ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Gabriel ainda precisa de ajuda Criança e avó sobrevivem da venda de material reciclável recolhido na rua


Gabriel ainda precisa de ajuda
Criança e avó sobrevivem da venda de material reciclável recolhido na rua

Thaís Lobo

Do Mais Goiás


Foto: Polícia Militar

A vida do pequeno Gabriel, de 6 anos, começou a mudar a partir desta quarta-feira (17). Após policiais militares flagrarem a criança buscando materiais escolares em meio ao lixo reciclável, o caso ganhou repercussão e a família tem recebido a solidariedade de muita gente.

"Ele ganhou os cadernos, o material, mas faltava o uniforme. Hoje os policiais falaram que uma pessoa vai dar um uniforme para ele", comemora a avó da criança, Zilda Cândida Pereira Barbosa, de 67 anos, que confessa, com sinceridade, que não tinha dinheiro para comprar o material escolar do neto.

Dona Zilda conta que pegou Gabriel para criar com três dias de vida. Segundo ela, a mãe do menino era muito jovem e não cuidava direito dos filhos dela. O Conselho Tutelar já havia retirado uma criança da guarda da mãe e a avó tinha medo que o mesmo acontecesse com o neto. "Para o Conselho Tutelar não levar [ele] eu peguei ele para criar", lembra.

Apesar de ter cinco filhos, 12 netos e 1 bisneto, dona Zilda mora sozinha com Gabriel em uma casa humilde na Rua JA2, no Bairro Dom Miguel, em Rio Verde. Ela explica que sobrevive apenas do recolhimento de material reciclável da rua. "Não dá quase nada, mas o que a gente vive é disso. Graças a Deus dá para sobreviver", diz, orgulhosa de trabalho duro, mas honesto.

Há quatro meses a avó começou a receber uma renda de R$ 124 do Programa Bolsa Família, mas ainda assim as contas se acumularam. "Eu estou com duas [contas] de energia e duas de água para pagar. Já estão para cortar e ainda tem os alimentos, né?", relata a avó angustiada.

Quando questionada, Dona Zilda diz, um pouco envergonhada, que ainda precisa de ajuda. "Cesta básica a gente ainda precisa, né?".

Para ajudar a família, a avó disponibilizou o seu número de celular para contato: (64) 99288-4052.
http://www.emaisgoias.com.br/
Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM