ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Césio-137: Goiás terá de indenizar vítimas, por danos morais e materiais STJ mantém decisão que condenou o estado a ressarcir moradores desalojados devido ao desastre responsável pela morte de 100 pessoas. Processo tramitava há quase 20 anos

Césio-137: Goiás terá de indenizar vítimas, por danos morais e materiais

STJ mantém decisão que condenou o estado a ressarcir moradores desalojados devido ao desastre responsável pela morte de 100 pessoas. Processo tramitava há quase 20 anos

 
    


 Paulo H. Carvalho/Reprodução - 20/7/05


Em votação unânime, a Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve decisão que condenou o estado de Goiás a indenizar, por danos morais e materiais, moradores de Goiânia que foram desalojados de suas casas por causa do acidente radioativo com o Césio-137, ocorrido em 1987. Depois do acidente, foi isolada uma área de 2.000 metros quadrados, compreendendo 25 casas, cujos moradores tiveram de deixá-las para remoção do material radioativo. A residência dos autores da ação foi a única construção a ser demolida e o local concretado para isolar o lixo radioativo por um período de 150 anos.
Em 1987, mais de 100 pessoas morreram contaminadas e outras 1,5 mil foram afetadas pelo material radioativo Césio-137 em Goiânia. Um aparelho radiológico com cápsula do metal foi roubado, em 13 de setembro, por catadores em um terreno abandonado do Instituto de Radioterapia de Goiânia. Nesse contato, eles tiveram náuseas e vômitos, que foram primeiro relacionados à alimentação.

Leia mais notícias em Brasil

Alguns dias depois, o aparelho foi vendido 
para um dono de ferro-velho, que abriu a cápsula. Encantado pela luz azul emitida no escuro pela substância tóxica, ele a mostrou a parentes e amigos, contaminando-os. Em 23 de outubro, morreram as primeiras pessoas vítimas da radiação. O governo de Goiás foi duramente criticado pela demora em tomar ações e pela maneira com que a limpeza das áreas afetadas foi realizada.

A sentença do STJ, divulgada na sexta-feira, fixou a indenização em um terço do valor da causa, pelos danos materiais, quantia acrescida de 25% pelos danos morais, montantes atualizados e aos quais seriam adicionados de juros de mora a partir do trânsito em julgado da sentença. Acórdão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), entretanto, ao considerar o direito à indenização por desapropriação indireta, adotou o valor do terreno e respectivas construções, acrescidos de juros compensatórios de 12% ao ano, desde a data do desapossamento, e juros moratórios de 6% ao ano, contados na forma prevista no artigo 15-B do Decreto-Lei nº 3.365/41.
fontehttp://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2016/04/25/internas_polbraeco,528925/cesio-137-goias-tera-de-indenizar-vitimas-por-danos-morais-e-materia.shtml

Algumas "vítimas" do Cel. Brilhante Ustra e seus antecedentes***


Felipe Fiamenghi
Como ví essa fotos diversas vezes, desde domingo, apresentando supostas "vítimas" do Cel. Brilhante Ustra, curioso que sou, me dei o trabalho de procurar quem são os ilustres defuntos:
FERNANDO B. DE PAULA FERREIRA: Integrante do grupo VAR-PALMARES, participou do roubo de US$2,5 milhões do cofre do Adhemar de Barros, para tal, mantendo 11 funcionários reféns. Morto em uma troca de tiros no Largo da Banana, em 29/07/1979.
ALCERI M. GOMES DA SILVA: Membro da VPR, uma das cabeças do atentado que ceifou a vida do Sd. Mario Kozel Filho.
CARLOS E. P. FLEURY: Membro da VPR, um dos seqüestradores do embaixador alemão Ehrefried Von Holleeben, treinou guerrilha na Argélia e em Cuba. Morto em uma troca de tiros no bairro da Guanabara, em 10/12/1971
ANTÔNIO SÉRGIO DE MATOS: Iniciou a carreira no MAR, transferiu-se para a guerrilha urbana da ALN. Morto em 23/12/71, durante uma tentativa de assalto à um comboio militar.
LUIZ HIRATA: Membro da OS, morreu atropelado por um ônibus em 16/12/1971, quando empreendia fuga, à pé, de agentes do DOPS.
ALEXANDRE JOSÉ IBSEN: Ex membro da ALN e guerrilheiro do MOLIPO, morto em uma troca de tiros com a PM, no bairro Tatuapé, em 27/02/1972,
ANTONIO C. N. CABRAL: Liderança da ALN, morto, após trocar tiros, junto com 2 comparsas, em ocorrência na Rua Zizi, bairro Barão Lins de Vasconcelos, RJ.
HIROSHI TORIGOE: Ex-membro da ALN, comandante do MOLIPO, chefe do assalto ao Banco Nacional, na Lapa, morto em 05/01/1972, no bairro de Sta Cecília, em troca de tiros com os agentes do DOI-CODI, onde um policial veio a óbito.
JOSÉ JULIO DE ARAÚJO: Membro do Partido Comunista e da ALN, treinou guerrilha, em Cuba, de 1961 a 1971. Morto por seguranças particulares durante um assalto na Rua Teodoro Sampaio, Pinheiros-SP, em 18/08/1972
LOURDES M. W. PONTES: Membro do PCBR, esposa de Paulo P. da Silva, planejador e executor do resgate de Theodomiro Romeiro dos Santos, que resultou na morte de um Sgt da FAB. Integrante do "grupo de fogo" do PCBR, morta em resistência à prisão, no bairro do Grajaú, em 26/12/1972
MARIA R. LOBO FIGUEIREDO: Casada com Raimundo Figueiredo, um dos autores do Atentado do Aeroporto de Guararapes, membro da AP, baleada durante resistência à prisão, com outros 2 guerrilheiros, no bairro do Quintino-RJ. Socorrida para o Hospital Central do Exército, não resistiu e veio à óbito em 29/03/1972
VALDIR SALES SABÓIA: Ex-Policial Militar, membro do PCBR, procurado por vários atos de terrorismo, morto no RJ em 29/12/1972, ao resistir a prisão fazendo uso, inclusive, de uma granada de mão contra os policiais.


Resumindo: Só bonzinhos... A maioria nem foi presa/morta pelo DOI-CODI, muito menos sobre a supervisão do Ustra. Mas, essa é a tática da esquerda. Se não existem fatos, invente-os.
fonte>>>https://www.facebook.com/ffiamenghi?fref=nf

Dupla de Luziânia vai lutar por vaga no Bolshoi, em disputa nacional No ano passado, uma brasiliense conseguiu realizar a façanha, provando que o sonho é possível


Dupla de Luziânia vai lutar por vaga no Bolshoi, em disputa nacional
No ano passado, uma brasiliense conseguiu realizar a façanha, provando que o sonho é possível
Juliana Contaifer
Marcela e Maria Eduarda disputaram com 180 meninas

Quando a professora de Marcela Cantuária, 8 anos, pediu que a menina fizesse uma redação explicando o que queria ser quando crescesse, a estudante não teve dúvida: bailarina. “Ela dizia, no texto, que ama o balé. E que também queria ser artista, porque adora interpretar”, conta a mãe, Marília Cantuária, 44. A terceira opção seria empresária, dona de uma grande marca de roupas, mas tudo indica que ficará só como plano. Em 16 de abril, Marcela pôde dar início ao sonho de levar a vida nos palcos. Foi a Goiânia participar de uma competição regional que selecionou 20 meninas para a seletiva nacional, na sede do balé Bolshoi no Brasil, em Joinville (SC). Lá, em outubro, 20 bailarinas serão escolhidas para morar e estudar a dança no centro catarinense.


A estudante Maria Eduarda Meireles, 11 anos, também tem o sonho de dançar. Desde pequena, aos 2 anos, já ensaiava passos na frente da televisão e pediu para a mãe, Telva Meireles, 39, levá-la até uma escola de balé. Já são nove anos dedicados às sapatilhas e é possível ver que a estudante é bailarina pela postura e pela leveza nos movimentos, mesmo fora dos tablados. As duas pequenas seguiram, com seis estudantes da escola de dança Fabrícia Meireles, em Luziânia, para participar da seletiva em Goiânia. Competiram com 180 meninas de várias regiões. E ganharam.


Fabrícia Meireles explica que a competição é, na verdade, uma grande aula. Durante os exercícios, os professores analisam flexibilidade, ritmo, postura, leveza e até possíveis lesões entre as meninas. As escolhidas são aquelas que se encaixam nos padrões que a companhia procura, com talento para seguir a profissão. Maria Eduarda e Marcela foram as duas melhores na categoria entre 8 e 11 anos. “Foi a primeira vez que nossa escola participou da seleção. No ano passado, perdemos as datas, mas ficamos ligadas este ano. Selecionamos oito meninas promissoras entre as 185 alunas, alugamos um ônibus e as levamos com os pais para Goiânia”, lembra.

O próximo passo para a duplinha é a competição nacional, que ocorre em outubro. Se passarem, se mudam com a família para Santa Catarina. “Estou muito animada. Quero muito ser bailarina”, conta Maria Eduarda. A mãe da estudante concorda. “Fazemos qualquer coisa para realizar sonho de filho. Estamos animados e dispostos a transferir a família toda para Joinville”, afirma Telva.


Animação também é a palavra da vez para Marcela, que, em Goiânia, até pediu autógrafo e foto com os bailarinos profissionais da companhia. “Estou achando tudo muito legal!” A mãe da menina, Marília, explica que levou Marcela mais para conhecer os artistas e aprender como funciona um teste. Não acreditava muito que a filha ganharia a competição. “Fomos na maior inocência e ficamos muito felizes com o resultado.”


De Santa Maria
Os testes para escolher as próximas gerações de bailarinos do Balé Bolshoi podem ser feitos em qualquer cidade, não necessariamente um em cada região. Qualquer escola com mais de 100 alunos pode receber a seletiva, desde que arque com os custos da viagem dos professores que representam a companhia. No ano passado, a Cidade Ocidental recebeu uma competição. A bailarina Julia Gerlach, 9 anos, estudava balé em Santa Maria e conseguiu uma das vagas para participar do balé em Joinville.
fontehttp://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2016/04/25/interna_cidadesdf,528916/dupla-de-luziania-vai-lutar-por-vaga-no-bolshoi-em-disputa-nacional.shtml

Impeachment: Senado elege hoje comissão que analisará abertura de processo A previsão é de que a decisão do plenário saia em 12 de maio. Governistas tentam ganhar tempo contestando a escolha do relator e o rito do colegiado


Impeachment: Senado elege hoje comissão que analisará abertura de processo
A previsão é de que a decisão do plenário saia em 12 de maio. Governistas tentam ganhar tempo contestando a escolha do relator e o rito do colegiado

Julia Chaib , Maíra Cabral


Após 114 dias desde o acolhimento pela Câmara dos Deputados, o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff deve começar a tramitar oficialmente hoje no Senado, onde será julgado o afastamento da petista da Presidência da República. A sessão do Senado dedicada à eleição dos integrantes da comissão especial que analisará a admissibilidade do processo está prevista para as 16h. O colegiado só deve ser efetivamente instalado amanhã, com eleição do relator e presidente. A partir disso, será concedido prazo de 10 dias úteis para conclusão dos trabalhos. A previsão é de que a votação do relatório na comissão ocorra em 9 de maio e, no plenário, dia 12. Mesmo antes do início dos trabalhos, porém, já há polêmica em torno do nome do indicado a relator, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG). E o PT ameaça contestar o rito estabelecido, especificamente a previsão de fala da acusação nesta semana.

De acordo com as indicações, a comissão tem hoje cinco parlamentares contrários ao impeachment. Ontem, a presidente reuniu-se com o assessor especial da Presidência, Giles Azevedo, e com o Advogado-Geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, para discutir o processo. No mesmo dia, manifestantes pró e contra o governo enfrentaram-se na Avenida Paulista. Indicado a presidente da comissão, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) é também o mais velho titular do colegiado e, portanto, o responsável por convocar a sessão que elege presidente e relator do colegiado. “A senadora Ana Amélia, por ser a segunda mais velha, conduz a eleição do presidente. Se confirmada a minha escolha, recebo a presidência e procedo a eleição do relator”, disse.

No mesmo dia, Lira apresentará uma previsão de calendário para ser votado no colegiado. Embora não esteja previsto no rito, o senador quer ouvir a acusação e a defesa logo na primeira semana. O relator pode até antecipar a apresentação do parecer, mas Lira quer aproveitar todo o prazo. “Eu pretendo usar os 10 dias úteis previstos no rito. Se eventualmente for da decisão do relator apresentar antes, acredito que não vai ser apresentado no dia, ele fica sendo discutido e no último dia, votado”, afirmou.

Antes mesmo da eleição, o nome em torno da relatoria gera polêmica. Governistas reclamam que Anastasia não poderia ocupar a função por ser do partido de oposição que encampa o impedimento. Eles querem outro parlamentar, não necessariamente do PT para elaborar o parecer. A comissão foi dividida em seis blocos. O formado pelo PMDB, que detém a maior bancada na Casa, ficou com direito a indicar Lira à presidência. O PSDB formou o segundo maior bloco, com DEM e PV e, por isso, reclamou o direito à indicação. O líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), porém, contesta ao afirmar que é o tamanho do partido que deve ser levado em conta e não o do bloco.


“Nós não podemos ter concordância com uma indicação dessas. Apesar de todo respeito pelo senador Anastasia, ele é um dos representantes do PSDB, que é um subscritor direto do impeachment. E o PSDB tem o mesmo tamanho de bancada do PT, então não há por que o PSDB ter a relatoria”, disse o líder do governo. Segundo Costa, ficou estabelecido na reunião de líderes que as indicações seriam feitas de acordo com o tamanho da bancada. O PT pretende contestar o nome de Anastasia. O líder, no entanto, não antecipou que parlamentares indicaria para o lugar. A intenção de Lira, de convocar a acusação para se pronunciar na comissão nesta semana, possivelmente na quinta-feira, também deve ser objeto de contestação. Humberto disse não haver razão para ouvir novamente os autores do pedido se isso já foi feito na Câmara dos Deputados.




fonte///http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2016/04/25/internas_polbraeco,528922/impeachment-senado-elege-hoje-comissao-que-analisara-abertura-de-proc.shtml

CPCHOQUE não dá trégua para a criminalidade, na região do entorno do DF.

CPCHOQUE não dá trégua para a criminalidade, na região do entorno do DF.

A equipe da 33ª CIPM (CPCHOQUE) composta pelo Sargento Caixeta, Cabo Júlio César, Cabo Kléber e Soldado Calado estava em patrulhamento pelo Setor Araguari, quando se deparou com dois homens colocando dentro de um veículo VW Gol, de cor preta, um aparelho de televisão, ao mesmo tempo em que o alarme da residência encontrava-se disparado. Ao perceberem a presença dos policiais, tentaram empreender fuga, mas não conseguiram, sendo abordados em seguida. Ao retornarem ao local, viram que a porta e o portão apresentavam sinais de arrombamento. Os dois homens que possuem inúmeras passagens pelos crimes de furto, roubo, latrocínio tentado, receptação, dano e uso de documento falso foram detidos e conduzidos ao CIOPS.


No momento em que realizavam os procedimentos junto à autoridade policial competente, a equipe percebeu que um homem estava em meio aos veículos apreendidos, apresentando atitude suspeita. Os militares realizaram a abordagem e encontraram dois carros arrombados com as centrais retiradas. O autor informou que teve fácil acesso, devido ao fato de ter prestado serviços de reforma, recentemente na unidade.

Mais tarde, em patrulhamento pelo Parque Estrela Dalva VIII, em Luziânia, a equipe se deparou com um homem que, ao perceber a presença da viatura, empreendeu fuga para um matagal escuro e de difícil acesso, não sendo possível encontrá-lo. Contudo, após buscas, uma espingarda, conhecida como “bate-bucha” e uma bolsa contendo pólvora, espoleta e chumbos foram encontradas e encaminhadas para a realização dos procedimentos de praxe, na delegacia.

Fonte: Soldado Luciana – Seção de Assessoria de Comunicação do 5º CRPM.
fontehttps://www.facebook.com/quinto.crpm/photos/a.409819599212694.1073741828.409795362548451/504078836453436/?type=3&theater

Um assassinato se aproxima de Lula

Um assassinato se aproxima de Lula


Por Edson Joel

Delúbio Soares, Silvio Pereira, Ronan Maria Pinto e Breno Altman, este último, "jornalista", foram presos e levados coercitivamente para a Polícia Federal na 27ª fase da Operação Lava Jato, denominada carbono 14. Todos tem algo em comum: estão envolvidos num escabroso caso não esclarecido 14 anos depois: o assassinato brutal de Celso Daniel, ex-prefeito de Santo André, sequestrado ao sair de um restaurante em janeiro de 2002. Daniel foi tesoureiro da campanha de Lula e sua morte continua um grande mistério. O PT rapidamente aceitou o fato como crime comum e encerrou o assunto.

Segundo versões correntes na época, Daniel foi morto por se opor a corrupção na prefeitura que beneficiava o PT. Faz tempo que Marcos Valério, já condenado há mais de 40 anos no processo do Mensalão, foi ao STF e prestou depoimento que envolve o nome de Lula e Palocci, ex-ministro também envolto em escândalo de corrupção com a Máfia do Lixo, em algumas cidades do interior.

Marcos Valério contou que milhões de reais saíram do país, além dos valores denunciados para pagamento do publicitário Duda Mendonça. e falou da existência de dinheiro do PT para "calar a boca de um empresário" que ameaçou contar a verdade sobre o caso do assassinato. Para registro, a morte de Celso não foi única: estranhamento mais 7 pessoas, de alguma forma ligadas ao caso, também morreram: acusados, um investigador, um agente funerário, testemunha e o legista do caso. Valério tem medo de morrer e pediu proteção ao prometer um depoimento esmiuçado a respeito.

O tesoureiro da campanha de Lula foi sequestrado seu corpo
encontrado numa estrada de Juquitiba, SP com sinais de
tortura. Celso Daniel tinha 51 anos e era casado com Miriam
Belchior, atualmente presidente da Caixa Econômica Federal.
Miriam fez parte do governo Lula e chegou ao cargo de ministra
do Planejamento, Orçamento e Gestão.
Familiares de Celso, desde o início das investigações, afirmam que a morte do prefeito foi um crime político que envolvia corrupção e era de conhecimento da cúpula do PT. Ontem, Bruno Daniel, irmão de Celso, falou para a imprensa que finalmente o assunto vai merecer mais atenção e tem certeza que os mandantes do crime serão encontrados. Delúbio Soares, tesoureiro do PT e Silvinho Pereira, então secretário do partido, foram envolvidos na delação premiada de Bumlai e confessou que foi ele o emissário na entrega do dinheiro para Ronan Maria Pinto (dono do Diário do Grande ABC) que chantageava Lula, ameaçando contar sobre a corrupção na prefeitura de SantoAndré que favorecia o PT e sobre a morte do prefeito. O dinheiro conseguido em empréstimo no Banco Schahin não era para Bumlai, mas para calar o dono do jornal que sabia demais. Todos foram presos pela Polícia Federal nesta data. Consta que o valor seria de 12 milhões mas somente 6 milhões teriam sido entregues a Ronan.Corrupção, propinas, assassinato, imóveis "doados" por amigos, dinheiro de palestras nunca realizadas, milhões nas contas dos filhos - a PF rastreou as andanças dos filhos de Lula e dos filhos de Jacob Bittar e descobriu que passaram várias vezes pelo Panamá, ilha conhecida para lavagem de dinheiro e outras falcatruas - são temas recorrentes e preocupantes para o Senhor Luís Inácio da Silva.


Lula e a cúpula do PT velando Celso Daniel, barbaramente assassinado em janeiro de 2002. Caso volta à tona com a prisão dos petistas Delúbio Soares e Sílvio Pereira, ex-tesoureiro do PT e ex-secretário do partido envolvidos na delação premiada de Bumlai: o dinheiro que pegou do Banco Schahin era para calar Ronan Maria Pinto, dono de jornal do ABC que sabia porque Celso foi morto.
fontehttp://blogdoedsonjoel.blogspot.com.br/2016/04/um-assassinato-se-aproxima-de-lula.html

domingo, 24 de abril de 2016

PRESIDENTE DILMA PODE RENUNCIAR A QUALQUER MOMENTO***



Manchete REDE GNI
Dilma pode renunciar a qualquer momento
 Redação GNI


Fontes de dentro do Palácio do Planalto, sob a condição de anonimato, afirmaram à redação da REDE GNI, que Dilma Rousseff (PT) recebeu muito mal a notícia de sua derrota no Supremo Tribunal Federal, em seu pedido para paralisar o rito do Impeachment na Câmara.

Dilma chorou, descontrolou-se, xingou e teve um ataque de nervos. Analistas que ouviram frases desconexas de Dilma afirmam: Ela deve renunciar a qualquer momento, sair do Brasil e pedir asilo político sob a alegação de estar sendo vítima de perseguição política.

A carta de renuncia já estaria pronta, faltando apenas a assinatura de Dilma. Isso deverá ocorrer entre Sexta-Feira (15) e o início da votação de seu Impeachment no Domingo (17). Um importante aliado de Dilma, sob a condição de anonimato afirmou: Ela renuncia hoje (15).

O cenário realmente é desfavorável a presidente:
Perdeu no STF
Não tem apoio popular
Não tem mais uma base de sustentação
Seus principais conselheiros já demonstram abatimento
Lula estaria em depressão, refugiado numa suíte de luxo em Brasília
Perdeu votos de importantes aliados dentro da Câmara e no Senado
Ex-ministros de seu governo já declaram voto favorável ao processo de impeachment
Seus principais companheiros de militância estão presos
Seu principal conselheiro, o marqueteiro João Santana, continua preso e ameça assinar a Delação Premiada
A Delação de Delcídio do Amaral é um problema para Dilma
As Delações da OAS e Odebrecht podem resultar, até mesmo, num eventual pedido de prisão de Dilma
Petistas influentes já comunicaram a Dilma: A derrota é inevitável no domingo (17).

Este é o cenário: O pior para Dilma Rousseff. Analistas mais pessimistas, não descartam uma hipótese mais dramática: Num descontrole da presidente, ela venha cometer suicídio.

Ministros que mais defenderam Dilma durante todo esse processo, afirmando que tudo seria um golpe, já estariam desmontando seus gabinetes, recolhendo objetos pessoais e destruindo documentos e arquivos, numa eventual renuncia de Dilma Rousseff ou da perda de seu mandato através do Impeachment.
← STF rejeita pedido da AGU e mantém votação do impeachment no domingo
Presidente do STF afirma: ‘Atos imputados a Dilma podem ser contestados’ →
Você pode gostar também

FONTE***http://redegni.com/dilma-pode-renunciar-a-qualquer-momento/

LUZIANIA GOIÁS*** 2ª CIPM: 03 veículos roubados recuperados e máquinas de caça-níqueis apreendidas no J. Ingá.






Quinto Crpm


2ª CIPM: 03 veículos roubados recuperados e máquinas de caça-níqueis apreendidas no J. Ingá.
A equipe da 2ª CIPM composta pelo Sargento Ivam e Cabo Moura Silva recebeu uma denúncia que versava sobre um bar, localizado no Parque Mingone, onde estaria ocorrendo jogos de azar, por meio de máquinas de caça-níqueis. Os Militares se deslocaram ao local, onde se depararam com um homem realizando jogos. No estabelecimento comercial, três máquinas foram encontradas e cerca de R$ 161,00 oriundos da prática.
Enquanto isso, a equipe do Grupo de Patrulhamento Tático composta pela Subtenente Andreia, Sargento Teles, Cabo Cabral e Cabo Dourado recebeu uma ligação de uma pessoa, que se apresentou como Major da Polícia Militar do Estado de São Paulo, informando que estava rastreando uma caminhonete GM S10 e que ela estava próxima dali. Os Militares se deslocaram ao local indicado e confirmaram a informação obtida. O veículo com restrição de roubo/furto foi encaminhado ao CIOPS, onde o condutor foi autuado pelo crime de Receptação.
Já a equipe composta pelo Cabo Morais e Cabo Santos Souza estava em patrulhamento pelo Jardim Zuleika quando avistou um veículo, em atitude suspeita. Durante a abordagem, constatou-se que ele apresentava sinais de adulteração. O condutor utilizava uma carteira de trabalho como documento de identificação que não era sua. Após indagações, ele informou seu verdadeiro nome e foi autuado pelos crimes de Receptação e falsidade ideológica.
Mais tarde, a equipe composta pelo Sargento Ivam e Cabo Moura Silva recuperou uma motocicleta, poucos minutos depois do crime. A vítima relatou aos Militares que foi surpreendida em sua residência, por dois homens, sendo que um deles portava arma de fogo e, sob ameaça, subtraiu para si, o veículo acima citado.


Polícia Militar de Goiás, sempre ao seu lado.

Fonte: Soldado Luciana – Seção de Assessoria de Comunicação do 5º CRPM.




Policia Militar Quirinópolis GPT DA 12ª CIPM PRENDE LADRÃO E RECUPERA OBJETOS ROUBADOS EM JOALHERIA

GPT DA 12ª CIPM PRENDE LADRÃO E RECUPERA OBJETOS ROUBADOS EM JOALHERIA
Na manhã de sábado houve um roubo à Joalheria Cristal, localizada na Avenida Brasil, nesta cidade de Quirinópolis, onde elementos armados adentraram a loja, renderam os funcionários e levaram várias jóias e relógios.
Diante disso,as equipes da 12ª CIPM - Companhia Vale do Rio Paranaíba, passaram a efetuar diligências no sentido de localizar os autores. A equipe do GPT, composta pelos Sargentos F. Silva, De Freitas e Ademar receberam a informação, de forma anônima, em que foi indicado o local onde o ladrão estaria escondido.
Averiguando a denúncia, a equipe deparou com um elemento, apelidado de Alemão, e sua parceira, onde, após entrevista com os mesmos, foram encontradas várias jóias dentro de uma sacola, sendo que o autor inclusive utilizava uma corrente das que foram subtraídas, sendo ainda encontradas com ele duas porções de maconha. Com a mulher foi encontrado um telefone celular, que a mesma afirmava ter sido um presente do autor.
Em uma casa abandonada nas proximidades de onde encontrava o autor, ainda foi localizada pela equipe a moto utilizada na prática do roubo, que também era roubada, fato ocorrido na cidade de Rio Verde.
Foi dada voz de prisão ao casal, que foi conduzido à Delegacia de Polícia, onde a situação foi apresentada e o ambos foram colocados à disposição daquela autoridade policial para a confecção do respectivo Auto de prisão em flagrante.
Capitão Bispo - Comandante da 12ª CIPM
fontehttps://www.facebook.com/photo.php?fbid=274235676242936&set=pcb.274235809576256&type=3&theater

Homem que recebia multas de moto vendida encontra veículo em Goiânia Ele fez vigília em um cruzamento da capital onde infrações foram cometidas. Antigo proprietário diz que débitos com o Detran somam mais de R$ 16 mil.

Homem que recebia multas de moto vendida encontra veículo em Goiânia

Ele fez vigília em um cruzamento da capital onde infrações foram cometidas.
Antigo proprietário diz que débitos com o Detran somam mais de R$ 16 mil.

Do G1 GO
O gerente administrativo, Rui Righy Amaral, que recebeu mais de R$ 16 mil em multas por uma moto que já havia vendido, encontrou o veículo após fazer vigília em um cruzamento de Goiânia. Depois de 15 dias procurando pela motocicleta, Rui descobriu que ela havia sido comprada pelo dono de uma oficina há pouco tempo. A moto foi a apreendida até que o problema das multas seja resolvido.
“Fiquei muito tempo na Rua C-107 com a Avenida T-63 fazendo vigília. Começava cinco da manhã parava às sete, sem ir ao banheiro, beber água, sem comer. Da época que eu vendi ela, está muito estragada, mas eu estou feliz por ter resolvido parte do meu problema hoje”, contou Righy.

Rui conta que na hora da transação, confiou na revendedora e assinou o recibo de transferência em branco. “Ele falou para mim que, quando vendesse, não ia datar e nem colocar o nome dele porque ia fazer apenas uma transferência”, disse Rui. Assim, quando a empresa encontrasse um comprador, apenas preencheria com os dados do novo dono.
O veículo foi encontrado na sexta-feira (22), dez anos depois de ter efetuado a venda. Segundo Rui, o veículo foi vendido na época para uma revendedora de Anápolis e o dono da oficina provavelmente não é o autor das multas, visto que adquiriu o veículo há poucos dias. Segundo o novo proprietário, ele possui um recibo que comprova a compra da moto.
Rui e a esposa saíram de Uruaçu, no norte de Goiás, onde moram, para ficar vigiando o cruzamento da T-63 com a Rua C-107, no Jardim América. A lista de multas mostra que o condutor passava pelo local geralmente pela manhã. Além das multas, o novo dono não pagava o licenciamento desde 2010, o que totaliza mais de R$ 2,2 mil.
Após ser encontrado, o veículo foi levado ao pátio do Polícia Rodoviária Estadual, que fica na GO-040, onde deve ficar apreendido até que o processo seja resolvido na Justiça.
O Departamento Nacional de Trânsito de Goiás (Detran-GO) informou que não se responsabiliza por casos como o de Rui, já que, na venda de veículos a transferência deve ser feita em trinta dias, sob pena de multa.
Homem recebe multas de moto que já vendeu e tenta achar atual dono em Goiânia, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Homem recebe multas de moto que vendeu há dez anos em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM