ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Homem é preso por vender falsos planos vitalícios de TV por assinatura Segundo delegado, ele é foragido do DF pelo mesmo crime de estelionato. Além do golpe, suspeito foi preso em flagrante roubando energia elétrica.

Homem é preso por vender falsos planos vitalícios de TV por assinatura

Segundo delegado, ele é foragido do DF pelo mesmo crime de estelionato.
Além do golpe, suspeito foi preso em flagrante roubando energia elétrica.

Murillo VelascoDo G1 GO
Homem era foragido pelo mesmo crime de estelionato no DF (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Homem era foragido pelo mesmo crime de estelionato no DF (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
A Polícia Civil prendeu um homem de 33 anos suspeito de vender falsos planos vitalícios de TV por assinatura, em Goiânia. De acordo com a investigação, Claristone Junio Quititi conseguia dados de terceiros na internet e os utilizava para contratar serviços da operadora Sky. Segundo a polícia, ele pegava os equipamentos da empresa e os revendia para outras pessoas, cobrando até R$ 12 mil pelo serviço. A suspeita é de que ele tenha feito pelo menos 50 vítimas.

Claristone foi preso na terça-feira (15) no Jardim Guanabara, região leste da capital. Segundo o delegado responsável pelo caso, Frederico Maciel, da Delegacia do Consumidor (Decon), no momento em que a policia efetuava a prisão, foi descoberto que o suspeito furtava energia por meio de um equipamento instalado no relógio de medição.

Conforme o delegado, Claristone deve ser indiciado por estelionato e por furto, já que foi preso em flagrante roubando energia da Celg, e pode pegar até 5 anos de prisão.
“Chamamos técnicos da Celg [Companhia Energética de Goiás], que comprovaram o furto na rede elétrica e efetuamos a prisão em flagrante”, contou Maciel.

De acordo com ele, Claristone foi encontrado depois que uma vítima procurou a Decon. Segundo o delegado, um dono de um hotel pagou cerca de R$ 12 mil pela instalação de pontos de televisão no estabelecimento, mas teve o sinal suspenso dias depois.

“Ele [o preso] diz que cobrava R$ 550, mas o empresário que nos procurou dá outra versão. Encontramos com ele um caderno onde ele anotava os dados das pessoas lesadas, e acreditamos que vamos identificar outras vítimas”,afirmou o delegado.

Na casa de Claristone foram apreendidos 15 receptores de sinal da Sky, cabeamento de instalação e um caderno onde o suspeito registrava os dados das vítimas, tanto de quem tinha o nome usado indevidamente, tanto para quem ele oferecia os serviços.

A investigação identificou outros três inquéritos em Goiás e um da Polícia Civil do Distrito Federal, que apontam a reincidência de Claristone com o crime de estelionato. Em investigações anteriores, outras três vítimas do golpe já haviam sido identificadas. Segundo a polícia, elas pagaram entre R$ 3 mil e R$ 4 mil com a promessa de ter, de forma vitalícia, o plano completo da Sky.

A Sky informou, em nota ao G1, que "lamenta o ocorrido e esclarece que não oferece planos vitalícios de nenhum de seus serviços". A empresa alerta "para que os clientes tomem sempre providências para evitar que pessoas de má fé se aproveitem da comunidade e da empresa, contatando a Sky ou consultando os planos oferecidos no site da operadora".
Polícia apreendeu 15 receptores de sinal de operadora de TV por assinatura (Foto: Murillo Velasco/G1)Polícia apreendeu 15 receptores de sinal de operadora de TV por assinatura (Foto: Murillo Velasco/G1)
Polícia prende homem em flagrante furtando energia elétrica (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Polícia prende homem em flagrante furtando energia elétrica (Foto: Divulgação/Polícia Civil)FONTE g1

Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM