ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

domingo, 1 de maio de 2016

"Graças às medidas adotadas ainda em 2014, estamos vencendo a crise", afirma Marconi Segundo Marconi, os desafios da gestão administrativa, ao longo de três mandatos, foi decisiva para que detectasse a crise econômica nacional




"Graças às medidas adotadas ainda em 2014, estamos vencendo a crise", afirma Marconi
Segundo Marconi, os desafios da gestão administrativa, ao longo de três mandatos, foi decisiva para que detectasse a crise econômica nacional

Do Mais Goiás


Marconi Perillo (Foto: Divulgação)

O governador Marconi Perillo (PSDB) afirmou neste domingo (1º/05) que, "graças as medidas de redução de gastos adotadas ainda em 2014, logo após a reeleição, o Governo de Goiás está vencendo, gradativamente, os efeitos da crise econômica nacional sobre as contas do Estado". Marconi disse que a convivência diária com os desafios da gestão administrativa, ao longo de três mandatos, foi decisiva para que detectasse a crise econômica nacional antes de ela causar os efeitos danosos aos cofres públicos dos governos federal, estaduais e municipais.

Em entrevistas durante a semana, Marconi reafirmou que Goiás vive uma situação econômica mais equilibrada que a de Estados como o Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul – que estão em dificuldades para pagar a folha de servidores – porque adotou ações duras, mas necessárias para conter os gastos e realizar cortes na estrutura administrativa. “Não estamos melhor por sorte e sim por termos tido coragem de implementar as ações necessárias”, completou.

Durante a entrevista, o governador disse que percebeu a crise em 2014. “Naquele ano enxerguei que, nos anos seguintes (2015/16), teríamos uma crise sem precedentes na história do Brasil. Por esta razão, já em 2014 fizemos a maior reforma administrativa já vista em Goiás”. Ele lembrou que cerca de 10 mil cargos comissionados e temporários foram eliminados paralelamente a outras medidas, como diminuição de despesas, redução do número de secretarias para dez, dentre outras. “Todas essas economias me fizeram conseguir atravessar 2015, apesar da maior crise econômica da história do Brasil”.

O governador abordou também assuntos de interesse dos municípios representados pelos profissionais das rádios presente à coletiva. Começou falando sobre o Hospital Municipal de Jaraguá, construído durante o governo de Henrique Santillo e depois, na administração do então governador Maguito Vilela, transferido para a Prefeitura Municipal, “o que, na minha opinião foi um grande erro, porque um hospital regional tem de ser administrado pelo governo do Estado”, declarou.

Marconi informou que, depois de muitas tratativas com o deputado Nédio Leite, ficou resolvido que será iniciado um processo para reversão do hospital para o governo do Estado. “Determinei as providências para que o Estado faça uma licitação de OS, para que a gente tenha em Jaraguá um hospital funcionando bem e atendendo toda a região”.

O governador destacou que os hospitais estaduais administrados por OSs funcionam bem e são aprovados por mais de 90% dos usuários. “O último hospital que nós terceirizamos para OS foi o de Pirenópolis, e todas as pessoas que visitam o hospital percebem a mudança que ocorreu depois que nós fizemos a mudança da administração”, acrescentou.

“Neste momento estamos aguardando o desfecho da crise política em Brasília, para que possamos voltar às tratativas com o Governo Federal e viabilizar recursos de operação de crédito, ou de privatização, para começarmos as obras”, afirmou. “No momento de crise tão grande como essa, crise econômica, crise política, não dá pra gente pensar em investimentos. Foi o que eu fiz. Eu parei os investimentos para pagar folha dos servidores públicos em dia, para pagar a manutenção do Estado, dívidas externas, e agora nós estamos fazendo um trabalho de manutenção das rodovias", relatou Marconi, durante entrevista às rádios da Região Norte do Estado.

O governador afirmou que "tão logo tenhamos recursos, nós vamos começar um trabalho de reconstrução e de conclusão de rodovias. Recursos que deverão começar a chegar este ano. Vamos concluir a rodovia de Porangatu a Montividiu do Norte e também o trecho iniciado entre Bonópolis e Cruzeiro”. Durante a entrevista, Marconi reafirmou que neste mandato irá inaugurar o Hospital Regional de Uruaçu, cujas obras serão retomadas ainda este ano. Disse que também este ano o Estado irá reconstruir a rodovia que liga Uruana a Carmo do Rio Verde e a que liga Jaraguá a Itaguaru.
Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM