ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Polícia prende ex-mulher e filho de servidor da Poupex morto carbonizado Uma testemunha contou ao delegado responsável pelo caso que viu o companheiro da ex-mulher dirigindo o carro da vítima no dia em que ela desapareceu


Polícia prende ex-mulher e filho de servidor da Poupex morto carbonizado
Uma testemunha contou ao delegado responsável pelo caso que viu o companheiro da ex-mulher dirigindo o carro da vítima no dia em que ela desapareceu

Amanda Carvalho - Especial para o Correio , Luiz Calcagno
O corpo dele foi encontrado no último dia 13, em Samambaia Norte, no porta-malas do próprio carro. Bombeiros o encontraram após apagar o incêndio no veículo
Familiares do servidor da Poupex James de Castro Henriques, encontrado carbonizado no porta-malas do próprio carro, são os principais suspeitos do assassinato. A Polícia Civil acredita que a morte do homem tenha sido armada pela ex-mulher, Cristiane de Oliveira Henriques, o filho deles e o namorado de Cristiane. Os três foram presos após uma testemunha contar ao delegado responsável pelo caso, o chefe da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia) Eduardo Galvão, que viu o companheiro da mulher dirigindo o carro do servidor no dia em que ele desapareceu.


James era analista da Associação de Poupança e Empréstimo (Poupex) e morador de Águas Claras. O corpo dele foi encontrado no último dia 13, em Samambaia Norte. Segundo informações de Galvão, Cristiane de Oliveira Rodrigues teria mandado matar a vítima para receber o dinheiro do seguro de vida. O crime teria também a participação do namorado dela. "Eles foram presos por 30 dias e esse período pode ser prorrogado", destaca o delegado.


Galvão explica que chegou à Cristiane através do levantamento de uma série de informações. “Ela tinha um álibi. Disse que estava em um determinado lugar com alguém quando James desapareceu. Conversamos com esse álibi e a pessoa negou e disse que ela não o visitava. Depois encontramos essa testemunha, que nos disse que achou estranho ver o namorado de Cristiane dirigindo o carro da ex-mulher. E isso aconteceu no dia em que ele desapareceu”, explica.

James, segundo Galvão, evitava ao máximo ir à casa da ex, com quem já teve inúmeros desentendimentos. “Ele relutava em ir, e quando aparecia, relutava em entrar”, afirma. “Foi uma soma de elementos que fomos juntando. Ela será ouvida agora”. “A chance de a história se resolver é razoável. Principalmente se o filho da James tiver sido usado para atrair o pai”, supõe.

ACIOLLY ENTORNO SUL 190

sgtaciolly.blogspot.com/

Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM