ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Prefeitura de Goianésia está proibida de investir dinheiro público no carnaval O município informou que vai recorrer da decisão, pois está empregando R$ 250 mil na folia e espera retorno de pelo menos R$ 500 mil em impostos


Prefeitura de Goianésia está proibida de investir dinheiro público no carnaval

O município informou que vai recorrer da decisão, pois está empregando R$ 250 mil na folia e espera retorno de pelo menos R$ 500 mil em impostos


Do Mais Goiás | Postado em: 15/02/2017 às 17:54:49



Promotores argumentam que objetivo não é impedir a festa, mas pelo investimento correto do dinheiro público (Foto:

O município de Goianésia está proibido de empregar verba pública na realização da festa de carnaval deste ano. A determinação é da juíza Ana Paula de Lima Castro, da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Goianésia, que acolheu parcialmente os pedidos feitos em ação cautelar proposta na semana passada pelos promotores de Justiça Antônio de Pádua Júnior, Luciano Meireles e Márcia Cristina Peres.

A juíza também determinou que o município não poderá autorizar a realização do evento na Avenida Goiás, no centro de cidade, e que deve ser feito estudo de impacto de vizinhança para a realização do Carnaval 2017, por se tratar, segundo a juíza, de área predominantemente residencial.

Ao propor a ação, os promotores argumentaram que o MPGO encaminhou ofícios ao município solicitando esclarecimento quanto aos gastos assim que souberam da realização do evento. Entretanto, de acordo com os promotores, a resposta veio assinada pelo chefe da Casa Civil e pai do atual prefeito, contendo informações evasivas, pois não informou a previsão de valores ou a origem dos recursos. Ainda segundo o MPGO, o objetivo da ação não é impedir a realização do carnaval na cidade, mas pelo investimento correto do dinheiro público.

A Prefeitura de Goianésia, por meio do secretário de Comunicação, Tales Moura, informou que o município já foi notificado sobre a determinação da juíza e a recomendação do MPGO, mas irá recorrer da decisão. “Nosso objetivo não é entrar em um desentendimento com o Ministério Público, mas, por meio do diálogo, mostrar aos promotores o quanto a festa é importante para Goianésia”, explicou Tales.

O secretário lembra que o município já investiu R$ 250 mil na folia, sem contar os R$ 200 mil do Ministério da Cultura e R$ 100 mil da iniciativa privada. A expectativa é que a prefeitura tenha o retorno de pelo menos R$ 500 mil em impostos.

Espera-se também o giro de R$ 10 milhões no comércio da cidade. O foco do carnaval de Goianésia são os foliões que gostam de sertanejo universitário. As duplas Cleber e Cauan, Simone e Simaria, Israel e Rodolfo e Kleo Dibah e Rafael estão com agenda na cidade. Em relação à proibição da folia na Avenida Goiás, Moura afirma que que a região é comercial e os empresários estão ansiosos para aquecer as vendas durante os dias de festa.
Postar um comentário

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM