rio (veja no vídeo acima). Entre eles estão espécies como piau, surubim, piaba e até dourado. A Secretaria de Meio Ambiente de Cristalina, que acompanha o caso, estima que pelo menos meia tonelada de animais já tenha morrido.

A reportagem percorreu o rio de barco e constatou que existem peixes mortos por todos os lados. Como muitos já estão em estado avançado de decomposição, o cheiro é bem forte.
Segundo o ribeirinho Wilian Alves de Oliveira, a situação começou a ser percebida no último dia 1º. “A gente nunca viu uma situação dessa aqui e ficamos espantados, até com medo da situação”, contou.
Amostras da água e dos animais foram coletadas e encaminhadas para Goiânia para análise. Enquanto as causas da mortandade não são reveladas, a orientação é que a população não consuma água do rio e evite pescar.

“Várias famílias dependem desse rio, seja da pesca ou para a irrigação da lavoura. Por isso, a gente pede para os moradores da região que tomem mais cuidado com o rio, que cuidem mais, pois todos dependemos dele”, disse o presidente do Conselho de Segurança de Cristalina, Carlos Roberto de Paulo.
Como o Rio São Marcos faz divisa com Paracatu, a Polícia Civil Ambiental de Minas Gerais informou que também vai investigar o caso.

Danos
O engenheiro ambiental Mateus de Morais alerta para duas hipóteses: despejo de agrotóxicos no rio, já que ele passa por diversas fazendas com plantações, ou a pesca predatória. “Estamos no período da piracema, quando os peixes estão subindo o rio para desovar, e essa situação vai cada vez piorando, podendo levar até a perda de algumas espécies. Isso só traz prejuízos”, disse.
No ano passado, empresários de Cristalina e uniram para povoar o rio com alevinos, com objetivo de garantir a continuidade das espécies e incrementar as atividades de pesca. Agora, eles lamentam a morte dos animais.
“Fizemos um esforço muito grande para soltar 250 mil alevinos no rio. E agora a gente se depara com essa tragédia que a gente vê aqui e todo o nosso trabalho foi por água abaixo”, reclamou o empresário Wanderlei Benatti.
fonte G1
Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM