ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

O falso coronel ( Antonio Luiz Morgon Filho) estava de 5° Uniforme, bem fardado, e com uma pasta 007. Alegava que trabalhava em Brasília.

Glaucio Montana via Facebook





O falso coronel ( Antonio Luiz Morgon Filho) estava de 5° Uniforme, bem fardado, e com uma pasta 007. Alegava que trabalhava em Brasília.Chegou de taxi e disse que mais tarde o motorista dele o viria buscar.
Alegou que tinha servido na BASP durante muitos anos onde tirou muitos serviços.
Ao surgir a desconfiança, um major saiu com ele para ele "matar a saudade da BASP". Ele pedia para rever o Paiol, ao que o major alegou que o Cmt da BASP não permitia ninguém de se aproximar dessa área restrita. Isso também chamou a atenção da segurança da BASP.
Demonstrou interesse diversas vezes em rever o paiol.
Enquanto isso, a inteligência do levantava os dados do falso coronel, culminando com a voz de prisão, e a lavração do APF, ainda em curso.
Ao ser dada voz de prisão, ele pediu para falar em particular, o que foi negado.
Ao ser preso, encontrava-se com uma pasta 007, e ao abrir-la, nela só havia dinheiro.
Suspeitamos de envolvimento de outras pessoas, quiça uma quadrilha, e de que ele estava aqui a mando de algum grupo maior.
A Segurança e Defesa da BASP está em alerta total, com medidas extras de segurança, pronta para repelir qualquer ameaça que venha a surgir.
Em rápida síntese, é o que eu tenho até o momento.
Mantenho o grupo de CMTS informado.
Dam
Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM