ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Ex-funcionário é morto em empresa ao cobrar acerto trabalhista, em Goiás Segundo delegado, segurança disparou contra homem e fugiu em seguida. Mulher da vítima, que também é ex-servidora, lamentou caso: 'Não é justo'.

Ex-funcionário é morto em empresa ao cobrar acerto trabalhista, em Goiás

Segundo delegado, segurança disparou contra homem e fugiu em seguida. 
Mulher da vítima, que também é ex-servidora, lamentou caso: 'Não é justo'.

Do G1 GO
Um segurança foi morto nesta quarta-feira (17) após ir à empresa de embalagens onde trabalhava para cobrar o acerto trabalhista e salários atrasados, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo as investigações, Ademar Ferreira Rocha Júnior, de 45 anos, levou um tiro nas costas depois de discutir com um segurança do local, que está foragido.
A indústria fica às margens da BR-060. A vítima trabalhou no local no ano passado durante seis meses, mas foi demitido em dezembro. A mulher dele, Mari Carvalho, também atuou como gerente financeira da instituição por oito anos. Ela lamentou o assassinato do marido.

A Polícia Civil identificou o suspeito do crime como Fábio Olavo. Segundo o delegado Wander Coelho, responsável pelo caso, o homem teria passado em sua residência antes de fugir.
"A gente veio receber aquilo que a gente tem de direito. Eu trabalhei, dei minha vida por isso aqui para acontecer isso. Isso não é justo. Se tivesse descido aqui e falado ‘eu não tenho dinheiro para te pagar, vai procurar outra coisa ou venha outro dia’, não sei. Mas falasse alguma coisa. Aí manda o segurança vir falar com a gente. Ele já apontou a arma para gente”, disse.
“Ele efetuou os disparos, abandonou a arma no local e fazendo o uso de uma caminhonete da empresa ele fugiu. Nós temos informações que ele esteve na sua casa, pegou alguns pertences e está foragido. As equipes estão fazendo diligências por toda cidade para tentar localizar esse cidadão e efetuar sua prisão”, destaca.
Vários outros servidores da empresa, que também foram demitidos, vivem o drama de não receber o dinheiro da recisão trabalhista. O caso, inclusive, é acompanhado pela Delegacia Regional do Trabalho, que apurava irregularidades na unidade.
Mulher do Ex-funcionário morto em empresa ao cobrar acerto trabalhista lamenta, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Esposa da vítima lamentou a morte: 'Isso não é justo'  (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM